quarta-feira, 25 de abril de 2012

Os comerciantes do Rio querem contratar policiais de folga

FONTE: EXTRA 
Os comerciantes querem contratar policiais de folga, pelo Programa Estadual de Integração da Segurança (Proeis), para garantirem a tranqüilidade do lado de fora dos estabelecimentos. 
O pedido foi feito pelo Sebrae, pela Fecomércio e por representantes de shoppings-centers.
A questão  foi encaminhada  ao governador Sérgio Cabral — que, por sua vez, se dispôs a adaptar o atual decreto para atender aos comerciantes.
O texto que está em vigor diz que só podem gozar do benefício as empresas públicas ou as concessionárias de serviços públicos. 
A contratação de policiais de folga pelo comércio já é realidade em outros países, como os Estados Unidos.

6 comentários:

  1. Vocês acham que eu vou deixar de trabalhar na minha segurança, onde fico sentado durante 8 horas numa sala com cafezinho e ar condicionado e ninguém me cobra nada,para aderir a esse tal de proeis ( programa eleitoreiro de sacrificação ). meus caros amigos prestem muita atenção, mesmo se voce ganha menos do que isso no seu bico não se iluda de largá-lo para fazer parte deste tal programa, daqui a pouco esta porcaria acaba e vocês ficaram sem nada, olhem a escala...

    ResponderExcluir
  2. Simplesmente é a mea culpa do estado e a confissão do autor do crime de condenar os homens da segurança publica, a receberem salários de fome pelo reso de suas vidas!!!Não companheiros,deve ser nossa palavra de ordem a esse governo que raciocina com o figado em termos de politica salarial dos servidores públicos do estado.
    Essa é nossa palavra de ordem a nossos algozes,um profundo e sonoro NÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Fazer Proeis como? Minha escala não permite mais isso... PM não tem direito a Proeis pq trabalha em escala-escravo, só Policiais Civis vão conseguir fazer né? Pois eles são civis e não vão conseguir colocar eles para trabalhar 24x48, e salve o comandante geral!!!

    ResponderExcluir
  4. MINHA ESCALA NÃO PERMITE.

    ResponderExcluir
  5. Os oficiais que vendem segurança para o comércio não vão permitir

    ResponderExcluir
  6. Policiais Militares honestos estão são alvos de injustiça, o mal venceu o bem!

    ResponderExcluir