domingo, 16 de setembro de 2012

Ônibus interceptado na Avenida Brasil levava traficante que trocou tiros com a polícia no Morro da Coroa


Entre os passageiros do ônibus interceptado na Avenida Brasil, em frente à Vila Kennedy, na pista sentido Zona Oeste, na manhã deste domingo, estava o gerente do tráfico do Morro da Coroa, Renan Magalhães de Lima, de 28 anos, também conhecido como Lolo ou Tropeço. Ele teria participado da troca de tiros com a polícia, ontem, no Morro da Coroa, no Catumbi, quando dois policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) e um sargento do Batalhão de Choque foram baleados. Outro ocupante do ônibus, segundo a polícia, seria o traficante Playboy, da comunidade Parque Alegria, no Caju.

Após a abordagem, o ônibus foi levado para 34ª DP (Bangu) com todos os seus passageiros, incluindo mulheres e crianças. Enquanto os 14 suspeitos estão sendo ouvidos, os demais passageiros aguardam do lado de fora da delegacia. Os ocupantes do veículo contam que seguiam para uma festa, num sítio em Itaguaí, quando foram abordados pela polícia.

A ação da manhã deste domingo ocorreu depois que policiais do Batalhão de Choque receberam uma denúncia de que criminosos da favela Parque Alegria, no Caju, estariam no ônibus. De acordo com informações da PM, os policiais acompanharam o coletivo até a entrada para Senador Camará, onde interceptaram o ônibus. No interior do veículo não foram encontrados drogas nem armas.

Soldado baleado na UPP Coroa identifica traficante que participou de confronto 
O criminoso Renan Magalhães de Lima, de 28 anos, também conhecido como Lolo ou Tropeço, foi reconhecido por policiais da UPP Morro da Coroa como sendo um dos homens que trocaram tiros com a equipe que fazia o patrulhamento da região, ontem

Nenhum comentário:

Postar um comentário