quinta-feira, 5 de abril de 2012

Cabo é terceiro filho morto de um policial reformado

FONTE: O DIA
Seguir os passos profissionais do PM reformado Osaid Holanda Cavalcante acabou em tragédia para a família. Pai do cabo Rodrigo Alves Cavalcante, 32, assassinado por bandidos na madrugada de ontem na Rocinha, ele já perdeu outro filho, Ronaldo, também cabo PM, morto em serviço, em 1993.
Um ano antes, Osaid já tinha enfrentado a perda de mais um filho em um latrocínio (roubo seguido de morte). Ontem ao saber sobre Rodrigo, ele e a mãe do rapaz foram atendidos em estado de choque no Hospital Central da corporação.
O cabo Alves, do Batalhão de Choque, foi atingido em troca de tiros com quatro bandidos. “Ele tinha o sonho de uma polícia honesta. Entrou mesmo sabendo dos riscos da profissão. Antes de morrer, ele ainda alertou os outros companheiros sobre a ação dos criminosos”, desabafou a madrinha da vítima, que pediu para não ser identificada.
Ela lembrou que, além do pai, o afilhado decidiu entrar na corporação por causa da morte do irmão PM. Há dois anos, ele foi atingido por estilhaços nas pernas durante operação na Favela da Coreia, Senador Camará, Zona Oeste.
Em homenagem ao PM, a família hasteou a bandeira do Vasco, time de coração do policial, que esteve na despedida do Edmundo, ídolo vascaíno, semana passada. O corpo será sepultado, hoje, às 10h, no Cemitério de Sulacap, com honras militares.
O cabo Alves ingressou na PM em 2002. Há cinco anos ele estava lotado no Choque, mas começou no 21º BPM (São João de Meriti) e também passou pelo 18º BPM (Jacarepaguá), onde o irmão era lotado quando foi morto.
“Ele estava com férias marcadas para o mês que vem e iria viajar com a mãe para Aracaju”, afirmou a madrinha. Pai de uma menina de 12 anos, o PM morava de aluguel, com os pais. A família ficou revoltada ainda com o fato de o fuzil usado pelo militar ter travado na hora do tiroteio.


2 comentários:

  1. Ai quanta dor meu DEUS!!!!!!Ao companheiro Cavalcante minhas mais sinceras condolencias e um pedido ao nosso Pai Maior, que acolha esse filho que foi se juntar aos irmãos, que tombaram antes dele.
    Pior é pensar que todos os dias vemos policiais e bombeiros perdendo suas vidas,numa guerra civil não declarada em nosso estado, e o que os responsáveis pela segurança pública fazem???Simplesmente se omitem,fogem as suas verdadeiras responsabilidades,se acovardam.
    Mas nós não!!!Temos uma missão a cumprir,temos um juramento a honrar!!!
    Que DEUS nos proteja a todos!!!

    ResponderExcluir
  2. A PREOCUPAÇAO DO BELTRAME É SABER QUEM FEZ A IMPRENSA SABER DAS FALCATRUAS EXISTENTES NESSAS UPPS. E A MELHORIA QUE ELE DEVIA VER FICA NO BAÚ DO ESQUECIMENTO. O MEDO DELE É QUEM DESCOBRIU. PRA TENTAR MINAR A DESCOBERTA E NAO EVITAR O MAL DA CORRUPÇAO. QUE SECRETARIO É ESSE?
    QUE ESTA MAIS PREOCUPADO EM DESCOBRIR QUEM FEZ A DENUNCIA DO QUE PEGAR OS CRIMINOSOS DENUNCIADOS?
    ENTAO O DISQUE DENUNCIA ESTARA PERDENDO CREDIBILIDADE........ SIM OU NAO? E AINDA ACEITA A ORDEM DO GOVERNADOR DE EXPOR OS PMS AO PERIGO, TIRANDO O DIREITO DE USAR COLETE. DIREITO CEDIDO PELO ESTADO. POIS MUITOS PMS NAO TEM DINHEIRO PRA SE PROTEGER COMPRANDO COLETES COM DINHEIRO PROPRIO .COM O PIOR SALARIO DO BRASIL.
    É A MESMA COISA MANDAR UM BOMBEIRO ENTRAR NO FOGO SABENDO QUE NAO IRÁ VOLTAR.

    ResponderExcluir