terça-feira, 20 de março de 2012

Governo do Rio oficializa o "bico"para 300 policiais militares na Supervia

A partir de abril, 300 policiais militares passarão a trabalhar, no horário de folga, na SuperVia, através do Programa Estadual de Integração da Segurança (Proeis). Os PMs vão atuar em 700 turnos mensais. O policial inserido no programa pode ganhar até R$ 2.100 a mais, caso trabalhe os 12 turnos de oito horas mensais permitidos.
Convênios com o Metrô Rio, a Cedae, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), a Light e a Prefeitura de Macaé também serão implantados. Atualmente, 1.220 PMs trabalham na segurança da Prefeitura do Rio de Janeiro, e mais 494 atuam na Prefeitura de Queimados.
O policial ingresso no Proeis trabalha em seus dias de folga fora da irregularidade, com direitos garantidos e uma carga horária que não compromete o trabalho no batalhão onde é lotado. Para o gestor do Proeis, coronel Odair de Almeida Lopes Júnior, a promoção de medidas de ordem pública nos espaços urbanos é um meio eficaz de redução da criminalidade e de aumento da sensação de segurança.
"O PM de folga estará em uma atividade legal e com uma gratificação melhor do que em serviços não autorizados. A população verá um policial fardado e equipado pela corporação para atuar ali", afirmou.


7 comentários:

  1. Tá de sacanagem,se tiver alguém q aceite esta esmola,é porque não LUTOU por dignidade uma só vez na vida...Eu quero é aumento de SALÁRIO DIGNO e VERDADEIRO,NÃO DE TRABALHO....

    ResponderExcluir
  2. QUERO VER QUEM VAI ENTRAR NESTA, PORQUE O PM OU BM QUE ENTRAR OU É CORNO OU NÃO TEM DIGNIDADE TEM É QUE TOMAR NO C.

    ResponderExcluir
  3. MAS NÃO É ISSO QUE PARECE, POIS NAS OPMs SÓ SE FALA NISSO, E MUITOS JÁ DEMONSTRARAM QUE ESTÃO INTERESSADOS EM PARTICIPAREM DE TAL EVENTO. É POR ISSO QUE SEMPRE IREMOS GANHAR MAL!!!

    ResponderExcluir
  4. Elisangela esposa de PM21 de março de 2012 12:56

    Esse governado é um "BRINCANTE",eu quero aumento de salário para o serviços que já são prestados por nosso policiais e bombeiros e não mais serviço,e ainda tem gente achando que isso é uma vitória.Idiotice se vão trabalhar mais é claro que tem que receber pra isso!!E como fica a a família do militar?Em que horário ele vai descansar e participar da vida familiar?Agora apoio totalmente a operação voto nulo,e defendo tbm a idéia de que todo governante e seus familiares deveriam ser obrigado a ser atendido em hospitais públicos e seus filhos estudarem em escolas municipais já que eles declaram que o serviço prestado é otima qualidade.

    ResponderExcluir
  5. Os que aceitarem serão os mesmos otários que se acorvadaram, então que morram de trabalhar sem ir para casa e virar CORNO, BOIIIIIIIIIIIII

    ResponderExcluir
  6. se niguem aceitasse esse tipo de humilhação as coisas seriam diferente, por isso ele faz o que quer, ele não da aumento, prefere escravizar os funcionário, e o pior é que a maioria aceita esta condição de esmola, enquanto ele fica bem visto pela população fica tirando onda em cima dos escravizados,otario são aqueles que caitam e ainda dizem que esse dinheiro ajuda bastanta, por isso se fodem.

    em tempo , ele coloca um monte de gente na rua e os medrosos ainda aceitam esmola.

    ResponderExcluir
  7. isso e incostuticional, quem tem que fazer segurança privada vigilante!

    ResponderExcluir