quinta-feira, 26 de julho de 2012

Guarda Municipal expulsa agente que agrediu skatista em Madureira

A Guarda Municipal informou, nesta quinta-feira, que o agente que agrediu o skatista Sérgio Teles no Parque de Madureira, na Zona Norte, na noite desta quarta, já está afastado de suas funções e o processo de demissão da corporação já foi iniciado.
Segundo nota da Guarda Municipal, os integrantes da instituição, após verem as imagens do Parque Madureira, "repudiaram veementemente o comportamento do guarda, que não representa a instituição que tem como função estar ao lado do cidadão, colaborando para que os espaços públicos da cidade sejam cada vez mais democráticos e ordenados".
De acordo com os skatistas, os guardas agiram com truculência e tentavam impedir que o skatista saltasse para fora da pista.

15 comentários:

  1. isso eh ano eleitoral, mais uma mentira do eduardo paespalho, sou policial militar e moro ao lado praticamente do parque, o GM errou, mas o q vejo de baderna desses skatistas e ate o cheiro de maconha q eh grande ali... o GM nao foi demitido, vc acha q com 18 anos de corporaçao eh soh o Paespalho mandar e ele eh expulso, sem sindicancia, inquerito? torço para o agente da co-irmã passar por essa tempestade imune

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É COM ESSE PENSAMENTO QUE A POPULAÇÃO DO RIO NÃO TEM NENHUMA SIMPATIA PELA PM

      Excluir
    2. Ali eu achei q o guarda e o skatista estavam errados !
      porque o guarda avia dito q era contra as regras do parque andar do jeito q ele estava andando ,mas com a vontade q ele estava de pular a maioria do parque parou para ver ele acertar aquela manobra ,eu achei q o guarda poderia ser camarada e deixar só mais 1 vez ,e dps abordava ele direito e dizia para ele não andar mas ali e pronto !
      Não precisava ele ter agredido o skatista daquela forma !

      E Fabiano eu sou skatista ,e realmente ja vi gente consumindo drogas la ,mas a grande maioria só vai para se divertir e evoluir no esporte para no futuro se destacar não só no brasil mas no mundo do skate ,e tbm vejo muitos pais levando seus filhos para aprenderem a andar de skate e tudo ,eu conheço muitas pessoas q andam lá q são da igreja ,q largaram as drogas e a bebida faaz tempo ,mas infelizmente como a gente pode ver muitos skatistas continuam nesse mundo !

      Excluir
    3. olá, lamento mas cada um reage de um modo, veja eu odiaria se um muleque desse brincado assim em uma pista feito exclusivamente para manobras, começase a fazer manobras perigosas pondo em risco a vida de quem passa, depois de ter sido avisado! pq p ele é só pegar o skate e cair fora. Uma mulher grávida passando, um sr de idade, um carrinho de bebe, ninguem não tá nem ai. (e se ele quebrasse o pescoço a culpa era do guarda por não avisar e não tentar impedir! ok!!!).

      Excluir
  2. Não justifica a agressão gratuita do GM, na repotagem da BAND dá para ver que o GM colocou a pé para o rapaz cair.? E tem que ser expulso sim!!! Assim como os PMs truculentos com manifestantes, como o pessoal da saúde e educação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, impossível saber isso! mas na hora de um acidente ou ajuda só eles PM, Médicos e quem passar e puder ajudar, graças a Deus o skate do muleque não pegou em ninguém na 1ª à 5ª decolagem dele! já pensou uma mulher grávida passando ou outra pessoa e justamente no último salto dele(em teoria), o guarda tava ferrado, tentou impedir e se ferrou (cumprindo o dever). Claro podia ter chamado a PM ou reforço, já que palavras não funcionaram. Se fosse no seu portão oque faria (palavras não funcionam)?

      Excluir
  3. Daqui a pouco vão falar q os maconheiros sao coitadinhos... Bando de drogados q fazem o q querem ai um quebra o bracinho e eles vm chorar... ohhh tadinho dele... fala serio, da pra ver todo mundo estigando o cara para pular pra fora da pista... se ele tivesse pulado e atropelado um criança de 2 anos eu queria ver quem ia ser o coitadinho.... qdo vem um doidão pq cheirou, só a vitima q sente, fora outras truculências de verdade q drogados fazem... e todos sabem o q rola por ali...

