terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

A greve dos militares no Rio de Janeiro e as arbitrariedades do Estado

Pronunciamento - Protógenes Queiroz fala da arbitrariedade das prisões de bombeiros e policiais militares do Rio de Janeiro, pedindo que a ordem seja restabelecida pelo Surpremo Tribunal Federal através de julgamento de Habeas Corpus com pedido de liminar impetrado contra o cárcere desses profissionais. O plantão judiciário do Tribunal de Justiça do Rio negou o habeas corpus ao cabo Daciolo. Ainda corre no Supremo Tribunal Federal, em Brasília, o pedido de liberdade impetrado no dia 17 pelo deputado federal Protógenes Queiroz.

Um comentário:

  1. SÓ QUERO DIZER UMA COISA, A CONSTITUIÇÃO FOI RASGADA E JOGADA NO LIXO DA POLITICAGEM BARATA. E QUEM FEZ ISSO FORAM OS QUE DEVERIAM PROTEGE-LA A QUALQUER CUSTO: PRESIDENTA DILMA (DECEPÇÃO PARA OS POLICIAIS, BOMBEIROS E FAMILIARES) E O GOVERNADOR (PINÓQUIO,AUTORITÁRIO,DITADOR)SÈRGIO CABRAL. AGORA QUERO VER QUEM VAI REMENDAR E LIMPAR A NOSSA CONSTITUIÇÃO !!

    ResponderExcluir