sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

GREVE NA BAHIA -Em assembleia, policiais militares decidem continuar a greve


SITE: CORREIO 24 HORAS

Os policiais militares de três associações (APPM, Aspra e Associação de Sargentos e Sub-tenentes de Polícia Militar) decidiram continuar a paralisação no estado, mesmo após o comandante geral da Polícia Militar, coronel Alfredo Castro, anunciar que a greve da policiais e bombeiros militares terminou. A decisão foi tomada em assembleia realizada no Ginásio de Esportes do Sindicato dos Bancários, no Largo dos Aflitos, nesta sexta-feira (10). Iniciada às 18h, a assembleia acabou pouco antes das 20h. 

O grande entrave das negociações está relacionado ao pagamento da Gratificação por Atividade Policial IV (GAP IV) e às prisões de 12 policiais militares decretadas pela Justiça baiana. Os PMs em greve reivindicam o pagamento imediato da GAP IV e o relaxamento das prisões, além de anistia para os grevistas. 

O governo, entretanto, já suspendeu as negociações e propõe iniciar o pagamento da GAP IV apenas em novembro e de forma escalonada. Além disso, os policiais desejam que o pagamento da GAP V seja feita no máximo até 2013, enquanto o governo apresenta a proposta de pagar até 2015. O governo também propõe aumento de 6,5% da remuneração retroativo ao mês de janeiro deste ano. 

Em resposta ao anúncio do fim da greve pelo comandante geral da PM, o porta-voz dos policiais militares grevistas disse nesta sexta-feira que a greve de PMs ainda não terminou. “A polícia ainda não retornou. É simples. Quem para é a categoria, e quem decide voltar também é a categoria. Queremos agora que haja uma conversa com o comandante-geral, que a tropa possa ouvir a proposta dele, porque esta proposta de não anistiar os policiais pode ser um novo estopim”, afirmou.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, pediu nesta sexta-feira (10) que o governador da Bahia, Jaques Wagner, envie as gravações telefônicas relativas à greve dos policiais militares (PMs) do estado. Feitas com autorização judicial.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------

MARCO PRISCO DESAFIA GLOBO A MOSTRAR GRAVAÇÃO NA ÍNTEGRA!!!

Líder da greve na PM, Marcos Prisco, negou ao site Bahia Todo Dia que tivesse ordenado qualquer ato de vandlismo por parte dos grevistas como mostra gravação divulgada no Jornal Nacional. Ele desafiou a Rede Globo a disponibilizar na íntegra a gravação na qual ele é acusado de orquestrar atos de vandalismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário