quinta-feira, 26 de julho de 2012

Um dos suspeitos de ataque a UPP é preso pela Polícia Civil

Policiais da Divisão de Homicídios prenderam, na madrugada desta quinta-feira (26), Regis Eduardo Batista, mais conhecido como RG. Segundo a polícia, ele é um dos suspeitos de participação no ataque à UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) Nova Brasília, no Complexo do Alemão.
Segundo o titular da DH, delegado Rivaldo Barbosa, RG tem 27 mandados de prisão. Barbosa, no entanto, ainda não confirmou a participação dele neste crime, alegando sigilo nas investigações.
Já a chefe de Polícia Civil, Martha Rocha, tergiversou sobre a participação de RG no ataque. "O importante é destacar a periculosidade do DG, que, com apenas 24 anos, já possui 27 mandados de prisão. Ele responde a sete inquéritos de homicídios, alguns deles de policiais. Como autor de vários crimes, estamos articulando com várias delegacias para que ele seja ouvido em todas essas investigações", disse. 
Regis se entregou a policiais civis da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) e da Corregedoria da Polícia Civil em um posto de gasolina em Maria da Graça, zona norte do Rio, após seu advogado negociar sua rendição. Seu nome foi divulgado, junto com outros três, pela Coordenadoria de Inteligência da PM como sendo um dos envolvidos no ataque.

2 comentários:

  1. Até quando? se comprovada a participação deveria ter o mesmo destino,da companheira afinal ela não teve chances foi sentenciada pelo crime.
    Senhores políticos esse código penal é uma vergonha!
    reformulação já inclusive com pena de morte.

    ResponderExcluir