segunda-feira, 5 de março de 2012

Decisão sobre exclusão do CABO DACIOLO caberá ao comandante da corporação

SITE: R7

Conselho considera Daciolo culpado, diz
mulher de líder grevista dos bombeiros

 Os três oficiais responsáveis pela banca do conselho disciplinar do Corpo de Bombeiros julgaram o cabo Benevenuto Daciolo como culpado nesta segunda-feira (5). Segundo Cristiane Daciolo, mulher do líder grevista, eles consideraram que seu marido “mancha a imagem da corporação”. 

Apesar de o conselho ter votado contra a permanência de Daciolo no Corpo de Bombeiros, quem dá a palavra final é o comandante Sérgio Simões, que definirá pela exclusão, ou não, do cabo. 

 Daciolo responde por aliciamento e incitamento a motim depois que escutas telefônicas, autorizadas pela Justiça, supostamente flagraram o cabo negociando estratégias grevistas com líderes do movimento na Bahia e no Rio. Após o episódio, o militar chegou a ficar nove dias preso na penitenciária de segurança máxima Bangu 1, na zona oeste.

O cabo contou que esteve na última terça-feira (28) no Quartel Central dos Bombeiros, no centro, para a última audiência do conselho disciplinar. Em sua defesa, Daciolo argumentou que a visita a Salvador, durante a greve de bombeiros e policiais militares da Bahia, foi para ajudar na negociação do movimento
- A nossa viagem para a Bahia foi notificada ao comando da corporação. Isso foi publicado no boletim interno dos Bombeiros. Nós estávamos acompanhados de um juiz federal e de deputados estaduais e federais durante o tempo em que estivemos em negociações com o movimento grevista da Bahia.
Segundo a Secretaria de Estado e Defesa Civil, a audiência serviu para que novos documentos fossem anexados ao processo. Com isso, estabeleceu-se um prazo de três dias para que o Corpo de Bombeiros e o cabo Daciolo sejam informados sobre o conteúdo.
Com esta etapa cumprida, será marcada nova audiência para definir o futuro de Daciolo e encaminhar a decisão ao comandante Sérgio Simões, que terá, então, cinco dias para anunciar o veredicto.


11 comentários:

  1. Não há novidade alguma sobre a decisão do conselho de disciplina, era o esperado. Com certeza eles demitiram por justa causa todos os militares líderes do movimento.

    ResponderExcluir
  2. JA ESPERAVAMOS POR ISSO O QUE NOS CAUSA REVOLTA NAO E SO A SUA EXCLUSAO MAS SIM TRES OFICIAIS DE EXPRESSAO INCONES DA CORPORAÇAO QUE NAO MOSTRA A CARA E NEM DA NOMES FALAR QUE DACIOLO MANCHA O NOME DA CORPORAÇAO ELE QUE TEM ROSTO NOME E MAIS IMPORTANTE "CARATER" E TEMOS QUE REVER NOSSOS CONCEITOS SOBRE O QUE E "MANCHAR" DACIOLO FIQUE TRANQUILO POIS SUA EXCLUSAO E NESCESSARIA PARA QUE SUA INCLUSAO
    SEJA INESQUECIVEL COMO TEM SIDO TODA A SUA TRAGETORIA.
    FORÇA "QUERREIRO" JUNTOS SOMOS FORTES EXCLUIDO MAIS AINDA.
    A HITORIA VAI MOSTRAR!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. COMPANHEIROS NUNCA NA HISTORIA DESTE PAIS EU VI UMA EXCLUSAO DE UM BOMBEIRO TAO DIVULGADA OU SERA
    TAO INJUSTIÇADA AH NAO IMPORTA.O QUE IMPORTA E QUE VAI DAR MERDA.

    ResponderExcluir
  4. DISSE PILATOS LAVOS MINHAS MAOS FORAM OS TRES QUE JULGARAM

    ResponderExcluir
  5. eu nao quero nem saber lavo minhas maos foram os tres que julgaram nao posso fazer nada

    ResponderExcluir
  6. OS PARANAENSES NAO ACEITAM O REAJUSTE DE 3,500,00 PARA PMS E BMS.TEM RAZAO LA SO TEM DESCENDENTES ALEMAES DIZ CABRAL. PORQUE PAGAR BEM NO RIO SO TEM AFROS DESCENDETES BAIANOS CEARENSES NORDESTINOS MINEIROS CAPICHABAS ANGOLANOS HAITIANOS JUDEUS IRAQUIANOS E OUTRAS PARTES DO MUNDO EU ACHO 1,200,00 MUITO E AINDA EXPLICOU "DESCENDENTES" SAO OS MISERAVEIS DESPROVIDO DE DENTES NAO GASTAM COM ESCOVA E NEM PASTA NEM COLETES ESTAO USANDO 1,000,00 CONTOS DA BAO DE MAIS E AINDA PODEM FAZER BICOS.

