sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Moradores de Pedra de Guaratiba denunciam milicianos que atuam na região.


Moradores de Pedra de Guaratiba denunciam milicianos que atuam na região. Segundo eles, os grupos expulsam famílias de casa e executam quem não concorda com o bando.
O clima é de terror. Um homem, que preferiu não se identificar, teve 24 horas para abandonar a casa na comunidade do Piraquê. A ameaça veio de milicianos que, de acordo com moradores, aterrorizam a  comunidade e cobram uma taxa de R$ 40 por semana para cada família.
Uma mulher, que morava no local há mais de 15 anos, teve 10 minutos para deixar a residência. Ela foi expulsa porque se recusou a pagar outra taxa cobrada, no valor de R$ 30 pelo serviço de TV a cabo.
As histórias se repetem. A região é dominada por homens que torturam, matam, destroem famílias e ignoram as leis. A polícia já fez operações para reprimir a ação dos grupos, mas, segundo quem vive no local, o poder paralelo não teme o poder público.

 

3 comentários:

  1. Pedra de Guaratiba é uma região "não pacificada"!

    Cabe ao secretário de Estado de Segurança, José Mariano Benincá Beltrame, solucionar o problema. Será que ele pretende instalar uma UPP lá?

    ResponderExcluir
  2. PEDRA DE GUARATIBA ERA LINDA MAIS AGORA TA UM LIXO E TIRO PARA CA E TIRO PARA LA A PEDRA TA UMA MERDA TEM QUE TER UMA UPP PACIFIQUEM ESSA MERDA EDUARDO PAES+CABRAL=MAFIA

    ResponderExcluir
  3. E o russo , e o Mirim ,Anderson, jefim que tão dando tiro , bando de vagabundos que acabam com a vida das pessoas

    ResponderExcluir