sexta-feira, 27 de julho de 2012

Protesto na Avenida Martin Luther King Jr


A Polícia Militar divulgou nota sobre a operação realizada pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) no Complexo do Chapadão que terminou com uma menina de 11 anos baleada. Segundo a PM, o Bope buscava criminosos que haviam sido denunciados pelos próprios moradores. Segundo as informações, bandidos envolvidos no atentado à sede da UPP Nova Brasília, na segunda-feira, estavam escondidos na comunidade.
Os policiais alegam que foram recebidos a tiros. Houve confronto e dois dos bandidos foram presos. Com a prisão, houve mais tiros, que teriam assustado a menina Bruna da Silva Ribeiro, de 11 anos. A garota se separou, então, da mãe e atravessou a Rua Isaac Zadmann, onde foi atingida.

A garota foi levada inicialmente para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Costa Barros, mas depois foi transferida para o Carlos Chagas. Policiais do Grupamento Aéreo e Marítimo (GAM) seguiram para o hospital levando quatro bolsas de sangue para a criança, que já havia recebido duas. Ainda não há informações sobre seu estado de saúde. Horas depois do incidente envolvendo a menina, moradores fizeram um protesto e fecharam Avenida Martin Luther King Jr., na altura do Morro da Pedreira.


Nenhum comentário:

Postar um comentário