quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Acusados de tráfico de drogas oferecem R$ 10 mil para não serem presos em Petrópolis

Policiais do 26º BPM (Petrópolis) prenderam dois homens que transportavam drogas em um veículos na manhã desta quarta-feira. Segundo a PM, no ato da prisão, Vitor Carlos da Silva Dias, de 19 anos, e João Carlos Raibolt Santos, também de 19 anos, ofereceram R$ 10 mil para não serem levados. Com os acusados estava uma adolescente de 17 anos. Os criminosos foram detidos com a ajuda de uma denúncia. Eles estavam em um Celta na Rua Barão do Rio Branco, no Centro de Petrópolis. No carro, eles levavam 780 cápsulas de cocaína e cerca de R$ 20 mil em dinheiro. A ocorrência foi registrada na 105ª DP (Petrópolis).

2 comentários:

  1. PM DE TERESÓPOLIS !!24 de outubro de 2012 17:14

    PARABÉNS PRÁ GUARNIÇÃO. ISSO A POPULAÇÃO HIPÓCRITA NÃO VÊ !!!

    ResponderExcluir
  2. I N D I G N I D A D E

    Ao analisarmos a Constituição Brasileira de 1988, percebemos que os Bombeiros e Policiais Militares do Estado do Rio de Janeiro não recebem um salário digno. No Brasil, é preciso melhorar a distribuição de renda, corrigir o histórico problema das distorções sociais.

    O Salário Mínimo Necessário, divulgado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (http://www.dieese.org.br), capaz de atender às necessidades vitais básicas (moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene e transporte), de acordo com o artigo 7º, inciso IV, da Carta Magna de 1988, em Setembro de 2012 correspondeu a R$ 2.616,41 (dois mil, seiscentos e dezesseis reais e quarenta e um centavos). O piso salarial deve ser reajustado periodicamente, de modo a preservar o poder aquisitivo dos Militares Estaduais. Portanto, o menor vencimento dos PMs e BMs (o de Sd) deveria ser de, no mínimo, R$ 2.616,41 (líquido e sem as gratificações)!

    UM ESTADO QUE PRETENDE SEDIAR MEGAEVENTOS ESPORTIVOS COMO COPA DO MUNDO E OLIMPÍADAS NÃO PODE PAGAR MENOS DO QUE O MÍNIMO NECESSÁRIO AOS SERVIDORES ESSENCIAIS.

    ResponderExcluir