terça-feira, 10 de abril de 2012

Sargento do 12º BPM é baleado durante troca de tiros em Niterói

O sargento do 12º BPM (Niterói), Celso de Jesus, 46 anos, que estava de folga, foi atingido por três tiros, durante assalto a um posto de gasolina, na Avenida João Brasil, na Engenhoca, na zona norte de Niterói.
O policial foi socorrido por colegas e levado para o Hospital Estadual Azevedo Lima, no Fonseca. O quadro de saúde do PM é considerado grave. Os criminosos conseguiram fugir.

*Um policial militar foi baleado na perna, na manhã desta segunda-feira (9), durante operação na favela do Jacarezinho, zona norte do Rio. Ele foi levado para o Hospital Salgado Filho, no Méier. O estado de saúde dele não é grave. 

2 comentários:

  1. UÉ CADÊ A PACIFICAÇÃO ?

    ResponderExcluir
  2. RIO - Cerca de nove mil policiais civis e militares, que no segundo semestre do ano passado foram responsáveis pela queda nos três indicadores estratégicos de criminalidade no estado, foram premiados na terça-feira. O total das gratificações chega a R$ 40,5 milhões. A premiação, iniciada em 2009, está dividida em três níveis: Regiões Integradas de Segurança Pública (Risp), Áreas Integradas de Segurança Pública (Aisp) e Unidades Especializadas. Os policiais de Niterói, cidade atingida por uma onda de crimes, não foram premiados.

    No nível das Regiões Integradas, a primeira colocada foi a 1ª Risp, responsável pela segurança na maior parte da capital. Os policiais que atuam nesta região receberam, cada um, R$ 9 mil. Já os da Risp (Região Serrana) ganharam R$ 3 mil. No nível das Áreas Integradas, a 16ª Aisp foi a melhor: os policiais do 16º BPM (Olaria) e das 22ª DP (Penha) e 38ª DP (Brás de Pina).

    Entre as Unidades Especializadas, os dois primeiros colocados da PM foram o Bope e o Batalhão de Choque. Na Polícia Civil, o primeiro lugar foi para a Corregedoria e o segundo para a Divisão de Homicídios.

    A cerimônia de premiação, no Teatro João Caetano, teve a presença do Ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso; da secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Maria Filomena e do secretário de Segurança, José Mariano Beltrame.

    Os três indicadores são: letalidade violenta (homicídio doloso, auto de resistência e latrocínio); roubo de veículo e roubo de rua.
    Eles merecem pois ganham uma mereca para colocar a cara, mais e os BOMBEIROS que salvam vidas não tem direito, vamos fazer justiça Srº Ministro todos tem direito.

    Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/rio/nove-mil-policiais-sao-premiados-4612397.html#ixzz1rjnFOcHC

    ResponderExcluir