segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Polêmica: policiais de UPPs vão trabalhar sem fuzis em morros cariocas

Policiais de unidades de polícia pacificadora (UPPs) terão que trocar fuzis por pistolas e armas não letais. A medida levantou preocupação entre os PMs.

19 comentários:

  1. A pistola representa menos risco de pessoas serem atingidas simultaneamente, só que os narcotraficantes (antigos "donos" do morro ou favela) podem tentar retomar o território. Esta é a grande preocupação da tropa. Não existem áreas pacificadas, existem áreas ocupadas! A medida trará mais insegurança para os policiais militares de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu queria saber onde estão as carabinas cal 30 que a PMERJ comprou e devolveu para Taurus para fazer recall. Essas carabinas que teriam que ser substituídas pelos fuzis nas UPPs realmente pacificadas.

      Excluir
  2. Ola companheiros vamos mudar este Brasil vamos criar uma comissão para que bravo ministro do STF Joaquim Barbosa se candidata a presidente da República,ele não não abaixou a cabeça para o ministro Levandoski e condenou os mensaleiros.Homem serio honesto de confiança ele seria capaz de mudar este paíz pricipalmente contra as corupções e ma distribuicões de verbas e obras sem licitações públicas,ele na presidencia e um congresso renovado com pessoas da área da segurança na câmara seria o ideal para solucionar toda a parte da segurança do brasil.Vamos pensar nisso com carinho mandando email para todos os companheiros dos estados vamos mobilizar tambem de modo geral saúde e educação pq unidos fazemos a nossa diferença comente este assunto para outros um abraço 2014 vem ai amigos !!!

    ResponderExcluir
  3. PRECISAMOS É DE UM SALÁRIO DECENTE

    O pessoal que está sendo promovido por tempo de serviço está com dificuldade para entender que as referidas promoções não melhoram os salários, que trata-se apenas de uma estratégia do Governo para deixar os inativos de fora de qualquer concessão. É justo uma pessoa que dedicou 30 anos de sua vida à PMERJ ou ao CBMERJ ter o seu salário cada vez mais defasado? Não podemos pensar somente em quem está na ativa, é muito egoísmo dos jurunas! Eles não entendem que eu não estou contra eles, e sim à favor dos inativos, lembrando que a maioria de nós chegará lá um dia. Promover todos os Soldados à graduação de Cabo e posteriormente à de 3º Sargento não os qualifica, não os dignifica, não os torna mais dignos, mais compromissados com o serviço ou mais preocupados com os rumos da corporação. Dada a natureza da atividade policial militar, faz-se necessário o investimento nos profissionais que a desempenham, de modo que as necessidades vitais básicas (moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene e transporte) destes sejam devidamente atendidas, em conformidade com o artigo 7º, inciso IV, da Carta Magna. O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos estimou a quantia de R$ 2.617,33 (dois mil, seiscentos e dezessete reais e trinta e três centavos) por mês para suprir tais despesas. O QUE VEMOS HOJE EM DIA SÃO SUBTENENTES DA PMERJ E DO CBMERJ COM SALÁRIOS IGUAIS AOS DOS SOLDADOS DO ESTADO DE SERGIPE! ESTÁ CERTO? É JUSTO? Precisamos é de um salário digno, e não de promoção!

    ResponderExcluir
  4. A promoção de praças por tempo de serviço não pode substituir a falta de reajustes salariais.

    Excelentíssimo Senhor José Mariano Benincá Beltrame, Secretário de Estado de Segurança do Rio de Janeiro, os Bombeiros e os Policiais Militares têm a obrigação de dar assistência às suas famílias, mas o Governo do Estado deve oferecer as condições (os meios)! Ao analisarmos o artigo 7º, inciso IV, da Carta Magna de 1988, percebemos que os Bombeiros e Policiais Militares do Estado do Rio de Janeiro NÃO recebem um salário digno. O Salário Mínimo Necessário, referente ao mês de Outubro de 2012, foi estimado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, em conformidade com o supracitado dispositivo constitucional, no valor de R$ 2.617,33 (dois mil, seiscentos e dezessete reais e trinta e três centavos) por mês. O objetivo do referido piso, divulgado no dia 5 de novembro de 2012, é o atendimento das necessidades vitais básicas (moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene e transporte).

