domingo, 21 de outubro de 2012

Polícia Civil do Rio muda 37 delegados de unidade na capital, Baixada e interior do estado

A Polícia Civil trocou o comando de 20 unidades, entre delegacias da capital, da Baixada Fluminense, do interior e especializadas. Ao todo, 37 delegados foram realocados. As alterações, publicadas no boletim interno da instituição na sexta-feira, foram motivadas para aumentar a produtividade das unidades. A principal mudança, porém, foi a extinção das Coordenadorias Regionais de Policiamento de Interior. Em substituição, foram criados os Departamentos de Policiamento de Área, que terão funções administrativas e operacionais apenas. Antes, as coordenadorias também acumulavam a função de controle dos desvios de conduta dos policiais, que será agora da Corregedoria Regional da Polícia Civil.
Dentre as alterações, o delegado Alan Luxardo, que foi candidato a vereador pelo PP, foi transferido do Departamento Geral de Administração e Finanças para a 67ª DP (Guapimirim). Luxardo, na época em que era titular da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, foi acusado por testemunhas de um processo sobre tráfico de drogas e associação para o tráfico, de forçá-las a incriminar o coronel Djalma Beltrami, ex-comandante do 7º BPM (São Gonçalo). Luxardo negou o fato.
Delegada Monique Vidal na porta da quadra da Mangueira
Delegada Monique Vidal na porta da quadra da Mangueira Foto: Pablo Jacob / O Globo
Outra candidata que retorna após não conseguir uma vaga na Câmara de Vereadores é a delegada Monique Vidal, agora titular da 13ª DP (Ipanema). O delegado Marcus Neves deixou a 40ª DP (Honório Gurgel) para assumir a 41ª DP (Tanque) como titular. O Núcleo de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro da Core agora é comandado pelo delegado Alessandro Thiers.

Veja a lista com todas as mudanças:
4ª DP (Central do Brasil) - Luiz Lima Ramos Filho (titular)
7ª DP (Santa Teresa) - Flávio Porto de Moura (titular)
13ª DP (Ipanema) - Monique Vidal da Silva Muniz (titular)
40ª DP (Honório Gurgel) - José Afonso Mota (titular)
41ª DP (Tanque) - Marcus Antonio Neves Pereira (titular)
48ª DP (Seropédica) - Júlio César Vasconcellos da Costa (titular)
50ª DP (Itaguaí) - Alexandre Roberto Dellsanto Gusman (titular)
54ª DP (Belford Roxo) - Felipe Lobato Curi (titular)
56ª DP (Comendador Soares) - André Pieroni Ferreira (titular)
60ª DP (Campos Elíseos) - Marcelo Ambrósio (titular)
63ª DP (Japeri) - Matheus de Almeida R. Lopes (titular)
64ª DP (Vilar dos Teles) - Delmir da Silva Gouvea (titular)
67ª DP (Guapimirim) - Alan Luxardo (titular)
96ª DP (Miguel Pereira) - Murilo Silva Montanha (titular)
100ª DP (Porto Real) - Marcelo Nunes Ribeiro (titular)
105ª DP (Petrópolis) - Alexandre Ziehe (titular)
146ª DP (Guarus) - Carlos Augusto G. da Silva (titular)
11ª Deac (Posse) - Jorge Farid Zahra (titular)
NUCC-LD/Core - Alessandro Thiers Pinho Alonso (titular)
DRCPIM - Ricardo Codeceira Lopes (titular)
19ª DP (Tijuca) - Jorge de Albuquerque Maranhão
56ª DP (Comendador Soares) - Nei José Ramos Loureiro
65ª DP (Magé) - Marcos Martins Pereira
2º DPA - Juarez Alberto Knauer
3º DPA - Paulo Passos Silva Filho
4º DPA - Daniel José Bandeira de Melo Gomes
5º DPA - Ricardo Martins
6º DPA - Antônio Carlos de Carvalho
7º DPA - Celso Pereira Couto
CDEAC - Marta Isabel Cavallieri
DS - Eduardo Joaquim Baptista Filho
DGPI - Antônio das Graças Francisco Ragozo / Ivo Raposo Júnior / José Geraldo de Souza Araújo / José Renato Magnani Chernicharo / Rogério Marchesini Franco / Wilson Raimundo de Melo


2 comentários:

  1. Mais importantes do que os Policiais Civis são os Bombeiros e os Policiais Militares (SERVIDORES ESSENCIAIS)!

    I N D I G N I D A D E

    Ao analisarmos a Constituição Brasileira de 1988, percebemos que os Policiais Militares do Estado do Rio de Janeiro não recebem um salário digno. No Brasil, é preciso melhorar a distribuição de renda, corrigir o histórico problema das distorções sociais.

    O Salário Mínimo Necessário, divulgado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (http://www.dieese.org.br), capaz de atender às necessidades vitais básicas (moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene e transporte), de acordo com o artigo 7º, inciso IV, da Carta Magna de 1988, em Setembro de 2012 correspondeu a R$ 2.616,41 (dois mil, seiscentos e dezesseis reais e quarenta e um centavos). O piso salarial deve ser reajustado periodicamente, de modo a preservar o poder aquisitivo dos Militares Estaduais. Portanto, o menor vencimento dos PMs e BMs deveria ser de, no mínimo, R$ 2.616,41 (líquido) sem as gratificações!

    UM ESTADO QUE PRETENDE SEDIAR MEGAEVENTOS ESPORTIVOS COMO COPA DO MUNDO E OLIMPÍADAS NÃO PODE PAGAR MENOS DO QUE O MÍNIMO AOS SERVIDORES ESSENCIAIS.

    ResponderExcluir
  2. De acordo com a CF/88 e o DIEESE, um Soldado PM/BM deve ganhar, no mínimo, R$ 2.616,41 mensais (valor líquido).

    Segundo o DIEESE, o Salário Mínimo Necessário, capaz de atender às necessidades vitais básicas, como moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene e transporte (valor suficiente para a manutenção de um trabalhador, de acordo com o artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal) foi estimado em R$ 2.616,41 (dois mil, seiscentos e dezesseis reais e quarenta e um centavos) no mês de Setembro de 2012.

    Link do DIEESE: http://www.dieese.org.br/rel/rac/salminMenu09-05.xml

    PAGAR UM SALÁRIO DIGNO É FUNDAMENTAL!

    ResponderExcluir