sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Polícia Militar faz operação contra o tráfico de drogas em várias comunidades

Agência Brasil
A Polícia Militar fez hoje  uma grande operação contra o tráfico de drogas em várias favelas e morros das zonas norte e oeste da capital fluminense e no Morro do Salgueiro, em São Gonçalo, na região metropolitana.
Mais de 150 policiais de seis batalhões, além das unidades de elite da PM, como o Batalhão de Operações Especiais (Bope), estiveram envolvidos. Também foram usados carros blindados para dar suporte às ações dos policiais nas comunidades dominadas pelo tráfico.

O balanço da operação divulgado esta noite pela Polícia Militar informa que 26 pessoas foram detidas e adolescentes apreendidos. Um homem foi ferido no confronto com os policiais militares. Foram apreendidos um fuzil automático, uma pistola e um revólver, além de munições e drogas. Os PMs recolheram 14 motos sem documentação e mais oito que tinham sido roubadas.

No próximo domingo (14), a PM deve desencadear uma grande operação para ocupar a Favela do Jacarezinho e o Complexo de Manguinhos a fim de instalar unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). O Disque Denúncia divulgou hoje, por meio do Núcleo de Procurados e Desaparecidos (NPD), os nomes e as fotos dos dez principais traficantes dessas comunidades.



2 comentários:

  1. O drama do baixo salário

    Ao analisarmos a Constituição Brasileira de 1988, percebemos que os Policiais Militares do Estado do Rio de Janeiro não recebem um salário digno. A defasagem salarial se tornou o principal problema da Polícia Militar do Rio. As necessidades vitais básicas (moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene e transporte) não estão sendo atendidas!

    SD PM - R$ 2.019,29 BRUTO / R$ 1.879,11 LÍQUIDO

    Salário MÍNIMO Necessário, de acordo com o artigo 7º, inciso IV, da Carta Magna de 1988 - R$ 2.616,41 (dois mil, seiscentos e dezesseis reais e quarenta e um centavos)

    3º SGT PM - R$ 3.147,16 BRUTO / R$ 2.816,00 LÍQUIDO

    2º SGT PM - R$ 3.414,90 BRUTO / R$ 3.025,62 LÍQUIDO

    O piso salarial deve ser reajustado periodicamente, de modo a preservar o poder aquisitivo dos Militares Estaduais. O Governo do Estado do Rio de Janeiro tem desvalorizado muito a Polícia Militar! O dinheiro público deveria ser utilizado para investir nos profissionais que prestam serviços essenciais à população, como Bombeiros e Policiais Militares. Um Estado que tem a segunda maior arrecadação de impostos do país poderia, ou melhor, deveria pagar muito bem!

    Obs: O custo de vida no Rio é altíssimo!

    ResponderExcluir
  2. Está na hora dos profissionais de segurança pública do Estado do Rio de Janeiro serem reconhecidos. Os Policiais Militares merecem ganhar bem!!

    ResponderExcluir