    Em vez dos órgãos de segurança pública discutirem o projeto de legalização do trabalho paralelo de policiais militares (jornada que deixa o profissional estressado), deveriam discutir o pagamento de salários dignos aos referidos agentes da lei. Colocar Policiais Militares para fazer "bico" joga na lata do lixo o nome da gloriosa Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro e do excelentíssimo senhor governador Sérgio Cabral Filho, a quem cabe contratar e prover o sustento dos Policiais Militares no exercício da profissão. Dada a natureza da atividade policial militar, faz-se necessário o investimento nos profissionais que a desempenham, de modo que as necessidades vitais básicas destes sejam devidamente atendidas.

    É PRECISO OFERECER QUALIDADE DE VIDA AOS PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA PÚBLICA. O GOVERNO FLUMINENSE, APESAR DE TER A 2ª MAIOR ARRECADAÇÃO, ESTÁ PAGANDO O MENOR SALÁRIO DO BRASIL AOS MILITARES ESTADUAIS. UM ESTADO QUE PRETENDE SEDIAR MEGAEVENTOS ESPORTIVOS COMO COPA DO MUNDO (2014) E OLIMPÍADAS (2016) NÃO PODE PAGAR MENOS DO QUE O SALÁRIO MÍNIMO NECESSÁRIO AOS SERVIDORES PÚBLICOS ESSENCIAIS. O SOLDADO DA PMERJ GANHA A METADE DO QUE DEVERIA RECEBER POR MÊS, MENOS DE R$ 1.500,00 (MIL E QUINHENTOS REAIS), PARA ARRISCAR A VIDA!

    A CONCESSÃO DE DIVISAS RESULTA EM UMA HIERARQUIA ACHATADA E SALÁRIOS DEFASADOS.

    ResponderExcluir
  5. FIM DA PROMOÇÃO DE PRAÇAS POR TEMPO DE SERVIÇO

    A promoção de praças por tempo de serviço deveria acabar, pois é uma banalização da promoção, desrespeita o princípio da meritocracia e nivela a tropa por baixo. A "doação de divisas" não pode substituir a falta de reajustes salariais. Esta "palhaçada" só existe no Rio de Janeiro! A PMERJ e o CBMERJ precisam valorizar quem estudou. Em qualquer corporação, para se tornar CB e SGT, o militar tem que ser aprovado em concurso interno! Só no Rio as divisas caem do céu. Eu gostaria de ver uma notícia assim: "Jurunas com os dias contados na Polícia Militar"! Nada contra os "Jurunas", é apenas uma visão institucional. O QUE PRECISAMOS É SALÁRIO DECENTE!

    A promoção "automática" das praças (por tempo de serviço) só serve para incentivar os Soldados a não se preocuparem em estudar, se aperfeiçoar e, assim, se manterem incompetentes em um debate com algum meliante de colarinho que tenham de prender. A PMERJ não pode compactuar com a preguiça, com o desinteresse pela cultura, pelo aperfeiçoamento. Premiar a ignorância e o comodismo pode lhe ser interessante politicamente, mas não é interessante para a Corporação, pois ela só perde com isto. Perde em qualidade, perde em credibilidade, perde em respeito. A Polícia Militar é maior que o interesse de alguns militares que, nos momentos de folga, preferiram trocar os bancos escolares pela cerveja, pelo buteco, pelo churrasco, pelo "esquema", certos de que a desídia e o descompromisso consigo mesmo, com seu futuro, seria premiado em algum momento, por leis oportunistas, independentemente das suas qualidades e habilidades. Antigamente, não havia esta premiação pela preguiça, só quem se qualificasse poderia se habilitar a ser um graduado. Hoje, "as divisas caem do céu"! Muito me preocupa como serão os Sargentos de amanhã. Muitos Cabos e Sargentos continuam com o mesmo comportamento anterior, de Soldado. Promover todos os Soldados à graduação de Cabo não os qualifica, não os dignifica, não os torna mais dignos, mais compromissados com o serviço ou mais preocupados com os rumos da corporação. O nome da nossa briosa Polícia Militar não pode ser jogado no lixo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. COMPANHEIRO:

