sábado, 28 de abril de 2012

ACONTECEU NA BAHIA - 19º BPM na cidade de Jequié

FONTE: RIUS.COM

 

Fato digno de revolta aconteceu no 19º BPM na cidade de Jequié

Caros amigos da sociedade jequieense, militares, imprensa


Um fato digno de revolta aconteceu hoje no interior do 19º BPM na cidade de Jequié. Fato esse, oriundo da covardia de três oficias, o comandante do 19º BPM, o subcomandante e um Tenente.
Esses três,arquitetaram de forma ardilosa com o intento de prender um sargento da policia militar, de nome ANDRADE, esse por sua vez com conduta exemplar nas fileiras da corporação, que sempre prestou os seus serviços de forma ética, responsável, com um alto grau de profissionalismo.
Em um momento do passado não remoto, o referido graduado, informou ao comandante do batalhão sobre a conduta irregular de um referido oficial durante o serviço, o qual, de forma grosseira e arrogante, destratou o referido graduado em público e no meio de seus subordinados.
Acontece que, ao ser convocado até o 19º BPM em Jequié com o intuito de ser ouvido, como vítima sobre a referida comunicação “queixa”, o sargento ANDRADE, teria sido levado pelo major a uma sala, essa da corregedoria do batalhão, foi cercado pelo referido major, o comandante do batalhão e o tenente, com palavras de desrespeito ao sargento, alegando quem seria ele (o sargento) para proferir uma queixa contra um oficial.
Além disso, o sargento foi ameaçado durante todo o tempo, com o dedo do referido major apontado em seu rosto, alegando que o sargento deveria ficar calado, pois se abrisse a boca, o mesmo seria preso. Além do mais, humilharam o sargento, que por diversas vezes solicitou ir ao banheiro por não se sentir bem, sendo negado pelo major.Todo o fato, foi presidido pelo major, com o aval do coronel e com a presença do tenente. Podemos ate chamar essa pratica covarde, assedio moral, ameaça, maus tratos, danos morais, entre outros crimes que a justiça comum vai decidir.
 
Logo em seguida, após varias tentativas, o sargento foi liberado para ir ao banheiro, acompanhado pelo tenente , como se fosse um marginal, sendo pressionado a sair do vaso em 2 minutos pelo coronel, senão o mesmo seria preso. Logo em seguida, foi dado voz de prisão em flagrante, com a alegação de crime de “desobediência”, por não ter saído nos 2 minutos.Logo em seguida, a pressão do sargento ficou elavada, ao ponto do mesmo passar mal e ser levado para o pronto socorro do Hospital Santa Helena, onde encontra-se hospitalizado.
Isso tudo representa uma afronta aos direitos humanos, um desrespeito a um trabalhador, uma afronta a categoria das praças, que exige JUSTIÇA E RESPEITO.A DITADURA PREVALECEU NO ESTADO DA BAHIA E CHEGOU EM JEQUIÉ.UM ABSURDO COMO NUNCA VIMOS ANTES NA HISTORIA DA POLICIA MILITAR EM JEQUIÉ.

5 comentários:

  1. Pena q esse SGT não ter gravado esse abuso na sala da corregedoria com um celular, turma de fdp são muito homens dentro do BPM. JUNTOS SOMOS FORTES.

    ResponderExcluir
  2. gostaria de ver esses merdas na rua fazerem o mesmo com marginais de alta periculosidade!!!!!dentro do bpm é mole quero ver na rua!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Nelson de Azevedo Neto28 de abril de 2012 23:35

    Baseando-me na narrativa da matéria:

    Se a corregedoria da própria instituição e a justiça não se mostrar célere e justa para tratar deste abuso absurdo... Entendendo que os 3 oficiais covardes e pilantras são uma ameaça àprópria vida do subbordinado em questão... Sugiro então ao Sargento que "PASSE O RÔDO" nos 3, UM POR UM, E OLHANDO NOS OLHOS... Pois seria assim que eu agiria numa circustância assim exposta... E o que aconteceria comigo depois, nenhum dos 3 oficiais jamais teriam a oportunidade de saber... Pois o fato é que indivíduos supostamente degenerados como estes oficiais, só entendem e respeitam aquele que lhes "repondem no mesmo idioma"... Além de ser por uma simples questão de sobrevivência por parte daquele que sofreu a injúria... ESTADO DE NECESSIDADE, MEUS CAROS...

    ResponderExcluir
  4. cadê o WAGNER MONTES ?

    ResponderExcluir