sábado, 31 de março de 2012

PRECISAMOS DENUNCIAR - MAIS COVARDIA

DENÚNCIA RECEBIDA
Venho aqui como anônimo por medo de covardias, denunciar que quando da publicação de expulsão dos PMs foi também publicada no mesmo boletim a punição da  SD Clarisse Inês Pereira que esta gravida de 5 meses com 30 dias de prisão, a covardia se faz contra ela porquê ela que estava de férias postou em um blog  que os recrutas do CFAP estavam trabalhando armados. Ela é lotada  na DGP é secretária do Cel Augusto e vai começar a cumprir a penalidade a partir do 29/03/2012 no 5º BPM, o que nos preocupa  é que ela teve um abordo no ano passado, e ficou internada no HCPM por mais de 20 dias inclusive no isolamento, estamos muito preocupados com o que pode acontecer a ela e ao filho que espera, temos que denunciar  através da Comissão de Direitos Humanos da ALERJ, para ver se isso está dentro da legalidade, pois a gravidez dela é de risco. Peço desculpas por não me identificar porém o Cel  Erir está punindo todos que ele ache que estão fazendo denuncias.

sexta-feira, 30 de março de 2012

Decisão proíbe policial militar de divulgar novas denúncias contra secretário de Governo do Distrito Federal, braço-direito de Agnelo Queiroz

 SITE: REVISTA VEJA
 

A Justiça determinou que o policial militar João Dias Ferreira deve retirar de seu blog acusações feitas a Paulo Tadeu, secretário de Governo do Distrito Federal. Algoz do ex-ministro Orlando Silva (PC do B) e do governador Agnelo Queiroz (PT), Dias vinha publicando graves afirmações contra Tadeu.

Na decisão, em caráter liminar, a juíza Carla Patrícia Lopes considera procedente o pedido feito pela defesa do petista: "Afigura-se razoável a exclusão dos comentários envolvendo seu nome efetivado pelo réu em seu blog, a fim de que não sofra dano irreparável, devido ao abalo de sua imagem". A liminar foi concedida na segunda-feira.

Multa - A juíza também determina que o réu não deverá publicar novas acusações contra o petista até a palavra final da Justiça. Se a decisão for descumprida, Dias terá de pagar multa de 3 000 reais. A magistrada negou, por outro lado, o pedido para que João Dias fosse obrigado a exibir documentos que possui a respeito das acusações feitas. Por ora, as denúncias continuam no ar.

Dias acusa Paulo Tadeu de tentar suborná-lo com 250 000 reais. O policial militar diz ainda que o irmão de Tadeu, Ricardo Vale, opera um esquema de lavagem de dinheiro usando um clube de futebol da capital, em um esquema que contaria com a participação do secretário. Paulo Tadeu nega todas as acusações. Em fevereiro, a Justiça havia determinado que o blog poderia permanecer no ar. Na ocasião, o TJ-DF negou um pedido feito por Adolfo Rodrigues de Oliveira Filho, empresário próximo a Paulo Tadeu e outro alvo das denúncias de João Dias.

Justiça manda reintegrar Marcos Prisco líder da greve na Bahia

SITE: TERRA

 
O líder da greve dos policiais militares da Bahia - ocorrida em fevereiro -, Marco Prisco, disse ter sido reintegrado à corporação na tarde desta quarta-feira. Segundo ele, uma decisão judicial foi concedida hoje e a decisão final sobre a volta de Prisco à PM depende apenas de liberação do governador Jaques Wagner (PT).

Ainda conforme Prisco, esta é a segunda vez que ele é reintegrado à tropa. A primeira vez ocorreu após uma greve em 2001 que ele ajudou a organizar.

Prisco foi solto na última sexta-feira, após 43 dias de prisão por liderar a greve dos PMs. Em uma gravação divulgada pelo Jornal Nacional, Prisco estaria combinando com um grevista atos de vandalismo.

Policiais que receberam indevidamente Bolsa Formação (PRONASCI) devolverão dinheiro

SITE: CORREIO BRAZILIENSE


Falhas em cursos de capacitação dão prejuízo de R$ 5 milhões ao governo
O projeto Bolsa-Formação do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), carro-chefe do governo federal no combate à violência, repassou indevidamente recursos a cerca de 3 mil profissionais em todo o país. Policiais, bombeiros, agentes penitenciários e peritos receberam o benefício mensal de R$ 443 como incentivo para fazerem cursos virtuais de capacitação, mesmo sem atender às condicionalidades impostas pelo projeto — como o teto salarial de R$ 1,7 mil ou estar em atividade na área da segurança. A quantia embolsada ilegalmente entre 2008 e 2011 chega a R$ 5 milhões — valor que agora o Ministério da Justiça, gestor do Pronasci, tenta receber de volta.
Ofícios começaram a ser expedidos neste mês aos profissionais solicitando a devolução dos recursos repassados indevidamente. Eles terão 60 dias para questionar a cobrança. Se decidirem quitar os débitos, poderão parcelar. Caso se recusem a ressarcir os cofres públicos, serão acionados judicialmente, via Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. A secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Mikki, não acredita que será preciso chegar a tal ponto. “Creio que, na maior parte dos casos, os profissionais receberam de boa-fé, achando que poderiam receber. Pode ser um policial que tenha morrido, por exemplo. Essa família vai ser convidada a devolver o que foi repassado”, diz.

Militares da reserva são cercados por manifestantes na Cinelândia

SITE: ESTADÃO

 Dezenas de militares da reserva que assistiram ao debate "1964 - A Verdade" ficaram sitiados no prédio do Clube Militar, na Cinelândia, no centro do Rio, na tarde desta quinta-feira, 29. O prédio foi cercado por manifestantes que impediram o trânsito pelas duas entradas do imóvel.

O evento marcou o aniversário do golpe militar de 1964 e reuniu militares contrários à Comissão da Verdade. Ao fim do evento, eles tentaram sair, mas foram impedidos por militantes do PC do B, do PT, do PDT e de outros movimentos organizados que protestavam contra o evento.

"Tortura, assassinato, não esquecemos 64", gritavam os manifestantes. "Milico, covarde, queremos a verdade", diziam outros. Velas foram acesas na frente da entrada lateral do centenário do Clube Militar, na Avenida Rio Branco, representando mortos e desaparecidos durante a ditadura militar. Homens que saíam do prédio foram hostilizados com gritos de "assassino". Tinta vermelha e ovos foram jogados na calçada, sem atingir ninguém.

Homens do Batalhão de Choque foram ao local e lançaram spray de pimenta e bombas de efeito moral contra o grupo, que revidou com ovos. Um dos manifestantes foi imobilizado por policiais e liberado em seguida após ser atingido supostamente por uma pistola de choque, e outro foi detido e algemado.

Os militares foram inicialmente orientados a sair em pequenos grupos por uma porta lateral, na rua Santa Luzia, mas tiveram que recuar por conta do forte cheiro de gás de pimenta que tomou o térreo do clube. A Polícia Militar tentou conter os manifestantes e chegou a liberar a saída de algumas pessoas pela porta principal, mas por medida de segurança voltou a impedir a saída.

Um grupo que saiu sob proteção do Batalhão de Choque da Polícia Militar foi alvo de xingamentos. Os manifestantes chamaram os militares de "assassinos" e "porcos".

Mais tarde, a saída dos militares da reserva foi liberada por meio de um corredor aberto por PMs entre o prédio e a entrada da estação Cinelândia do metrô, a poucos metros do Clube Militar.


O GLOBO - CARTA DE UMA LEITORA


"É uma pena que os altos-comandos da PM e do Corpo de Bombeiros só se preocupem, com vigor, em expulsar grevistas, enquanto policiais e bombeiros corruptos e milicianos continuam nas corporações. E é tão fácil identificá-los: é só verificar o patrimônio deles e dos familiares".
Vera Regina Koller Rabelo - Rio.

Garotinho derruba sessão da Comissão de Constituição e Justiça em defesa dos bombeiros e policiais militares

Garotinho derrubou ontem a sessão da Comissão de Constituição e Justiça, a mais importante da Câmara dos Deputados. E disse que vai fazê-lo até que o presidente da Câmara, deputado Marco Maia coloque em votação o projeto de sua autoria que concede anistia aos policiais militares e bombeiros do Rio que participaram do movimento por melhores salários. Antes de acabar com a sessão, Garotinho questionou de forma incisiva o presidente da comissão, o petista Ricardo Berzoini: “O senhor já fez muitas greves quando era dirigente do sindicato dos bancários em São Paulo, não pode agora querer tratar os bombeiros e policiais militares do Rio como bandidos”. Imediatamente o deputado João Paulo (PT – PE), ex-prefeito de Recife defendeu a tese de Garotinho: “Já fiz mais de mil greves. É um absurdo nós agora negarmos anistia a esses trabalhadores”. Veja o vídeo com o debate e a derrubada da sessão.

