terça-feira, 15 de maio de 2012

PM vai implantar base da Polícia Montada em Niterói

FONTE: O FLUMINENSE
 

Hípica em Piratininga, na Região Oceânica da cidade, vai abrigar grupamento que deve ser inaugurado em duas semanas. Medida pode ser permanente, e população aprova

A PM deve inaugurar em duas semanas uma base da Polícia Montada em Piratininga, na Região Oceânica. A base deve ser montada em uma hípica desativada no bairro, onde já existem construídas uma casa – que poderia servir como alojamento para os policiais, e cinco baias para guardar os cavalos. Há três semanas o policiamento ostensivo na região passou a ser feito também a cavalo, mas os animais ainda estão sendo abrigados de forma improvisada em terreno cedido por um morador. 
De acordo com o capitão PM Eduardo Dolzany, a cavalaria tem feito patrulhamento pela manhã, tarde e noite. O roteiro costuma ser feito a partir da Rua Almirante Tamandaré, passando pela comunidade do Jardim Imbuí, até chegar ao Tibau, respeitando os horários em que foram identificadas as manchas criminais de roubo a residências e assaltos a transeuntes. 
“Acreditamos que a colocação dos cavalos tenha ajudado a inibir grande parte do delitos que estavam acontecendo no local. A polícia, por sua vez, acaba ficando mais próxima da população, que também colaborou para a implantação da medida no bairro e com rapidez”, declarou o capitão.
Para o patrulhamento, estão sendo usados cinco cavalos montados por policiais do Regimento de Polícia Montada, que fica em Campo Grande. O capitão explica que os animais estão bem cuidados e que são trocados por outros do batalhão a cada sete dias, para não sofrerem de estresse. Um morador, proprietário de um terreno que fica de frente para a base de polícia, emprestou o terreno para servir de abrigo para os animais, enquanto comerciantes cederam o material para cercar o local.
“A população aceitou bem a medida. Além do carisma pelos animais, este tipo de patrulhamento, por ser mais lento, faz com que o policial se familiarize muito mais com os locais e até com as pessoas. Acho até que a medida possa se tornar permanente por aqui”, avalia Maurílio Blanc, tenente do Regimento de Polícia Montada. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário