quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Polícia pune mais de 400 PMs por faltas no Proeis, mas não paga gratificação


 Quatrocentos e quatro policiais militares faltaram a escala de trabalho voluntário do Programa Estadual de Integração à Segurança (Proeis), apelidado de bico oficial, entre os dias 1 e 23 de julho, segundo estatística publicada no boletim interno da corporação. O que a lista não mostra é que o principal motivo das faltas está diretamente ligado ao bolso. PMs ouvidos pelo jornal Extra relataram ter faltado ao bico oficial porque as gratificações estão sendo pagas com atraso de 60 dias ou mais.
— Muita gente faltou porque as gratificações estão  atrasadas. Trabalhei em junho e ainda não recebi nenhum dos meus serviços extras. A gente fica desanimado e acaba não indo mais — disse um policial, que participa do programa numa das prefeituras conveniadas.
Outro policial disse que as faltas também estão relacionadas à lotação feita pelos responsáveis pelo Proeis.
—Tem gente que pediu para ir trabalhar no convênio com a Secretaria estadual  de Educação  e foi parar no  Rio Ônibus,  onde é obrigado muito tempo em pé. Eles aproveitaram as sobras das inscrições e nos jogaram de um lado para outro sem nos consultar — reclamou o militar.
Procurada pelo jornal, a Secretaria estadual de Planejamento informou que a folha de junho do Proeis está em fase de processamento e que o pagamento dos PMs incluídos nesta folha será feito em agosto, em data ainda a ser confirmada. A demora é provocada pelo tempo necessário para conferência dos policiais que efetivamente trabalharam no período.
Segundo a nota, o estado está trabalhando para que o pagamento seja feito no máximo em 30 dias após o serviço. A PM disse que, dependendo das vagas disponíveis, o policial que fez inscrição para um determinado convênio pode ser convidado a trabalhar em outro.
 
Em Niterói, 39% de ausências 

De acordo com o boletim da PM, o convênio com a Prefeitura de Niterói foi o que mais sofreu com o número de faltas. Dos 465 PMs que trabalham nos serviços municipais (quase 39%) faltaram pelo menos uma vez ao bico nos 23 primeiros dias de julho. Em segundo lugar, aparece a Secretaria estadual de Educação, que contabilizou 95 faltas de PMs no mesmo período.
A terceira posição no ranking das faltas é do convênio com a Prefeitura, do Rio, no qual 26 PMs não compareceram ao bico. Também contabilizaram faltas os convênios com o RioÔnibus, a SuperVia e as prefeituras de Queimados e São João da Barra, entre outras. O convênio que menos registrou faltas no período foi com a CCR Barcas, onde apenas um PM faltou.
Procurada pelo jornal a Polícia Militar informou que os PMs faltosos são suspensos automaticamente dos convênios, onde estão inscritos. Além disto, a falta é comunicada ao Estado-Maior da corporação. No entanto, a suspensão não é definitiva.
Segundo a assessoria da PM, o policial faltoso poderá retornar ao convênio após avaliação e decisão de seus superiores. A coordenação do Proeis informou que só são escalados no programa PMs que se apresentaram como voluntários. Atualmente, há 16 convênios implantados entre a corporação e órgãos públicos ou empresas.

8 comentários:

  1. DENUNCIAS DE CORRUPÇÃO NO PROEIS CAUSAM INDIGNAÇÃO NA TROPA DA PMERJ

    Olá amigos ! É só começar um programa novo do governo, seja em qual esfera for, que começam tambem as fraudes. Com o PROEIS - programa implantado pelo governo do estado do Rio de Janeiro e que garante aos policiais militares uma gratificação para que os mesmos trabalhem em suas folgas - não foi diferente. Denuncias dos próprios policiais relatam que os "ESCALANTES" do CPROEIS estariam recebendo r$ 20 ( vinte reais ) de cada policial para o escalar. Segundo as denuncias, o esquema funciona da seguinte forma: O policial, na maioria das vezes, colega de turma de algum dos escalantes, entrava em contato com os mesmos e pedia para ser escalado por mais vezes, o que lhe garantiria uma renda maior - tendo em vista que quanto ma
    is serviços ele tirar,mais dinheiro vai receber no pagamento - em troca o policial depositaria a quantia de r$ 20 por cada serviço que foi escalado, diretamente na conta do escalante ou pessoalmente, já que se trata de colegas de turma. As denuncias estão causando indignação na tropa da PM, tendo em vista que o programa deveria beneficiar a todos, principalmente os policiais que dependem do "bico" para complementarem suas rendas. Os policiais que estavam pagando para serem escalados estavam tirando em média 7 ou 8 serviços por mês, enquanto outros tiravam 2 ou 3, e em alguns casos, apesar de estarem inscritos, se quer estavam sendo escalados.

