segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Subtenente da PM é morto em suposto assalto em Marechal Hermes

O subtenente da reserva da Polícia Militar Carlos Alberto de Jesus foi morto a tiros, após uma suposta tentativa de assalto, na noite deste domingo, em Marechal Hermes, na Zona Norte do Rio. Segundo informações da PM, a vítima foi rendida na Rua Coruripe. Os bandidos entraram no carro do subtenente e o levaram como refém. O veículo foi encontrado queimado, momentos depois do crime, em Fazenda Botafogo. Já o corpo do policial estava nas proximidades do Morro do Chapadão, em Costa Barros.
As investigações estão a cargo da Divisão de Homicídios.

6 comentários:

  1. Código Penal

    "Se a comissão especial do Código Penal não propuser a redução da responsabilidade criminal para 15 (quinze) anos, no mínimo, então é melhor que restrinjam os trabalhos à legalização do jogo do bicho. É impossível que as coisas continuem como estão e em marcha acelerada de agravamento. O que se vê é cada vez mais cidadãos classificados como menores de idade cometendo crimes de todos os matizes, a mando ou não de bandidos maiores, mas sempre com requintes de crueldade. Se o sujeito pode votar e pegar numa arma para assaltar e matar, por que teria que ser tratado como uma "inocente vítima da sociedade"? Vamos deixar de hipocrisia e tentar adaptar a lei, antes que seja tarde demais!" (José Paulo Guarabyra Vollmer - Araruama, RJ)

    ResponderExcluir
  2. O Coronel PM Roberval Ferreira França, Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo, relatou os problemas da segurança pública no Brasil. Agora cabe aos membros do Poder Legislativo adequarem as leis às necessidades da profissão. Um crime contra um Policial (agente da lei) não pode ter a mesma pena que um delito praticado contra um cidadão comum, pois não é uma ação contra uma pessoa, e sim contra o Estado! Do jeito que está não pode continuar. Onde estão os Direitos Humanos dos Policiais Militares??

    ResponderExcluir
  3. Por que a cobrança do fundo de saúde não é retirada do contracheque dos bombeiros e policiais militares? Se a lei que criou o desconto de 10% sobre os soldos e de 1% para cada dependente é inconstitucional, o pagamento não deveria estar sendo efetuado (seria uma forma de evitar novas ações judiciais contra o Governo do Estado). Se é errado, não pode continuar! Senhor governador, o cidadão fluminense não quer pagar pelo seu erro.

    ResponderExcluir
  4. Um texto que compara a Segurança Pública da Europa com a do Brasil

    http://marlonteza.blogspot.com.br/2012/10/seguranca-publica-na-europa-e-no-brasil.html

    ResponderExcluir
  5. LINDBERG,GOVERNADOR 2014 !!!

    ResponderExcluir
  6. Até quando teremos mais vitimas....

    ResponderExcluir