    ResponderExcluir
  7. É DE CAUSAR NOJO TD QUE ESTÁ ACONTECENDO PRINCIPALMENTE NO RIO DE JANEIRO. EU ESTOU FAZENDO MINHA PARTE ESCREVI PARA CORREGEDORIA NACIONAL DE JUSTIÇA E ELES ME RESPONDERAM E JÁ ENVIEI ONTEM PELO CORREIO CONFORME ELES ME ORIENTARAM.

    Prezada Senhora Rosange,

    Em atenção à manifestação de Vossa Senhoria, informamos que compete ao Conselho Nacional de Justiça o controle da atuação administrativa e financeira do Poder Judiciário e do cumprimento dos deveres funcionais dos magistrados, nos termos do art. 103-B, § 4º, da Constituição Federal.

    Para que sejam formalizadas reclamações ou solicitações perante esta Corregedoria Nacional de Justiça, deverão ser observados os procedimentos previstos no Regimento Interno e na Portaria nº 52, da Presidência do Conselho. Os normativos podem ser acessados pelo endereço eletrônico: www.cnj.jus.br.

    O encaminhamento de petições ao CNJ será obrigatório pela via eletrônica (E-CNJ) para pessoas físicas cadastradas no Sistema de Processo Eletrônico (E-CNJ), advogados, magistrados, tribunais, órgãos, instituições públicas e pessoas jurídicas, a partir de 1º de agosto de 2010, nos termos da Portaria n. 52, de 20 de abril de 2010.

    As pessoas físicas não cadastradas no E-CNJ poderão enviar documentos por correspondência (encomenda normal ou SEDEX pelos Correios) endereçada à Corregedoria Nacional de Justiça, situada na Praça dos Três Poderes, Ed. Anexo I do Supremo Tribunal Federal, Sala B-364, Brasília/DF, CEP 70.175-901. Não é obrigatório constituir advogado.

    A petição deverá ser assinada e acompanhada de cópia do documento de identidade, do CPF e do comprovante ou declaração de residência do requerente, salvo impossibilidade expressamente justificada no requerimento inicial, conforme Portaria nº 174, de 26 de setembro de 2007.

    Atenciosamente,

    Corregedoria Nacional de Justiça


    De: rosangedeusefiel [mailto:rosangedeusefiel@bol.com.br]
    Enviada em: sábado, 25 de fevereiro de 2012 17:25
    Para: Corregedoria Nacional de Justiça
    Assunto: Justiça tem que ser feita

    Queremos uma resposta quanto a todas as arbitrariedades que aconteceram com os militares aqui do Rio de Janeiro. A justiça precisa ser feita e aqueles que articularam todas estas barbaridades tem que responder, pois os nossos heróis foram presos porque querem dignidade, enquanto o Mizael Bispo que estava foragido tem o direito de ficar preso domiciliarmente para responder, os homens que salvam vidas aqui viraram presos políticos, pedimos com maior urgência que os políticos envolvidos, juizes, a globo, o Cel Simões, Cel Erir, Sr. Beltrame, Senhora Martha Rocha sejam investigados para saber quem deu está ordem absurda de prenderem pais de família trabalhadores no presídio de segurança máxima Bangu I, tirando presos perigosos para deixarem duas alas vazias para os militares.É fato que os Bombeiros militares e a Polícia Militar ganham muito mal,nós os familiares estamos pedindo socorro pra que aja uma investigação no Estado do Rio de Janeiro que é o 2º que mais arrecada impostos, tem alguma coisa errada aqui, pois a segurança pública, a educação e a saúde estão indo de mal a pior. Pedimos Socorro e com urgência. Desde já agradeço, não nos deixem esquecidos. Esposa de BM.Rosange

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabens por sua iniciativa Rosange,aconselho a todos os militares que estejam sofrendo retaliações por parte desse governo espúrio que reunam provas,anexem as legislações que estejam sendo ignoradas pelas autoridades estaduais para que produzam efeito nas investigações e as enviem ao CNJ,veremos então o que acontecerá!!!

      Excluir
  8. é muito triste ver as coisas rumando pra legalidade de forma ilegal.

    ResponderExcluir
  9. O coronel q foi pego com 2 menores num motel n mancha o nome da corporação não,né?!? Covardes!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://noticias.r7.com/cidades/noticias/coronel-do-corpo-de-bombeiros-e-preso-em-flagrante-com-uma-adolescente-de-15-anos-em-motel-no-rio-20100128.html

      Excluir