    ResponderExcluir
  2. ISSO QUALQUER INOCENTE JÁ SABIA, QUANDO O PM SE SUJEITA A BOTAR A FARDA, PEGAR ARMAMENTO E TIRAR A FALTA MESMO QUE SEJA PARA UM BICO, ELE ESTÁ SUJEITO A ESSE REGULAMENTO ARCAICO, QUE OPRIME AS PRAÇAS A MUITO TEMPO. SE PEDIU PARA SER ESCALADO, NÃO PODE FALTAR, POIS SE NÃO IRÁ RESPONDER POR FALTA AO SERVIÇO, IGUAL SE TIVESSE FALTADO A UM SERVIÇO NORMAL EM SUA OPM. POR ISSO QUE EU PREFIRO CONTINUAR EM MEU BICO QUE FAÇO À 13 ANOS, POIS NÃO PRECISO BATER CABEÇA PRA NINGUÉM, LÁ EU SOU O MEU PRÓPRIO CHEFE, POIS O PATRÃO ME DÁ TODA A LIBERDADE PARA EU EXERCER O MEU BICO DA FORMA QUE EU ACHAR MELHOR, POIS O POLÍCIA LÁ SOU EU E NÃO ELE, E QUANDO NÃO POSSO IR COLOCO OUTRO EM MEU LUGAR E FICA TUDO BEM. JÁ CHEGA DE SER COBRADO DE FORMA IMPLACÁVEL DURANTE O SERVIÇO NA PMERJ, NA MINHA FOLGA EU QUERO PAZ, MESMO QUE SEJA NO BICO. QUERO DISTÂNCIA DO RDPM!!!

    ResponderExcluir
  3. BEM FEITO TOMARA QUE PRENDAM TODOS, ISSO Q DÁ SER DESUNIDO VCS NÃO PRECISAVAM FICAR SUJEITOS A ISSO SE LUTASSEM POR UM SALÁRIO DIGNO, ENTÃO Q TODOS SEJAM PUNIDOS. ISSO É FRUTO E UMA TROPA DE CAGÕES.

    ResponderExcluir
  4. O QUE ME DÁ ESPERANÇA SÃO OS MOVIMENTOS GREVISTAS QUE ESTÃO SE ESPALHANDO PELO TERRITÓRIO NACIONAL...
    ANVISA,FISCAIS ADUANEIROS,PORTOS, AEROPORTOS,EDUCAÇÃO,SAÚDE...ATÉ A POLICIA FEDERAL FAZENDO OPERAÇÃO PADRÃO E ENSINANDO PRA GENTE COMO É QUE SE GANHA A GUERRA CONTRA OS GOVERNOS....
    AINDA AGORA A POUCO VI, NA MANIFESTAÇÃO AQUI DO RJ, UMA GRANDE FAIXA ESCRITA SOS !!!!!!!
    JUNTOS SOMOS FORTES SENHORES!!!!!!
    PROEIS E RAIS É O CARAAALLLLHHHOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Operação padrão já....!!!!!

    ResponderExcluir
  6. CPREIS: Estamos chegando no final de agosto, HOJE DIA 24 DE AGOSTO e não recebemos por direito os nossos salários de junho e julho; isso é uma verdadeira covardia por parte da polícia militar. A sociedade e a mídia estão vendo a maneira indigna que somos tratados pelo estado; cadê o senhor governador? cadê o comandante geral da polícia militar? cadê os candidatos políticos e os já políticos que não se manifestão e entram nessa briga por nós. Hoje, exatamente hoje dia 24 de agosto, estou trabalhando no cproeis e pmerj com dinheiro emprestado a jurus, porque não recebi até agora os meses de junho e julho.

    ResponderExcluir
  7. e tem policial que não faz nada nas escolas so tel,sentado etc........

    ResponderExcluir
  8. O que esse animal aqui em cima está falando??? Porha, claro que o serviço na escola é isso, ou por acaso ele está preferindo que os policiais revistem todas as crianças em uma época que policial que trabalha no padrão é sempre mal visto e risco de tomar uma porrada por estar trabalhando na forma correta... Caso tenha alteração na escola aí é outro caso!!! Deve ser um oficial caga pau que já recebe alta grana em muitas tretas e por cima faz o pápel de ferrar outros Mikes..

    ResponderExcluir