    ResponderExcluir
  4. Esse Anônimo26 de julho de 2012 21:04 não sabe o que está falando, o GM responderá pelo processo, aguardará pela sindicância, o GM errou sim, todos que estavam lá viram que o skatista não atendia a ordem de parada e não vejo motivos para que o mesmo seja expulso.

    ResponderExcluir
  5. Ele será expulso pela "forma como agiu" para coibir a baderna.Todos agiram errados naquele momento, os skatistas pela baderna com manobras que colocaram a integridade físicas das pessoas em risco e o GM que deveria ter esperado o skatista terminar o salto pra realizar os procedimentos de forma corrreta, até com o uso da força se fosse necessário.

    ResponderExcluir
  6. O erro partiu do cara que já tinha sido advertido sobre a baderna ocorrida no local pelo guarda municipal por que fazem o que querem, nem os pais conseguem controlar os seus monstrinhos, será que o guarda municipal é quem teria que faze-lo,esses moleques são folgados o erro do guarda foi agir daquela forma.

    ResponderExcluir
  7. no dia 22/07/2012 domingo, dois adolescentes caíram do skate, nao tinha ambulância para o socorro. este lugar é cheio de drogado fumando maconha e cheirando pó. este parque de madureira quem fez foi a delta engenharia. o hospital carlos chagas nao tem ortopedista e neuro cirugião a tres anos. a populaçao gosta é de fara festa!! é por isso que somos um país pobre e do 3° mundo.

    ResponderExcluir
  8. O muleque esbarra na perna do GM e cai, está nitido na filmagem, e o GM tem que ser expulso, estão de sacanagem...bando de baderneiros.

    ResponderExcluir
  9. HOUVE, NO CASO EM TELA, INFLUÊNCIA DO COMPORTAMENTO DA VÍTIMA.

    O agente da Guarda Municipal não tem que ser expulso, tem que ser apenas punido, pela forma como agiu, e passar por uma reciclagem. O skatista deve ser autuado por desobediência.

    O Código Penal apresenta específicas menções ao comportamento da vítima, referidos como “injusta provocação da vítima”, nos artigos 65,III, c, última parte; 121, § 1º, 2ª parte; 129, §4º, última parte; 140, §1º, como causa atenuante genérica, ou causa de privilégio. Mas atribui ao comportamento da vítima interferência primeiro na fixação da pena base, como circunstância judicial, relacionada a todos os crimes descritos no Código. Percebe-se aí que o legislador penal decidiu por admitir o estudo vitimológico dentro do Direito Penal.

    Assim, é necessário ao juiz avaliar a participação da vítima no acontecimento do crime, não obstante obviamente que não como co-autora ou partícipe, mas como contribuinte indireto para o evento. A circunstância judicial em foco serve para favorecer o réu quando restar comprovado que a vítima induziu, provocou, facilitou a infração, situação em que a vítima tem parte em sua conclusão. Como ressalta Júlio Fabbrini Mirabete: “Tais comportamentos da vítima, embora não justifiquem o crime, diminuem a censurabilidade da conduta do autor do ilícito, implicando abrandamento da pena” (MIRABETE, 2002).

    O comportamento da vítima tem, muitas vezes, grande influência sobre o comportamento do agente criminoso e sobre o consequente acontecimento do crime.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 10 nota 10! melhor resposta que vi até hoje. Ambos inclusive o Skatista tem que ser punido, pq a pista não era para saltos! ele podia ter atingido uma mulher grávida, uma criança ou idoso! na velocidade que tava o skate é uma arma. E o guarda podia ter usado outro método ele tem treinamento e ou reforço ou quem sabe até a PM.

      Excluir
  10. Numa quarta feira anoite skatista na rua fazendo baderna e ainda querem respeito, vão estudar porra!

    ResponderExcluir