terça-feira, 14 de agosto de 2012

Em greve, policiais federais doam sangue para protestar em São Paulo

Cerca de 50 policiais federais estiveram no Hospital das Clínicas, em São Paulo, nesta terça-feira (14) para doar sangue. A iniciativa é uma forma pacífica de protestar contra a falta de negociação do governo para colocar fim à greve da categoria, que começou no dia 7 de agosto.

De acordo com a Polícia Federal, a ideia é mostrar que, apesar de todos os problemas estruturais enfrentados, a organização tem como objetivo servir bem a população.

Entre as reivindicações dos agentes, estão a reestruturação da carreira dos agentes, escrivães e papiloscopistas, a criação da remuneração de nível superior e a contratação de novos funcionários por meio de concurso público.
O presidente do Sindpolfsp (Sindicato dos Servidores Públicos Civis Federais do Departamento de Polícia Federal mo Estado de São Paulo), Alexandre Santana Sally, afirmou que a negociação com o governo começou há três anos.

— A deflagração da greve foi decidida justamente porque o governo não apresentou os esboços de reestruturação das carreiras até a data-limite combinada, no último dia 31 de julho.

Na quarta-feira (15), os policiais federais continuam em greve e aguardam as negociações da Fenapef (Federação Nacional dos Policiais Federais) com governo para mudar a posição.

Na quinta-feira (16), haverá uma assembleia às 13h na sede do sindicato e, depois, os policiais farão operação padrão no aeroporto internacional de Guarulhos, por volta das 16h30.

Nenhum comentário:

Postar um comentário