domingo, 9 de setembro de 2012

SÃO PAULO - Em desfile, parentes protestam contra mortes de PMs

Número de PMs assassinados cresce 73% em São Paulo
Cerca de 20 policiais militares da reserva e familiares de PMs protestaram ontem no desfile da Independência, no sambódromo (zona norte de SP), contra a morte de policias. De janeiro a julho, 57 PMs foram mortos em confrontos contra supostos criminosos no Estado.
Os manifestantes, posicionados em frente ao palanque das autoridades, vestiam camisetas da seleção brasileira ou pretas e portavam faixas com dizeres como: "Combate ao crime tirou a vida do meu marido e o governo, a minha dignidade".
O ato foi encabeçado pelo deputado estadual Olimpio Gomes (PDT), major da reserva.
No evento, o grupo também pediu a aprovação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 300, que iguala o piso salarial de todos os policiais estaduais do Brasil. Hoje, cada Estado define o valor.
O governador Geraldo Alckmin (PSDB) e o comandante da PM, Roberval França, não quiseram comentar o protesto.

LEIA: Uma base-móvel da Polícia Militar foi atacada na noite do sábado (8) na avenida Giovanni Gronchi, 4.200, na Vila Andrade, zona oeste de São Paulo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário