terça-feira, 27 de novembro de 2012

Traficante FB é condenado a nove anos de prisão

Fabiano Atanázio, conhecido como FB, em foto de arquivo (esq.) e após ser preso nesta sexta-feira (27) (Foto: Disque-denúncia e Mario Ângelo/Sigmapress/AE) 

A Justiça do Rio condenou a nove anos de prisão, por roubo e formação de quadrilha, o traficante Fabiano Atanásio da Silva, conhecido como FB, ex-chefe do tráfico na Vila Cruzeiro, na Penha, Zona Norte do Rio.
O crime em questão foi um assalto ocorrido em 1º de junho de 2009, quando três homens armados – Átila Barcelos Rodrigues, Anderson Pereira de Souza e Rodrigo dos Santos Euclides – invadiram uma agência bancária em Vicente de Carvalho, no subúrbio da cidade, levando cerca de R$ 6 mil e três revólveres de seguranças do banco.
Na sentença, o juiz Marcelo Oliveira da Silva, da 2ª Vara Criminal da capital, considerou que FB colaborou para o crime "fornecendo o armamento necessário para o roubo", em troca de receber uma parte da quantia roubada.
Penitenciária de segurança máxima
FB é um dos acusados de derrubar um helicóptero da Polícia Militar em 2009, durante a invasão do Morro dos Macacos, em Vila Isabel, na Zona Norte da cidade.
Com a queda, três policiais militares morreram e outros três ficaram feridos. Na ocasião, a comunidade ainda não era pacificada.
Preso em janeiro deste ano, em Campos do Jordão, São Paulo, FB está no presídio federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

3 comentários:

  1. Quando os governantes enfraquecem a Polícia Militar com baixos salários, eles estão fortalecendo o crime. Bombeiros e Policiais Militares do Estado do Rio de Janeiro, SERVIDORES PÚBLICOS que prestam SERVIÇOS ESSENCIAIS à população fluminense, deveriam ser mais valorizados! É preciso oferecer QUALIDADE DE VIDA aos referidos profissionais. Faz-se necessário que o excelentíssimo senhor governador Sérgio Cabral Filho analise o Salário Mínimo Necessário, referente ao mês de Outubro de 2012, estimado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, em conformidade com o artigo 7º, inciso IV, da Carta Magna, no valor de R$ 2.617,33 (dois mil, seiscentos e dezessete reais e trinta e três centavos) por mês. Vossa Excelência perceberá que os Soldados da PMERJ e do CBMERJ não recebem um SALÁRIO DIGNO e que os reajustes precisam ser maiores, pelo menos o que virá em 2014, para que as necessidades vitais básicas dos MILITARES ESTADUAIS sejam atendidas de acordo com a nossa Constituição Federal. Uma solução para elevar o piso salarial, além dos reajustes que serão oferecidos, seria incorporar a gratificação referente ao Programa de Capacitação em Operações Policiais Militares de Ocupação Estratégica Temporária e Polícia de Proximidade (POEPP) ao salário dos Policiais Militares. O Policial Militar do Estado do Rio de Janeiro já deveria ingressar na Corporação ganhando mais de R$ 3.000,00 (três mil reais) como Soldado. SALÁRIO É TUDO, POIS SEM UM SALÁRIO DIGNO NÃO HÁ QUALIDADE DE VIDA! As únicas Polícias do Brasil cujos integrantes não tiveram perdas salariais foram a PF, a PRF, a PCDF e a PMDF. Salário do Policial Militar do RJ demonstra a falta de vergonha do Governo. Quem paga um salário abaixo de R$ 2.617,33 (o Mínimo Necessário) não respeita o seu funcionário!

    ResponderExcluir
  2. É preciso implantar, no Rio de Janeiro, a Política de Valorização do Servidor Público.

    UM SOLDADO PM 1ª CLASSE DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO TEM UM SOLDO DE R$ 695,95 E RECEBE UM VENCIMENTO DE R$ 2.814,50.

    OBS: A PMESP TEM UM EFETIVO MUITO MAIOR DO QUE A PMERJ.

    Rio de Janeiro, o Estado que possui a 2ª maior arrecadação de impostos, paga aos Militares Estaduais um dos menores salários do Brasil. A capital fluminense lidera, e com sobras, o ranking das cidades mais caras do país! Até quando vamos aguentar isso?

    O Governo do Estado do Rio de Janeiro poderia estudar a possibilidade de oferecer aos Bombeiros e Policiais Militares isenção de impostos estaduais, para compensar a falta de salário. Outra coisa que poderia ser oferecida seria o pagamento de meia entrada nos cinemas, teatros, shows etc, assim como é feito com os estudantes. Afinal, o PM nunca deixa de ser um estudante!

    ResponderExcluir
  3. POLICIAIS MILITARES DE SÃO PAULO PRENDEM DELEGADO DA PCERJ

    A Polícia Militar prendeu nesta segunda-feira (26), em Palmital, SP, um delegado da Polícia Civil do Rio de Janeiro. Junto com outros homens ele teria tentado cobrar o dinheiro de uma dívida da venda de uma destilaria de álcool da região.

    O DELEGADO SE ENVOLVEU NA CONFUSÃO E COMETEU CRIMES GRAVES, COMO CÁRCERE PRIVADO. MAS COMO A POLÍTICA DA SESEG E CHEFIA DA PCERJ SEMPRE FOI DE PASSAR AS MÃOS NA CABEÇA DE DELEGADOS... PORTANTO, NÃO VAI NOS SURPREENDER SE NÃO DER EM NADA ESTE CASO.

    ResponderExcluir