PARABÉNS DACIOLO!

Parabéns pelo seu aniversário, que o dia de hoje seja cheio de alegrias! 
Deus te abençõe ricamente.

quinta-feira, 29 de março de 2012

COMEÇA INVESTIGAÇÃO DO ESTADO DE EXCEÇÃO INSTITUÍDO PELO GOVERNO DO RIO CONTRA BOMBEIROS E POLICIAIS MILITARES.


Os Deputados Federais que formam a comitiva indicada pela Comissão de Segurança Pública do Congresso Nacional, e Deputados Estaduais, já se encontram no Rio e participam agora pela manhã, as 11 horas de reunião com o Presidente da OAB do Rio.

Na Agenda de hoje, uma Reunião com o Comandante Geral da Polícia Militar Coronel Erir, visitas a Bombeiros que ainda se encontram em Prisão Administrativa e também ída a Defensoria Pública, onde a Comitiva pretende entender as causas que levaram a Defensoria do Rio a não garantir o atendimento jurídico aos Militares que a procuraram no Episódio das Punições, bem como o afastamento "compulsório" do Defensor Luis Felipe Drumond.

A noite a Comitiva se encontra, as 19h, na Sede do SINDSPREV-RJ, na Rua Joaquim Silva, 98A, na Lapa, com Militares BMs e PMs expulsos, em Conselhos de Disciplina e Justificação, Transferidos e punidos de forma geral. Também estão convidados familiares, advogados e apoiadores. O objetivo é apresentar depoimentos e documentos que comprovem a prática de ilegalidades no processo de punições movido contra a Tropa pelo Governo do Estado do Rio.
COMO CHEGAR NO SINFDSPREV - VEJA O MAPA CLICANDO AQUI

Capitão foi bêbado para o batalhão do Recreio

SITE DO : JORNAL EXTRA

A Polícia Militar apura o caso de um oficial da corporação que teria chegado alcoolizado ao 31º BPM (Recreio dos Bandeirantes). A atitude do policial, um capitão, gerou uma situação constrangedora com uma colega da unidade. O caso ocorreu por volta das 3h30m do último dia 22.
Segundo o comandante da unidade, tenente-coronel Marcus Vinícius Mendonça de Oliveira, uma investigação interna está sendo feita pelo seu Serviço Reservado (P-2). O oficial informou que o fato se resumiu à chegada do policial aparentemente alcoolizado e que uma soldado teria repreendido o colega.
- Pode ter havido um desentendimento - disso o tenente-coronel.
No entanto, há uma versão de que o policial estava urinando no pátio do batalhão. Ao ser repreendido por uma soldado da guarda do batalhão, o policial teria exibido o pênis para ela.
Em seguida, a soldado dirigiu-se para o refeitório da unidade. O capitão a seguiu e houve uma discussão. O comandante do 31º BPM informou que o caso também está sendo acompanhado pela 2 Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM). Entretanto, a unidade não havia confirmado essa informação até a noite de ontem.

PROJETO PARA ANISTIAR POLICIAIS MILITARES E BOMBEIROS

JORNAL EXTRA - BERENICE SEARA

O tempo fechou ontem durante reunião entre integrantes das cúpulas das polícias Civil e Militar

Informe do Dia: Polícias discutem
O tempo fechou ontem durante reunião entre integrantes das cúpulas das polícias Civil e Militar. Tudo começou quando foi constatado o não cumprimento de muitas das metas de redução de criminalidade.
Ao analisar o problema, o chefe do Estado- Maior da PM, coronel Pinheiro Neto, lamentou que a corporação não tenha acesso, pela Internet, à íntegra dos boletins de ocorrência das delegacias. Titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis, Felipe Ettore alegou que o acesso aos documentos exporia vítimas e testemunhas.
Inteligência
Pinheiro Neto disse então que a restrição colaborava para uma polícia pouco inteligente. Irritada, a chefe da Polícia Civil, Martha Rocha, reagiu: afirmou que só não iria embora em respeito ao comandante da PM, Erir Costa Filho, e aos subsecretários presentes.

RECURSOS FORAM NEGADOS - MANTIDAS AS EXPULSÕES DOS BOMBEIROS


BOL.DA SEDEC/CBMERJ Nº 060 DATA 27/03/2012 FOLHA 2586

NEGADO OS RECURSOS ADMINISTRATIVOS DO SEGUINTES MILITARES ABAIXO:

7. RECURSO ADMINISTRATIVO – DECISÃO
... A. NOTA GAB/SEDEC 053/2012
Processo nº E-27/89/10000/2012 – Subten BM Q10/81 VALDELEI DUARTE,
RG 06.933. Conheço do recurso e nego-lhe provimento, acompanhando a manifestação da
Assessoria Jurídica da SEDEC, através do Parecer nº 206/2012, acostado às fls. 05/11, do
processado supra.
B. NOTA GAB/SEDEC 054/2012
Processo nº E-27/003/11501/2012 – 2º Sgt BM Q10/00 DANIEL ALVES DOS
SANTOS, RG 27.295. Conheço do recurso e nego-lhe provimento, acompanhando a manifestação
da Assessoria Jurídica da SEDEC, através do Parecer nº 203/2012, acostado às fls. 901/906, do
processado supra.
C. NOTA GAB/SEDEC 055/2012
Processo nº E-27/003/11501/2012 – 3º Sgt BM Q10/98 ALEXANDRE
GOMES MATIAS, RG 24.191. Conheço do recurso e nego-lhe provimento, acompanhando a
manifestação da Assessoria Jurídica da SEDEC, através do Parecer nº 204/2012, acostado às fls.
895/900, do processado supra.
D. NOTA GAB/SEDEC 056/2012
Processo nº E-27/003/11501/2012 – 3º Sgt BM Q10/02 WALLACE
RODRIGUES CHAVES, RG 31.406. Conheço do recurso e nego-lhe provimento, acompanhando a
manifestação da Assessoria Jurídica da SEDEC, através do Parecer nº 202/2012, acostado às fls.
913/918, do processado supra.
E. NOTA GAB/SEDEC 057/2012
Processo nº E-27/003/11501/2012 – 3º Sgt BM Q10/02 HARRUÁ LEAL
AYRES, RG 31.416. Conheço do recurso e nego-lhe provimento, acompanhando a manifestação da
Assessoria Jurídica da SEDEC, através do Parecer nº 201/2012, acostado às fls. 907/912, do
processado supra.
F. NOTA GAB/SEDEC 058/2012
Processo nº E-27/002/11501/2012 – 3º Sgt BM Q10/02 HERALDO CORREIA
VIEIRA, RG 31.536. Conheço do recurso e nego-lhe provimento, acompanhando a manifestação da
Assessoria Jurídica da SEDEC, através do Parecer nº 198/2012, acostado às fls. 651/656, do
processado supra.
G. NOTA GAB/SEDEC 059/2012
Processo nº E-27/002/11501/2012 – Cb BM Q10/98 ALEXANDRE
SALVADOR DE AZEVEDO, RG 24.275. Conheço do recurso e nego-lhe provimento, acompanhando
a manifestação da Assessoria Jurídica da SEDEC, através do Parecer nº 205/2012, acostado às fls.
644/650, do processado supra.
H. NOTA GAB/SEDEC 060/2012
Processo nº E-27/002/11501/2012 – Cb BM Q10/02 PAULO ROBERTO
NORONHA DOS SANTOS JÚNIOR, RG 31.430. Conheço do recurso e nego-lhe provimento,
acompanhando a manifestação da Assessoria Jurídica da SEDEC, através do Parecer nº 200/2012,
acostado às fls. 663/668, do processado supra.
I. NOTA GAB/SEDEC 061/2012
Processo nº E-27/002/11501/2012 – Cb BM Q10/08 ANDREI CARLOS
AZEVEDO DOS SANTOS, RG 43.850. Conheço do recurso e nego-lhe provimento, acompanhando
a manifestação da Assessoria Jurídica.


quarta-feira, 28 de março de 2012

Marco Prisco, líder do movimento grevista da Bahia, dá primeira entrevista após greve

Agentes penitenciários envolvidos em fuga do ‘Batman’ são demitidos

SITE: JORNAL DO BRASIL

Os seis agentes penitenciários suspeitos de participarem da fuga do ex-policial militar Ricardo Teixeira da Cruz, conhecido  como Batman, foram oficialmente demitidos dos quadros do Governo do Estado do Rio de Janeiro. Os decretos, assinados pelo governador Sérgio Cabral, serão publicados no Diário Oficial desta quinta-feira (29/03).
Luiz Henrique Ferreira Burgos, Rogério Bogado La Rubia, Ronaldo da Silva Freitas, Romel Correa Ribeiro, Dagmauro Nascimento das Mercês e Ezequiel Galiza Simões exerciam o cargo de Inspetor de Segurança e Administração Penitenciária. De acordo com os decretos, todos violaram seus deveres funcionais.

Polícia divulga imagem de suspeitos de matar PM na porta de hospital do Rio

SITE: R7
A Polícia Civil divulgou no fim da tarde desta quarta-feira (28) a imagem de dois suspeitos de matar o PM Luiz Cláudio de Souza Menezes, de 42 anos, na noite de terça-feira (27) em frente ao Hospital Memorial Fuad Chidid, no Engenho de Dentro, zona norte do Rio.
Menezes aguardava uma amiga ser atendida na emergência da unidade quando foi abordado por dois homens em uma moto na porta do hospital.
Ainda não está confirmado se foi uma tentativa de assalto ou se o crime foi encomendado. Os criminosos fizeram vários disparos contra a vítima. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu.
Policiais do Batalhão do Méier (3º BPM) foram para o local, mas os criminosos conseguiram fugir.
A vítima trabalhava no Batalhão de Santa Cruz (27º BPM). O caso está sendo investigado pela DH (Divisão de Homicídios).

Sessão da Alerj termina em briga entre deputadas

SITE: JORNAL DO BRASIL
Os deputados estaduais se reuniram nesta terça-feira para a primeira sessão em plenário desta semana. Mas não foram os projetos votados que se tornaram o destaque do dia, mas sim a enorme confusão que Cidinha Campos (PDT) protagonizou na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), ao lado de Janira Rocha (PSOL) e Clarissa Garotinho (PR).
Os ânimos ficaram bastante exaltados e as parlamentares trocaram ofensas pessoais e provocações, ignorando os apelos da presidência da Casa.
Cidinha ataca e vira "Bruxa do 506"
Tudo começou após o aparte de Janira Rocha em defesa dos policiais e bombeiros que participaram do movimento grevista de fevereiro. Cidinha Campos pediu a palavra e afirmou que a psolista só tinha essa posição para defender o marido, que é policial militar. Revoltada, Janira rebateu com veemência:
"Não é de hoje que a deputada Cidinha Rocha está investigando minha vida, inclusive com a ajuda da Secretaria de Segurança Pública. Mas pode investigar à vontade, porque não vão encontrar nada. Falar da família de outros parlamentares é um comportamento senil, que já está enchendo o saco", vociferou.
Inimiga de longa data de Cidinha Campos, Clarissa Garotinho aproveitou a confusão para responder a declarações feitas pela deputada no dia anterior, quando ela teria chamado os irmãos da parlamentar do PR de "trombadinhas". Depois das duas trocarem acusações, Clarissa pediu a palavra e disparou:
"Não vou discutir com uma pessoa insana, que já atentou contra a própria vida. Vocês conhecem o seriado 'Chaves'? Nele tem a Dona Clotilde, que persegue os moradores da vila por ser apaixonada pelo Seu Madruga. Aqui nós temos a Bruxa do 506, que ataca os deputados da oposição por ser apaixonada pelo Seu Cabral". 


MOTIVO DA CONFUSÃO:

PROJETO DE RESOLUÇÃO Nº 596/2012, DE AUTORIA DO DEPUTADO DIONÍSIO LINS, QUE CONCEDE O TÍTULO DE BENEMÉRITO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO AO EXMO. SR. SÉRGIO SIMÕES, SECRETÁRIO ESTADUAL DE DEFESA CIVIL E COMANDANTE GERAL DO CORPO DE BOMBEIROS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.
PARECER: DA COMISSÃO DE NORMAS INTERNAS E PROPOSIÇÕES EXTERNAS, FAVORÁVEL.
RELATOR: DEPUTADO ANDRÉ CORRÊA.

terça-feira, 27 de março de 2012

Fardamentos da PM são vendidos livremente no Rio

A equipe de reportagem da Record foi a uma loja de Magalhães Bastos, na zona oeste, e conseguiu comprar peças do uniforme da Polícia Militar.

Segurança Pública - Lei cria programa de formação e aperfeiçoamento para Policiais



►Os policiais civis e militares ganharam um novo programa de qualificação. A lei 6.185/12, de autoria do deputado estadual Wagner Montes (PSD), publicada ontem no Diário Oficial do Legislativo, cria o Programa de Formação e Aperfeiçoamento Periódico dos Profissionais de Segurança Pública do Estado Rio de Janeiro.

►A formação prática incluirá negociação e gerenciamento de crises, mediação de conflitos, montagem e desmontagem de armas, manejo, treino e fundamentos do tiro. No aperfeiçoamento, o conteúdo teórico abrange tiro defensivo e regras de segurança e conduta, entre outras noções.
697

A Verdadeira Segurança do Brasil para a Copa do Mundo

A equipe da TV Correio, filial da Rede Record na Paraíba, flagrou a frieza de uma tentativa de homicídio. O crime aconteceu no bairro Jardim Veneza, em João Pessoa. Por volta das 01h30 da madrugada deste domingo (18), o repórter Josenildo Gonçalves, foi acionado para registrar uma tentativa de homicídio. Rodrigo Ferreira da Silva estava agonizando em busca de socorro. Ele apresentava marcas de perfurações causadas por arma de fogo. No momento em que o repórter narrava o sofrimento do jovem, um homem de boné se aproximou da vítima e efetuou um tiro na cabeça de Rodrigo Ferreira. Na primeira vez, o revólver falhou, mas na segunda tentativa, o disparo foi efetuado. O Samu foi acionado e fez o socorro da vítima para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. De acordo com a unidade hospitalar, o rapaz passa bem e não corre risco de morte.

domingo, 25 de março de 2012

SD PM Alves morre por afogamento na Praia Brava, em Arraial do Cabo.

No início da noite de sábado (24), um policial militar que estava de férias do DPO de Arraial do Cabo, morreu enquanto surfava na Praia Brava. Segundo colegas de trabalho, André Alves Gonçalves de 25 anos, surfava na praia quando caiu da prancha e bateu em algumas pedras. Ele chegou a ser socorrido mas não resistiu aos ferimentos. O corpo de André está no IML de Macaé e só deve ser liberado na tarde deste domingo (25).

Evento em defesa do mandato Janira Rocha - Benevenuto Daciolo

Intervenção do bombeiro Benevenuto Daciolo em defesa do mandato da Deputada Estadual Janira Rocha, em evento no Auditório da ALERJ em 16 de março de 2012.

sábado, 24 de março de 2012

CONVOCAÇÃO - REUNIÃO NO SINDSPREV

DIA 29 (QUINTA-FEIRA) ÀS 19:00 HORAS
 

 COMISSÃO DE DEPUTADOS FEDERAIS, JUNTAMENTE COM A COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA VEM AO RJ DIA 29/03 PARA INVESTIGAR ILEGALIDADES E EXCESSOS COMETIDOS PELO GOVERNO CONTRA BOMBEIROS E PMs GREVISTAS.

Na próxima quinta feira, dia 29/03, uma Comissão composta por Deputados Federais, Representantes do Ministério da Justiça e da Secretaria Nacional de Direitos Humanos virá ao Rio de Janeiro ouvir Bombeiros, PMs, Advogados, Familiares e Parlamentares Estaduais sobre a repressão e todas as ilegalidades cometidas pelo Governo Cabral quando da Greve destas categorias.

A proposta é convocar e reunir todos os Bombeiros e PMs que tenham sido presos, processados, transferidos arbitrariamente, expulsos e que estejam respondendo a processos disciplinares, sejam soldados ou oficiais, para discutirmos uma forma coordenada de defesa destas pessoas tanto na esfera política, quando na jurídico-institucional.

O local deste encontro será na Sede do SINDSPREV-RJ, na Rua Joaquim Silva, 98A na Lapa. O horário confirmaremos na 2ª feira, pois aguardamos a marcação dos vôos dos Parlamentares para poder organizar aqui.

Pedimos a todos que divulguem esta convocatória, que a compartilhem nos blogs de acesso a categoria para que possamos garantir a presença de todos. Será um momento importante na luta pela defesa de todos. Qualquer dúvida entrar em contato com 25881582 ou 1284.( GABINETE DA DEPUTADA JANIRA ROCHA)

Muito importante que os companheiros que comparecerem tragam cópias de seus procedimentos disciplinares para análise da Comissão.
 DEPUTADA ESTADUAL  JANIRA ROCHA

Anúncio de lingerie polemiza ao fazer associação com a ocupação da Rocinha

SITE: JORNAL O DIA
Circula na Internet e em outdoors do Rio propaganda de lingerie que está dando o que falar. Moradora da Favela da Rocinha, a depiladora Ana Paula Conceição Soares, 29, aparece em roupas íntimas ao lado de modelo ‘vestido’ como policial do Bope e ‘nocauteado’. Na imagem, a inscrição: “Pacificar foi fácil, quero ver dominar”.
Ana Paula mora na comunidade desde que nasceu. Foi o primeiro trabalho como modelo, mas, desde o anúncio da DuLoren, vem recebendo convites de agências e quer seguir carreira na moda. “Alguns colegas ficaram com medo de ser perigoso, dar a impressão que está debochando, mas não deu confusão. Todo mundo elogiou”, conta.
A empresa diz que não teve problemas com autoridades por causa da campanha. “Ninguém está questionando a pacificação da Rocinha. A ideia é mostrar que a mulher dessa lingerie não é dominável. Pode até pacificar o morro, mas nem homem nem soldado nenhum domina essa mulher. Acho que perceberam isso, é brincadeira”, explica Marcelo Gorodicht, diretor executivo da X-Tudo Comunicação, responsável pela campanha.
A Polícia Militar e a Secretaria de Segurança não quiseram comentar.

NATAL - Solto após 40 dias, Cabo Jeoás seguirá participando de mobilizações da PM pelo Brasil

SITE: TRIBUNA DO NORTE 

 Depois de 40 dias preso, o cabo Jeoás Nascimento dos Santos está de volta às ruas. A prisão preventiva contra o militar potiguar foi revogada e o alvará de soltura chegou a Natal  dia 22, havendo a liberação do presidente da Associação dos Praças e Soldados da PM na tarde desta sexta-feira (23). Apesar da prisão e dos problemas pelos quais o policiais passou nos últimos dias, ele garante que vai continuar participando de mobilizações da Polícia Militar no Brasil e Rio Grande do Norte.

Jeoás Nascimento foi preso depois de determinação da Justiça da Bahia, onde ocorreram protestos por parte da Polícia Militar e gravações telefônicas levaram líderes do movimento grevista para a cadeia. Vice-presidente da Associação nacional dos Praças, cabo Jeoás também foi detido. Porém, ele garante que a prisão foi injusta e que não houve incitação à violência por parte dele ou dos outros líderes do movimento.

"Não temos perfil de marginais e as pessoas que nos conhecem não conseguem compreender como nossa imagem foi passada dessa forma. Não praticamos nenhum crime", garantiu cabo Jeoás.

De acordo com o policial, a prisão foi revogada por não haver provas substanciais sobre a participação dele nos crimes cometidos na Bahia durante a greve da Polícia Militar, antes do Carnaval. Além disso, o cabo afirmou que, mesmo se fosse culpado, não poderia permanecer preso porque a pena pelos crimes, mesmo se fossem aplicadas com o máximo rigor, não seria superior a quatro anos e, por isso, ele poderia recorrer em liberdade.

"Infelizmente, houve a prisão e, mesmo com o alvará sendo fornecido no dia 12 de março, só chegou ontem a Natal porque nossos advogados foram até a Bahia", lamentou.

Apesar da prisão, cabo Jeoás afirma que vai permanecer ligado aos movimentos da Polícia Militar em todo o Brasil. "Vamos continuar, mesmo sujeitos a novas prisões, afastamentos, demissões, mas acreditamos que estamos lutando por Justiça e por uma causa que é de interesse de toda a população, que é a melhoria de condições para a Polícia Militar", finalizou.

"ME EXPULSANDO DA POLÍCIA MILITAR"

SITE: DO HAMUDE
A poeira de todo movimento

Muita coisa aconteceu.
Muitos dos nossos feitos foram suprimidos por uma mídia tendenciosa. Tantas outras coisas nos são atribuídas por autoridades corrompidas.

A verdade é que as forças de Segurança Pública no Estado do Rio de Janeiro pararam no dia 10 de fevereiro passado.
Pensando que teriam suas ilegalidades justificadas com eventual vandalismo (inspirado nas notícias vindas da Bahia) este Governo determinou prisões arbitrárias, sem os devidos amparos.

 

"ME EXPULSANDO DA POLÍCIA MILITAR"

Eu, ainda militar da ativa, servidor público de conduta ilibada, fui trancafiado em um presídio de segurança máxima onde ficam os criminosos que outros regimes não contiveram. Digo "ainda" pois agora, depois de uma prisão sem motivos (até agora não fizeram uma acusação que fosse justa) estão me excluindo da corporação.
Todos esses passos podiam muito bem ser calculados desde a minha prisão: que governo me coloca, erradamente, numa cadeia e depois recua demonstrando que admite o engano? Certamente me excluirão... não importando que outras leis terão que descumprir pra isso. Afinal, o Governador e o Comandante Geral tem uma imagem a zelar.
Observem em que data posto estas palavras. Se houver comprometimento destes homens com a justiça e com a moral provarão que estou errado ao não me excluir, do contrário confirmarão minhas palavras.


"OCUPEM O HAMUDE ENQUANTO LIMPO ESSA BAGUNÇA"

Respondo atualmente "uma meia dúzia" de procedimentos apuratórios (investigações de autorias) de fatos que desconhecia, de locais onde nunca estive, de pronunciamentos que nunca tomei conhecimento e de ilegalidades que nunca cometi. Mas por que tanta falácia e falsas acusações? Porque me mantendo ocupado, me mantendo cansado (boa parte dos procedimentos exige que eu viaje 3 vezes a capital por semana), eu fico prejudicado em fazer defesas elaboradas, recolher documentos e nisso as provas das atrocidades e perseguições vão desaparecendo.
Assim funciona a perseguição política nos nossos tempos.
Perseguição política? Sim, perseguir-me por ter opinião contra a administração atual. Apenas por ser ouvido em coisas que tenho razão. Se não tivesse razão teriam me mantido preso até hoje, não acha?
Contarei os detalhes da minha prisão em breve, o momento é de deixar ciente que, mesmo solto, estou na mira daqueles que te roubam e te prejudicam como cidadão. Que fazem obras superfaturadas com seus impostos e usam a máquina pública a próprio favor.

ARBITRARIEDADE PURA : POLICIAL EXCLUÍDO POR CAUSA DO FACEBOOK NO RIO DE JANEIRO

SITE: BLOG DA VERDADE 


O soldado da PMERJ ( polícia militar do estado do Rio de Janeiro ) SAMUEL GONÇALVES DE ALBUQUERQUE JUNIOR (foto) foi excluído da corporação nesta semana pelo simples fato de que postou em seu facebook textos e imagens favoráveis à greve dos policiais e bombeiros no mês de fevereiro. 

Que ARBITRARIEDADE da porra é essa do comandante da polícia militar do rio de janeiro ? Tirar o emprego de um pai de família,somente porque o mesmo expressou suas opniões sobre a greve no facebook... é isso mesmo sr. comandante geral da PMERJ Coronel Erir Costa Filho? 


 continue lendo AQUI  BLOG DA VERDADE

COMUNICADO IMPORTANTE!


Bombeiros, policiais militares, familiares e amigos

No dia 29 /03  (próxima quinta-feira) faremos uma reunião no SINDSPREV,  com a  presença confirmada de Representantes  da  Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal e representantes da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados.
Convidamos todos os bombeiros e policiais militares que foram excluídos das corporações, os que estão respondendo CD e  familiares dos que estão detidos.


Obs: o horário só será confirmado na terça-feira.

SINDSPREV
Rua Joaquim silva – 98 - Lapa

NA UPP DO MORRO DO SALGUEIRO - POLICIAIS SÃO RECEBIDOS COM PAUS E PEDRAS

SITE: JORNAL DO BRASIL
Tiroteio em baile funk deixa dois feridos em favela pacificada da Zona Norte
Policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro do Salgueiro, na Tijuca, na zona norte do Rio de Janeiro, trocaram tiros com frequentadores de um baile funk na localidade, de acordo com informações da Rádio CBN. Ao menos duas pessoas se feriram e foram encaminhadas para hospitais da região.
De acordo com a versão dos policiais, a confusão teria ocorrido já no fim da festa. Os representantes da UPP teriam sido recebidos com paus e pedras e atirado inicialmente para o alto, para dispersar um início de tumulto. Um grupo, no entanto, teria descido o morro para enfrentar os guardas, que precisaram pedir reforço.

OBS:
Dois traficantes foram baleados na favela, durante o tiroteio
Anderson Cavalcanti de Oliveira, apontado como o líder do tráfico no local, foi atingido em um dos braços, e George de Oliveira Pedro, ferido nas pernas, é acusado de ser o gerente da venda de drogas. Os dois estão internados no Hospital do Andaraí.

Todos juntos podemos mudar!


CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

O PMDB tem a maioria esmagadora de DEPUTADOS na ALERJ,  a maioria esmagadora de PREFEITURAS  em todo o estado, e maioria esmagadora de VEREADORES  nas Câmaras Municipais.
Esta concentração de poder favorece a corrupção deslavada e a desmoralização  das instituições, principalmente criando relações perniciosas entre o poder EXECUTIVO, LEGISLATIVO e JUDICIÁRIO. 

Vamos acabar com isso nas próximas eleições!


