quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Justiça Militar condena ex-PMs acusados de liberar carro de atropelador de filho de Cissa Guimarães

Os dois ex-policiais militares acusados de receber propina para liberar o carro que atropelou o filho de Cissa Guimarães, Rafael Mascarenhas, foram condenados a cinco anos de prisão em regime semiaberto pelos crimes de corrupção passiva, desvio de missão e falsidade ideológica. Eles podem recorrer no TJ (Tribunal de Justiça) da decisão em liberdade.
O ex-sargento Marcelo José Leal Martins e o ex-cabo Marcelo de Souza Bigon respondem à acusação de corrupção ativa, falsidade ideológica e descumpri mento de função. Eles teriam aceitado dinheiro do pai do atropelador de Rafael para liberar o motorista após o acidente. O atropelamento ocorreu em julho de 2010, quando Mascarenhas andava de skate no túnel Acústico, na Gávea, zona sul do Rio.

Um comentário:

  1. CADE A HONRA, A ÉTICA, O PUNDONOR, O DECORO...



    CORONEL ROSSI DA SECRETARIA DE SAÚDE NÃO EXPLICA A SAIDA DOS APARELHOS NO IASERJ

    Na sexta-feira (17), sem que os funcionários da secretaria soubessem explicar o que estava sendo retirado e para onde iria, a delegada resolveu apreender os aparelhos, que acabaram depositados na sede da associação dos servidores do Hospital do Iaserj -- nenhuma autoridade da Secretaria de Saúde aceitou recebê-los de volta. O episódio ocorreu na sexta-feira (17) e levou ao local os deputados estaduais Janira Rocha (PSOL) e Paulo Ramos (PDT), que qualificaram o que estava acontecendo de "roubo" de patrimônio público.

    A delegada chegou a ameaçar apreender o carro de passeio que transportava os aparelhos, que pertenceria à empresa Rio Med, mas acabou liberando o veículo após técnicos da polícia terem feito perícia nele. Os aparelhos periciados seguem depositados na sede da associação, mas outros equipamentos, como camas, geladeiras, aparelhos de ar-condicionado e até cadeiras odontológicas, estas últimas doações específicas para o Hospital Central do Iaserj, foram retirados nesta segunda. Não há informações para onde estão sendo levados e nem garantia de que haverá qualquer controle sobre o destino deles.

    YOUTUBE


    SEM COMENTÁRIOS!sos bombeiros.

    ResponderExcluir