domingo, 25 de novembro de 2012

Suspeito é morto e PM fica ferido em perseguição em Duque de Caxias

Um homem foi morto, outro baleado e um terceiro preso após uma perseguição por vários bairros de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, no início da madrugada deste domingo. De acordo com policiais do 15º BPM (Duque de Caxias), o trio estava em um carro roubado que vinha sendo usado na prática de vários assaltos na região. Um PM também foi baleado.
De acordo com o sargento Gonçalves, uma guarnição do 15º BPM iniciou a perseguição no bairro Jardim Primavera  ao Peugeot preto, roubado no dia 17, na área da 60ª DP (Campos Elíseos). O veículo foi alcançado na Rodovia Washington Luís, na altura do Viaduto do Carvalhão, e outra equipe também passou a perseguir o carro. Houve uma primeira troca de tiros.
Já no Viaduto do Centenário, no Centro de Duque de Caxias, os PMs teriam revidado disparos feitos pelos marginais. O motorista perdeu o controle do carro e bateu na mureta. Baleados, dois bandidos foram socorridos no Hospital de Saracuruna. Um deles, identificado apenas como Vinícius, não resisitiu e morreu. Outro identificado como Douglas está internado. Cristiano foi preso e levado para a 66ª DP (Piabetá), central de flagrantes da região, onde o caso foi registrado.
O PM baleado não corre risco de morrer. Os policiais acreditam que os suspeitos estivessem fugindo para a Favela da Mangueirinha. Com o trio foram encontrados dois revólveres calibre 38 e um radiotransmissor.

Um comentário:

  1. A "CRISE DA SEGURANÇA PÚBLICA"

    Quando os governantes enfraquecem a Polícia Militar com baixos salários, eles estão fortalecendo o crime. Bombeiros e Policiais Militares do Estado do Rio de Janeiro, SERVIDORES PÚBLICOS que prestam SERVIÇOS ESSENCIAIS à população fluminense, deveriam ser mais valorizados! É preciso oferecer QUALIDADE DE VIDA aos referidos profissionais. Faz-se necessário que o excelentíssimo senhor governador Sérgio Cabral Filho analise o Salário Mínimo Necessário, referente ao mês de Outubro de 2012, estimado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, em conformidade com o artigo 7º, inciso IV, da Carta Magna, no valor de R$ 2.617,33 (dois mil, seiscentos e dezessete reais e trinta e três centavos) por mês. Vossa Excelência perceberá que os Soldados da PMERJ e do CBMERJ não recebem um SALÁRIO DIGNO e que os reajustes precisam ser maiores, pelo menos o que virá em 2014, para que as necessidades vitais básicas dos MILITARES ESTADUAIS sejam atendidas de acordo com a nossa Constituição Federal. Uma solução para elevar o piso salarial, além dos reajustes que serão oferecidos, seria dobrar ou triplicar a gratificação referente ao Programa de Capacitação em Operações Policiais Militares de Ocupação Estratégica Temporária e Polícia de Proximidade (POEPP).

    ResponderExcluir