DIGA NÃO A PROPAGANDA ENGANOSA "ESTAMOS JUNTOS" e "SOMANDO FORÇAS"

PM baleado em Jacarepaguá vai ser investigado pela polícia

SITE: JONAL EXTRA

Após ter sido preso por duas vezes, acusado de homicídio qualificado, o cabo da PM Alexandre Pedro Silva Roldan, de 40 anos, será novamente investigado pela polícia. Baleado há duas semanas, em Jacarepaguá, ele levou nove tiros, mas sobreviveu. O que seria uma briga por causa de uma conta de bar, porém, pode esconder uma história envolvendo a ação de milicianos.
Alexandre ficou alguns dias no Hospital Lourenço Jorge, na Barra, até ser transferido para o Hospital Central da PM. No dia 16, agentes da 32 DPª (Taquara) foram à unidade ouvi-lo. Alegando não estar emocionalmente bem, ele preferiu não dar declarações.
No dia seguinte, para surpresa do delegado Antonio Ricardo Nunes, Alexandre apareceu na delegacia acompanhado de agentes do Serviço Reservado (P-2), do 31º BPM (Recreio), onde é lotado, e apresentando um homem como suspeito.
— Ele apresentou um comerciante, dizendo que uma desavença por causa de uma conta foi a motivação. Mas não ficamos satisfeitos com essa história. O comerciante não tem antecedentes e jurou nunca ter tido contato com o PM — explica o delegado.
A principal linha de investigação é a disputa de dois grupos de milicianos que agem na região. A PM informou que o cabo responde a um Conselho de Disciplina e que um inquérito já foi instaurado para apurar o atentado.

Sem metas, não há eficiência nem queda da criminalidade. Será?

REPRODUÇÃO DA COLUNA - BENENICE SEARA


O novo mapa da violência

* O 16º BPM (Olaria), com 108 pontos, ficou em primeiro lugar nos quesitos produtividade e cumprimento de metas no segundo semestre de 2011.
 

* É o batalhão que responde pela área em torno do ocupadíssimo Complexo do Alemão.
 

* Em segundo lugar ficou um representante do interior do estado, o 3º BPM (Três Rios).
 

* Em terceiro, o 6º BPM (Tijuca) - responsável pelo bairro em que todas as favelas têm uma UPP para chamar de sua.
 

Por outro lado...
 

* De todos os batalhões da Zona Sul, a região queridinha da cidade, só o 23º (Leblon) cumpriu as metas  sem louvor, mas bateu os resultados esperados.
 

* As unidades de Copacabana (que foi campeã em 2010!), Botafogo e Barra da Tijuca sequer fizeram o dever de casa.
 

* Todos os quartéis da Baixada Fluminense, e os batalhões-polos de Niterói, Campos e Volta Redonda, também não cumpriram as suas metas.
 

* E na Zona Oeste, só o batalhão de Santa Cruz rezou pela cartilha da Secretaria de Segurança ...
 

O prêmio
 

 *Os policiais da unidade campeã receberão R$ 9 mil; os da segunda colocada, R$ 6 mil. Os da terceira, R$ 4,5 mil. Quem ao menos bateu as metas, vai pôr R$ 3 mil no cofrinho.
 

* O restante vai ficar chupando o dedo.

sexta-feira, 23 de março de 2012

Guarda Municipal vai ocupar os postos de policiamento em Itaboraí

SITE: JORNAL O SÃO GONÇALO 

Agentes assumem DPOs desativados em todo o município. Ideia do prefeito da cidade foi aprovada pelo secretário estadual de Segurança Pública do estado, durante reunião

Os Destacamentos de Policiamento Ostensivo (DPOs) de Visconde, Pachecos e Sambaetiba, em Itaboraí, serão ocupados por guardas-municipais. A ideia do prefeito Sérgio Soares foi aprovada pelo secretário estadual de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, durante reunião nesta semana, na sede da instituição, no centro do Rio de Janeiro.

Desde fevereiro os DPOs estão fechados por falta de policiais militares. Diante da impossibilidade de aumentar o efetivo do 35º BPM neste momento, Beltrame concordou com a substituição. Acompanhado do secretário municipal de Segurança Pública e Defesa Civil, coronel Alcides Meneses, o prefeito Sérgio Soares também apresentou para Beltrame um manifesto com quatro mil assinaturas dos moradores preocupados com a falta de policiamento.
O secretário estadual tranquilizou o chefe do Executivo itaboraiense. “Já realizei um estudo sobre a segurança na região Leste Fluminense, que será apresentado ao governador Sérgio Cabral na próxima semana. No relatório, destaco a necessidade de aumento do efetivo para esta área, que nos próximos anos terá um aumento populacional expressivo devido à implantação do Comperj”, relatou Beltrame.
Novo Batalhão - Prevendo a necessidade de aumento do efetivo, o prefeito Sérgio Soares colocou à disposição um terreno localizado no bairro da Reta para a construção de um novo Batalhão de Polícia Militar.


Marco Prisco é liberado de prisão em Salvador


O ex-PM Marco Prisco, líder do movimento grevista que ocupou o prédio da Assembleia Legislativa por 10 dias, saiu do Complexo Penitenciário, no bairro de Mata Escura, na tarde desta sexta-feira (23) para responder às acusações e formação de quadrilha e destruição do patrimônio público em liberdade. Policiais militares também aguardam a liberdade em cumprimento ao alvará de soltura dos grevistas presos e, segundo informações de companheiros de Prisco, uma comissão foi formada para analisar possíveis irregularidades no processo e na prisão dos PMs. Prisco foi preso no dia 9 de fevereiro, no mesmo dia em que os policiais desocuparam a Assembleia Legislativa depois de cerca de 10 dias de ocupação.
  
Quanto aos policiais militares da Rondesp detidos em Ilhéus, não há previsão de liberdade.

Convocação

COLUNA BERENICE SEARA - JORNAL EXTRA

 Provocado por Flávio Bolsonaro (PP), Zaqueu Teixeira (PT), presidente da Comissão de Segurança da Alerj, aceitou convocar o corregedor da PM, Waldir Soares. 

Eles querem que Soares explique os critérios usados na punição de policiais.

Zaqueu disse que, se necessário, vai chamar até o comandante-geral, Erir Ribeiro Costa Filho.

quinta-feira, 22 de março de 2012

Alerj: deputados querem anistiar policiais militares e bombeiros expulsos

SITE: JORNAL DO BRASIL



Um grupo de deputados estaduais do Rio de Janeiro vai apresentar um projeto de lei para anistiar os policias militares e bombeiros expulsos após participarem do movimento reivindicatório do último mês de fevereiro.
Ao todo, já foram expulsos 12 policiais militares e 13 bombeiros.

Expulsão seria ilegal
De acordo com o deputado Paulo Ramos (PDT-RJ), autor da proposta, a expulsão dos agentes de segurança só poderia ser decidida na Justiça:
"O Regimento Interno da Polícia Militar prevê que policias só podem ser expulsos por decisão judicial, e não por atos administrativos, como ocorreu", explica o parlamentar, que também foi major da Polícia Militar.
Ainda segundo Ramos, a atitude foi uma determinação direta do governador, apenas cumprida pelas corporações:
"Os comandantes da PM e dos Bombeiros agiram sob o comando do governador Sergio Cabral. E eu me sinto na obrigação de entrar com um projeto para anistiar esse profissionais. Eu sempre me posiciono contra a exclusão dos PMs e Bombeiros que participam de movimentos reivindicatórios", acrescenta.
O também deputado Luiz Paulo (PSDB-RJ) afirma que havia solicitado uma postura diferente do governo do estado:
"Eu já tinha pedido à presidência da Câmara que levasse ao governador Sergio Cabral um apelo para perdoar esses profissionais, seria um grande gesto da parte dele. Como não tivemos nenhuma resposta, está claro que está na hora de apresentar um projeto nesse sentido", lembra.

Governista também é contra a expulsão
O presidente da Comissão de Segurança Pública da Alerj, Zaqueu Teixeira (PT-RJ), membro da base governista, é mais um a fazer coro pela anistia dos agentes de segurança.
"O regulamento da PM e dos Bombeiros tem vários tipos de punição pro que aconteceu. A gente pede ao governador que reveja essa punição e readmita os policiais e bombeiros".

POLICIAL MILITAR MORRE EM CONFRONTO COM COLEGAS DE FARDA




O cabo da Policia Militar Washington da Silva Martins morreu, no fim da manhã desta quinta-feira, no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes. O policial foi internado na unidade após ser baleado num confronto com colegas de farda, na Rua Conde Resende, em Bento Ribeiro. Washington participava de um assalto a um motorista. Um comparsa dele conseguiu fugir. O PM estava lotado no 17º BPM (Ilha do Governador) há cerca de cinco meses e estava na corporação há uns 12 anos.

COMENTÁRIO RECEBIDO
Caros Colegas, gostaria de pedir para não tratar o companheiro morto como bandido... pois não é, aquele velho safado que está se passando por vitima É PEDÓFILO e o nobre colega sendo alertado por populares abordou o SAFADO para caracterizar o crime, ocorre que nesse momento uma patrulha passava pelo local e vendo a situação atirou primeiro para depois perguntar, vindo vitimar o colega, o elemento que fugiu é PILICIA, e estava ali para aparecer... Quem conheceu o colega sabe que ele jamais faria isso... QUE DEUS O RECEBA EM PAZ, E A VERDADE IRÁ APARECER.
EM TEMPO, peço ao conceituado site antes de divulgar qualquer noticia envolvendo PMs procure saber a verdade... uma questão de responsabilidade...

CONTRA A INJUSTIÇA


Relação dos POLICIAIS MILITARES EXPULSOS

1 – CB PM RG 79.829 CARLOS ALBERTO CAMPOS DE OLIVEIRA
2 – CB PM RG 79.841 SIRLEI JOSÉ RIBEIRO
3 – CB PM RG 79.853 ALAN ALVES RICARDO
4 – CB PM RG 79.877 JULIANO GONÇALVES DE OLIVEIRA RAPOSO
5 – CB PM RG 79.927 SUEDER ALVES DOS SANTOS
6 – CB PM RG 81.210 EBERSON JUNIOR BATISTA
7 – CB PM RG 82.086 AUGUSTO FELIPE DOS SANTOS FERREIRA
8 – SD PM RG 83.024 LEANDRO AZEVEDO MAGALHÃES
9 – SD PM RG 85.066 SAMUEL GONÇALVES DE ALBUQUERQUE JUNIOR
10 – SD PM RG 84.139 MARCOS VINICIUS DA CRUZ SILVA
11 – SD PM RG 84.613 LEANDRO LESSA DA SILVA MELLO
12 – SD PM RG 86.302 DIEGO BARBOSA FERREIRA
13 – SD PM RG 86.449 ELSON GUIMARÃES ROSA FILHO
14 – SD PM RG 86.974 EDENILSON DA SILVA GONZAGA


Relação dos BOMBEIROS MILITARES EXPULSOS

1- SUB.TEN Sub.Ten BM Valdelei
2- SGT.BM Paulo Nascimento
3- SGT.BM Daniel Alves
4- SGT.BM André matos
5- SGT.BM Vieira
6- SGT.BM Wallace
7- SGT.BM Leal
8- SGT.BM Matias
9- Cb.BM Benevenuto Daciolo
10-CB.BM Balthar
11-CB.BM Salvador
12-CB.BM Noronha
13-CB.BM Andrei.

Comandante que expulsou bombeiros faz negócios com empresa do escândalo da propina

FONTE: BLOG DO GAROTINHO

Essa publicação do Diário Oficial do Estado, edição desta quarta-feira (21/03) é um escândalo, que comprova que a nota oficial divulgada por Cabral, de que mandou suspender todos os contratos com a Locanty, Toesa, Rufolo e Bella Vista é mais uma de suas mentiras. Ou será que o secretário de Defesa Civil e comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Sérgio Simões seria louco de passar por cima do governador? Logo ele que se apegou tanto ao cargo que preferiu expulsar sumariamente 13 bombeiros só para continuar secretário.

Mas é um achincalhe no dia de hoje, depois de tudo o que foi divulgado, o coronel Simões insistir num negócio com a Rufolo, sem licitação, é claro. Autorizaram mais essa despesa de R$ 483 mil para lavar e desinfetar as ambulâncias da Defesa Civil. Que vergonha coronel Simões!

quarta-feira, 21 de março de 2012

Governo do Rio oficializa o "bico" para 300 policiais militares na Supervia, e quando eles vão ter folga ?

BLOG DO RICARDO GAMA 


Muito bem, apenas uma pergunta, e quando o PM vai tirar folga, ir para a sua casa, descansar, ficar com a sua família e filhos ?
Como o FANFARRÃO do Sérgio Cabral não paga um salário descente, aliás, o pior do Brasil, o PM vai ser obrigado a trabalhar 24 horas por dia, sai do batalhão vai para o "bico oficial", sai do "bico oficial" volta para o batalhão.
Como se o trabalho do PM não fosse estressante, depois que um PM cansado, quebrado, e estressado fizer uma merda, não reclamem, ok ?
Alô Sérgio Cabral, toma vergonha na cara, PM não quer "bico" quer um salário digno para poder trabalhar, e nas sua folga descansar.

FILHO DE EIKE BATISTA, THOR BATISTA NÃO SERÁ INDICIADO

SITE: FORÇA TÁTICA


Segundo a Forbes, Eike Batista é o homem mais rico da América do Sul, além de ser muito amigo do governador

O filho do empresário Eike Batista, Thor Batista, depôs nesta quarta-feira na delegacia de Xerém, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Depois do depoimento dele e do amigo, que o acompanhava no dia do acidente que matou Wanderson Pereira dos Santos, o delegado que investiga o caso afirmou que ele não será indiciado.

O titular do 61º Distrito Policial, Mário Roberto Arruda, a polícia aguarda pelo resultado da perícia que pode mostrar a velocidade em que o filho do empresário estava.

Na saída da delegacia, Thor afirmou que está convicto de sua inocência, que lamenta muito a morte da vítima e que prestará toda a ajuda à família de Wanderson.
 
No Twitter, Thor deu a sua versão para o acidente. Ele ainda mostrou o ferimento em uma foto e relatou todo o acidente em posts numerados.

De acordo com o jovem, que dirigia um carro de luxo quando atropelou um homem no último sábado, "o forte impacto quebrou o para-brisa, provocando cortes no corpo e impossibilitando a visão". Isso, segundo Thor, o impossibilitou de prestar socorro à vítima.

Boechat: pai deve sempre defender os filhos?

No entanto, uma nova testemunha disse que o atropelamento ocorreu no acostamento, contradizendo declarações anteriores de Thor.

O caso 

O ajudante de caminhão Wanderson Pereira dos Santos, de 30 anos, não resistiu aos ferimentos ao ser atingido pelo carro de Thor.

O impacto acabou amassando a lataria do veículo, que não foi periciado. O advogado de Thor o recolheu e se comprometeu a não fazer alterações. O caso foi registrado como homicídio culposo






Soldado PM agredido mostra dentes quebrados pelo TENENTE PAIVA DA PM DE GOIÁS

SITE: PEC300.COM



Polícia de Goías é conivente com o fato. 2 anos se passaram e o IPM não foi julgado. Um absurdo! Fosse um praça, estaria na rua. O Soldado deveria entrar na justiça comum e pedir indenização a esse Tenente que não tem nenhum respeito por seus pares, um despreparado que não deveria jamais usar uma farda da PM. Ten. Paiva. Não precisamos desse tipo de oficial na Polícia Militar. Quem não respeita seus subordinados, seus pares, não respeita a população.

HOJE NA ALERJ





Representação movida pela deputada Cidinha Campos, pedindo a cassação da DEPUTADA JANIRA ROCHA

clique nas imagens para ampliar

COVARDIA - RELAÇÃO DOS POLICIAIS MILITARES EXPULSOS DA PMERJ.


RELAÇÃO DOS POLICIAIS MILITARES EXPULSOS DA PMERJ. BOL PM 053 20/03/2012 -

1 – CB PM RG 79.829 CARLOS ALBERTO CAMPOS DE OLIVEIRA, do 28º BPM;
2 – CB PM RG 79.841 SIRLEI JOSÉ RIBEIRO, do 15º BPM;
3 – CB PM RG 79.853 ALAN ALVES RICARDO, do 28º BPM;
4 – CB PM RG 79.877 JULIANO GONÇALVES DE OLIVEIRA RAPOSO, do 28º BPM;
5 – CB PM RG 79.927 SUEDER ALVES DOS SANTOS, do 28º BPM;
6 – CB PM RG 81.210 EBERSON JUNIOR BATISTA, do 39º BPM;
7 – CB PM RG 82.086 AUGUSTO FELIPE DOS SANTOS FERREIRA, do 28º BPM;
8 – SD PM RG 83.024 LEANDRO AZEVEDO MAGALHÃES, do 28º BPM;
9 – SD PM RG 85.066 SAMUEL GONÇALVES DE ALBUQUERQUE JUNIOR UPP/18º BPM
10 – SD PM RG 84.139 MARCOS VINICIUS DA CRUZ SILVA, do 28º BPM;
11 – SD PM RG 84.613 LEANDRO LESSA DA SILVA MELLO, do 28º BPM;
12 – SD PM RG 86.302 DIEGO BARBOSA FERREIRA, do 28º BPM;
13 – SD PM RG 86.449 ELSON GUIMARÃES ROSA FILHO, do 28º BPM; e,
14 – SD PM RG 86.974 EDENILSON DA SILVA GONZAGA, do 28º BPM.

terça-feira, 20 de março de 2012

Governo do Rio oficializa o "bico"para 300 policiais militares na Supervia

A partir de abril, 300 policiais militares passarão a trabalhar, no horário de folga, na SuperVia, através do Programa Estadual de Integração da Segurança (Proeis). Os PMs vão atuar em 700 turnos mensais. O policial inserido no programa pode ganhar até R$ 2.100 a mais, caso trabalhe os 12 turnos de oito horas mensais permitidos.
Convênios com o Metrô Rio, a Cedae, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), a Light e a Prefeitura de Macaé também serão implantados. Atualmente, 1.220 PMs trabalham na segurança da Prefeitura do Rio de Janeiro, e mais 494 atuam na Prefeitura de Queimados.
O policial ingresso no Proeis trabalha em seus dias de folga fora da irregularidade, com direitos garantidos e uma carga horária que não compromete o trabalho no batalhão onde é lotado. Para o gestor do Proeis, coronel Odair de Almeida Lopes Júnior, a promoção de medidas de ordem pública nos espaços urbanos é um meio eficaz de redução da criminalidade e de aumento da sensação de segurança.
"O PM de folga estará em uma atividade legal e com uma gratificação melhor do que em serviços não autorizados. A população verá um policial fardado e equipado pela corporação para atuar ali", afirmou.


Locanty faz doação para reeleição de Cabral

 Fantástico mostra como é feita fraude em licitações de saúde pública

.

Cabral e Paes tentam agora tirar o corpo fora, mas estão atolados até o pescoço  no mar de lama dos contratos superfaturados e cheios de irregulartidades nos hospitais.



JORNAL EXTRA

A Locanty financiou parte da campanha de reeleição do governador Sérgio Cabral Filho, com R$ 1,3 milhão, em 2010. A empresa é uma das quatro investigadas pela Polícia Federal no escândalo de negociação de propinas em troca de contratos com o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da UFRJ.
As informações sobre as doações eleitorais do então candidato se encontram no site Às Claras, mantido pela ONG Transparência Brasil. A assessoria do governo informa, porém, que o dinheiro foi doado ao comitê de campanhas majoritárias do PMDB. Diretor-executivo da Transparência Brasil, Cláudio Abramo, confirma que o dinheiro da Locanty usado para ajudar a reeleger Sérgio Cabral Filho.
- Todas as nossas informações são da base do Tribunal Superior Eleitoral. Os políticos têm usado muito esse argumento de as doações serem feitas diretamente a um comitê único, mas esse dinheiro foi usado pela campanha dele sim - diz Abramo.
A Locanty também ajudou a financiar as campanhas dos deputados estaduais Alcebíades Sabino (PSC) e Bebeto (PDT) com R$ 50 mil, cada. Sabino é ex-secretário estadual de Trabalho da gestão atual e ex-prefeito de Rio das Ostras. Já o tetracampeão mundial faz parte da base aliada.
Outro que também contou com doação de campanha da Locanty foi o ex-prefeito e ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) em sua campanha presidencial, em 2010.
Ontem, o governador determinou o cancelamento dos contratos com a Locanty, a Toesa Service, a Rufolo Empresa de Serviços Técnicos e Construções e a Padre da Posse Restaurante (cujo nome fantasia é Bella Vista Refeições Industriais).
Segundo o governo, a Polícia Civil não abrirá inquéritos para investigar esses contratos, mas irá apoiar os trabalhos da Polícia Federal.

BAHIA - PROTESTO CONTRA A PRISÃO DOS POLICIAIS


Familiares dos cinco policiais militares detidos em Ilhéus realizaram uma caminhada para pressionar a justiça e acelerar o julgamento dos pedidos de liberdade. Entidades sociais, sindicatos e igrejas participaram do movimento. Os policiais estão presos por participação na "greve" da categoria.

Ophir: OAB está muito preocupada com crise que envolve policiais e bombeiros

SITE: OAB.ORG.BR
Brasília, 20/03/2012 - O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Ophir Cavalcante, afirmou hoje (20) após receber uma comissão de parlamentares e representantes de policiais e bombeiros, que a crise nessas forças, em função da baixa remuneração e das más condições de trabalho, está longe de ser solucionada no País, o que só acontecerá com uma política nacional de Segurança Pública coordenada envolvendo União e Estados. "Ela (a crise)  pode voltar a eclodir a qualquer momento, pois a situação hoje, como se apresenta, é como uma tampa de plástico numa panela de pressão", alertou ele durante entrevista.

Ophir Cavalcante afirmou também que "preocupa muito à OAB" casos de ilegalidades denunciados pelos visitantes, que estariam sendo cometidos nas apurações sobre os recentes movimentos de policiais e bombeiros, como os da Bahia e Rio de Janeiro."A Ordem exige que essas apurações sejam feitas dentro do princípio da legalidade, sob pena de macularem a própria lógica do Estado democrático de Direito", cobrou o presidente nacional da OAB, destacando que há denúncias de que advogados não estão tendo acesso aos processos e de que Defensorias Públicas estão alegando falta de condições para defender os acusados - quando estão obrigadas por lei a fazê-lo se eles não têm como pagar advogado.

Participaram da reunião com Ophir Cavalcante, na Presidência do Conselho Federal da OAB, os deputados federais  do PSOL Ivan Valente (SP), Chico Alencar (RJ) e Jean Wyllys (RJ); a deputada estadual do PSOL do Rio de Janeiro, Janira Rocha; o presidente da Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados, Mendonça Prado (DEM-SE), e o sargento Walace, do Corpo de Bombeiros-RJ. Também o diretor tesoureiro do Conselho Federal da OAB, Miguel Cançado, participou do encontro.

Seguem as declarações do presidente nacional da OAB,durante entrevista, após a reunião com parlamentares:

"A Ordem dos Advogados do Brasil, após essa visita, mantém o seu estado de vigilância e de alerta a respeito dessa questão. A cries nas polícias militares em corpos de bombeiros, em função da baixa remuneração de seus integrantes, não está resolvida ou solucionada no Brasil. Ela pode voltar a eclodir, a qualquer momento, pois a situação hoje, como se apresenta, é como uma tampa de plástico numa panela de pressão. Esse sentimento de descontentamento pelas condições de trabalho e condições remuneratórias pode levar a outras  crises, em diversos estados da Federação. É necessário que os governos comecem a pensar nessa questão de uma forma maior e não de uma forma superficial como pensada hoje. A cada crise, busca-se solucioná-la com paliativos ou mesmo com a criminalização dos movimentos sociais daqueles que defendem melhores condições de trabalho e de remuneração dos policiais e bombeiros do País. Portanto, é necessário que a União e os Estados se unam em torno de uma solução que passa, certamente, por uma coordenação nacional dessa situação e por uma solução que envolva a Segurança Pública como uma política de Estado em todo o País - e nisto está incluída a questão remuneratória.

Preocupa muito também à OAB as ilegalidades que vem sendo cometidas nas apurações sobre envolvimento de militares e bombeiros nesses movimentos. Tivemos noticiais  de que os advogados, em muitos Estados, não estão tendo acesso aos autos para poder defender seus clientes, além de outros obstáculos. A Defensoria Pública do Rio de Janeiro, por exemplo, declarou que não tem condições de defender os policiais militares, quando é obrigação do Estado proceder à defesa de quem não tem condições de pagar advogado. Preocupa à OAB todas essas denúncias referindo a casos que não observam o devido processo legal. Até para os militares, há uma legislação. Em que pese haver uma legislação específica para os militares muito mais dura do aquela em relação aos civis, mas o fato é que há todo um procedimento que tem que ser obedecido. Mas a denúncias que nos chegam é de que tais procedimentos não estão sendo observados. Por isso, a Ordem exige que essas apurações sejam feitas dentro do princípio da legalidade, sob pena de macularem sob pena de macularem a própria lógica do Estado democrático de Direito".