      SOU PRIMEIRO SGT DO CBMERJ, E TAMBÉM FIZ TODOS OS CURSOS REGULARES. CONCORDO PLENAMENTE COM TUDO QUE VOCÊ DISSE, PRINCIPALMENTE NO TOCANTE A SALÁRIO, AONDE ESSE MÉTODO ILUSÓRIO DE CONCESSÃO DE DIVISAS, ACHATA CADA VEZ MAIS NOSSO SALÁRIO, OU SEJA: QUANTO MAIS PROMOÇÕES, MAIS DISTANTE DE SE TER UMA REMUNERAÇÃO DIGNA DAS FUNÇÕES QUE CADA GRADUADO EXERCE, POIS O QUE VEMOS HOJE EM DIA SÃO SUB TENENTES COM SALÁRIOS IGUAIS AOS DOS SOLDADOS DO ESTADO DE SERGIPE POR EXEMPLO E POR MAIS BOA INTENÇÕES QUE O PRÓXIMO GOVERNADOR QUE ASSUMIR O GOVERNO DO ESTADO TENHA CONOSCO EM RELAÇÃO A SALÁRIO, FATALMENTE SE ASSUSTARÁ AO VER A FOLHA DE PESSOAL E VER TANTOS GRADUADOS, E ISSO COMPROMETERÁ ATÉ SUAS MELHORES INTENÇÕES E POR FALAR EM PRÓXIMO GOVERNO: (NÃO VEJO A HORA DESSE MALDITO GOVERNADOR IR EMBORA).

      ASS: SGT BM 439 (COM MUITO ORGULHO)

      Excluir
    2. Gostei do seu comentário! O pessoal tem dificuldade para entender que as promoções não melhoram os salários, que trata-se apenas de uma estratégia do Governo para deixar os inativos de fora. É justo uma pessoa que dedicou 30 anos de sua vida à PMERJ ou ao CBMERJ ter o seu salário cada vez mais defasado? Não podemos pensar somente em quem está na ativa, é muito egoísmo dos jurunas! Eles não entendem que eu não estou contra eles, e sim à favor dos inativos.

      Alguma novidade sobre a PEC 24 (verba da Segurança Pública)?

      Excluir
    3. O mesmo SGT de curso faz os quatro comentários acima e acha que ninguém percebe. Muita banca pra pouca merda.

      Excluir
    4. Ao comentarista das 20:03

      Você não tem argumentos, só sabe falar palavrões, é um ignorante!

      Excluir
    5. Ao comentarista das 20:49
      Por acaso você é alguma mocinha sensível?

      Excluir
  6. Eu queria saber onde estão as carabinas cal 30 que a PMERJ comprou e devolveu para Taurus para fazer recall. Essas carabinas que teriam que ser substituídas pelos fuzis nas UPPs realmente pacificadas.

    ResponderExcluir
  7. O OBJETIVO DAS PROMOÇÕES POR TEMPO DE SERVIÇO É PREJUDICAR OS INATIVOS...
    QUAL É A DIFERENÇA ENTRE O SUBTEN JURUNA E O SD?

    SUBTENENTES COM SALÁRIOS DE SOLDADOS??
    SD PMDF GANHA MAIS QUE SUBTEN PMERJ!

    SUBTENENTES TRABALHANDO COMO SOLDADOS?
    HÁ SUBTEN EM POLICIAMENTO OSTENSIVO GERAL!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Idiota preconceituoso falando pelo rabo.

      Excluir
    2. Não é preconceito dele, é a realidade da PMERJ, os jurunas não sabem fazer nada, não estão preparados para a função de graduado!

      Excluir
  8. para nós acabarmos com isso teremos que mudar toda a estrotura politica de nosso brasil a começar pela eleição presidencial e a seguir os governadores etc, para podermos mudar o nosso regulamento que são copias do excercito brasileiro,se nós conseguir eleger um bom numeros de companheiros a nivel federal a deputado a câmara federal e estadual poderemos mudar tudo isto com mas conteúdo com o escalonamento do aumento salarial ou equiparação com o distrito federal,hospital,policlicas etc.. vamos fazer valer o nosso grito de liberdade e opressão a que vivemos nos dias atuais com escalas desumanas,salario defasado e covardias sem direito a defesa companheiros !!!!

    ResponderExcluir
  9. OS POLICIAIS SAO OS ARTISTA DO GOVERNADOR SERGIO CABRAL, ELE ESTA PAGANDO 500 REAIS PARA VOCES ATUAREM SEM RECLAMAÇAO, FAZ PARTE DO ACORDO. AGORA VOCES QUEREM MUDAR, DESSE JEITO NAO PODE! ATE A REDE GLOBO ESTA GANHANDO COM VOCES. EU ESTOU TENTANDO SABER PORQUE ELA NAO DEIXA OS ARTISTA DE AZUL APARECER NA NOVELA. POR QUE??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É VERDADE, OS POLICIAIS MILITARES SÃO VERDADEIROS "ARTISTAS DE AZUL".

      Excluir