PARABÉNS AOS HERÓIS QUE PUSERAM TUDO EM RISCO EM PROL DE MUITOS E QUE FORAM TRAÍDOS POR TANTOS

Silvia G Lima
Uma triste visão dos acontecimentos

Estou acompanhando os acontecimentos e fico muito chateada com o rumo que as coisas tomaram. Parece que estamos vivendo (nossos militares estaduais) em outra época. Estava comparando e vi que, tirando a sentença de morte na fogueira, estamos vivendo uma verdadeira caça as bruxas, ou melhor, voltando ao tempo da temida inquisição, tempo em que não se podia falar nada. Antes do Iluminismo se proliferar pelo mundo vindo a provocar quedas de reinados poderosos como o da França a igreja mandava e desmandava fazendo alianças com a nobreza, hoje comparo a igreja ao governo e a nobreza ao alto comando de nossas forças militares estaduais. Quem se rebela contra a verdade deles é punido severamente e em alguns casos perde o que o militar estadual tem de mais precioso depois de sua família e de sua vida, seu emprego. Arrastam heróis para uma morte lenta, uma morte da pouca dignidade que ainda tinham, a morte pela vergonha de não poder mais sustentar a sua família, a morte pela vergonha por ter sido preso em uma unidade prisional feita para condenados pelos piores crimes contra a sociedade e sem direito nenhum! Será que quem comanda esses heróis consegue dormir a noite? Será que quem colocou homens de bem na “masmorra” e na rua tem alguma espécie de consolo para sua consciência? Algo como: “Estou cumprindo minha obrigação”. Assim como o piloto que jogou a bomba atômica no Japão? Só que lá, eles nem eram da mesma nacionalidade e pior, nem estavam do mesmo lado! Vergonhoso! Chega a ser nojento ver como homens se vendem e sem ideal nenhum apunhalam seus comandados em troca de condição e mordomias, maldita seja a política! Maldito seja o dinheiro que faz com que homens matem homens, pais matem filhos e filhos matem pais. Faz com que a honra, a dignidade e a camaradagem sejam colocadas de lado para dar lugar a ganância, a covardia e a submissão a qualquer poder que pague bem. Se eu fosse militar não chamaria homens como esses de comandantes, muito menos de líderes, a expressão mais apropriada a eles, na minha opinião, seria MERCENÁRIOS.
PARABÉNS AOS HERÓIS QUE PUSERAM TUDO EM RISCO EM PROL DE MUITOS E QUE FORAM TRAÍDOS POR TANTOS. Saibam que aqui em minha casa e em toda a minha família e amigos, se envergarem pelo caminho da política nossos votos são seus e faremos campanha em redes sociais e com certeza, se não conseguiram vencer dentro dessa ditadura que é o militarismo estadual, haverão de vencer de outro jeito!
QUE DEUS ABENÇOE A TODOS OS NOSSOS HERÓIS!!!

.

CONTRA A INJUSTIÇA EM DEFESA DOS POLICIAIS MILITARES

Os líderes da greve dos policiais militares do Rio de Janeiro receberam nesta semana a informação de que serão expulsos da corporação. Dos 17 PMs que ficaram presos administrativamente em Bangu 1, cinco foram considerados culpados. São eles os cabos João Carlos Soares Gurgel, Alonsimar de Oliveira Pessanha, Wagner Jardim Hamude, Nilton Alves Neto e Vivian Sanchez Gonçalves.

VAMOS COLABORAR, NOSSOS HERÓIS MERECEM!



BRADESCO - AG. 6746-6 - CC. 0550019-2

ITAU -  AG. 4550 - Conta poupança 05525-7/500

 Ambas contas  em nome de Ademar Balthar( cabo Balthar ) UM DOS 13 QUE FORAM EXPULSOS DA CORPORAÇÃO.

Polícia Militar do Rio decide expulsar líderes grevistas da corporação

SITE: JORNAL DO BRASIL 

Os líderes da greve dos policiais militares do Rio de Janeiro receberam nesta semana a informação de que serão expulsos da corporação. Dos 17 PMs que ficaram presos administrativamente em Bangu 1, cinco foram considerados culpados. São eles os cabos João Carlos Soares Gurgel, Alonsimar de Oliveira Pessanha, Wagner Jardim Hamude, Nilton Alves Neto e Vivian Sanchez Gonçalves.
A decisão do Comando-Geral ainda não foi publicada no Diário Oficial, mas já é dada como certa pelos policiais.
Apontado como o líder dos policiais grevistas, o Cabo Gurgel recebeu a notícia durante sua cerimônia de colação de grau e lamentou a decisão da corporação.
"No mundo real, sou um motivo de orgulho para meus familiares e professores. No mundo fantástico, que só existe na cabeça de alguns, sou uma pessoa incompatível", disse Gurgel, abalado com a expulsão.
Déjà vu
A decisão de Polícia Militar de expulsar os policiais envolvidos com o movimento grevista é similar à do Corpo de Bombeiros, que expulsou o cabo Benevenuto Daciolo e outros 12 pelo envolvimento com a greve. No mês passado, agentes das duas corporações se uniram para uma greve  que acabou com a prisão dos líderes do movimento em Bangu 1.

domingo, 18 de março de 2012

Inversão de valores

E-MAIL RECEBIDO
Todos devem lembrar o Cel. bombeiro Perinei, pego com duas adolescentes num hotel. Passou ao vivo na Record. Pois esse mesmo irá para a RESERVA REMUNERADA. Enquanto os bombeiros que lutaram por melhores salários e condições de trabalhos foram expulsos. Esse coronel é um PEDÓFILO e vai para casa ganhando seu salário (que é pago com o meu dinheirinho suado, e o de todos os brasileiros que pagam os altos impostos cobrados pelo governo), e ainda é possível que ele não seja punido pela justiça, por PEDOFILIA. Perguntem ao Conselho que julgou os militares expulsos, e também ao Cel. Simões, por que eles não expulsaram esse pedófilo, Cel. Perinei, que feriu a honra da corporação?

Quer dizer que comer criancinha pode.  Mas pedir dignidade,  é desvio de conduta e transgressão disciplinar Grave???




CORONEL SIMÕES EXPULSA 13 BOMBEIROS, MAS ABSOLVE CORONEL PEDOFILO PEGO EM FLAGRANTE COM MENOR EM MOTEL. ELE VAI PARA A RESERVA - BOLETIM 13/03

C. NOTA DGP/5 149/2012 Face a comunicação feita através da Parte DGP/5 075/2012, onde informa que o Cel BM QOC/79 ADILSON DE OLIVEIRA PERINEI, RG 0005520, da DGP/OE incidirá no dia 21 de abril de 2012, no art. 99 Inciso II nº 2, do da Lei 880, de 25 de Julho de 1985, do Estatuto dos Bombeiros Militares, seja o referido Oficial submetido à Inspeção de Saúde: Em consequência: 1. O Comandante do militar, apresente o mesmo, no prazo máximo de 03 (três) dias, a contar da presente data, por meio de ofício a JOS/DGS, a fim de que seja submetido à Inspeção de Saúde, BEM COMO, REMETER PARA DGP/5, CÓPIA DO OFÍCIO DE APRESENTAÇÃO QUE ENCAMINHOU O REFERIDO MILITAR A JOS, COM A CONFIRMAÇÃO DO COMPARECIMENTO DO MESMO; 2. O Presidente da JOS/DGS encaminhe para a DGP, a Ata de Inspeção de Saúde, no prazo máximo de 30 (trinta) dias, a contar da data de apresentação do Militar à JOS/DGS para a referida Inspeção, de acordo com Nota DGP/5-388/08, publicada no Boletim da SUBSEDEC nº 194, de 16 de outubro de 2008; 3. No impedimento de serem cumpridos os prazos acima, o Presidente da JOS/DGS, deverá encaminhar, à DGP, o relatório de saúde do aludido Militar. 4. A recusa do militar a se submeter à Inspeção de Saúde, implicará na presunção de plena aptidão física e mental do militar, conforme o disposto no Art. 2º do Decreto nº 40.968, de 05 de outubro de 2007. 5. A SAd da OBM do referido Militar, remeta a esta DGP/5, com a máxima brevidade para dar prosseguimento no processo de passagem para a Inatividade do mesmo, os seguintes documentos: Ficha de Informação, Formulário do Rioprevidência e Declaração de não Acumulação de Cargos para o Tribunal de Contas. 6. A SCP providencie a Carta Patente da Militar em questão, e remeta à DGP.

Vamos mandar os Oficiais corruptos para Bangu 1



sábado, 17 de março de 2012

ELES NÃO FAZEM PARTE DA BANDA PODRE DA PMERJ

O grupo  de POLICIAIS MILITARES envolvidos no movimento  "grevista" QUE FORAM PRESOS E ENCARCERADOS EM BANGU 1 perderam no CD.
São eles: Cabo Gurgel, Cabo Alonsimar, Cabo Vivian (ficou no BEP), Cabo Wagner  Hamude e  Cabo Neto.
Está nas mãos do COMANDANTE GERAL decidir o destino dos policiais que SIMPLESMENTE LUTAVAM POR DIGNIDADE.

Foram absolvidos das acusações Sargento Aquino, Cabo Pablo Rafael e o Soldado Wagner Luís.

E 4 oficiais  foram submetidos ao Conselho de Justificação (CJ)

Imagens mostram tenente agredindo soldado da Polícia Militar em Goiás

O soldado Weverton Carvalho é policial há quase 20 anos e não se conforma por ter sido agredido por um colega de trabalho. Após dois anos, ele conseguiu as imagens que comprovam que ele foi agredido por um tenente da PM de Goiás, Pedro Henrique Paiva.

sexta-feira, 16 de março de 2012

O PAGAMENTO DO AUXÍLIO TRANSPORTE FOI ADIADO PARA DIA 23

clique na imagem para ler a reportagem

GREVE DA BAHIA - PMs fazem greve de fome para pressionar Justiça a julgar pedidos de habeas corpus

SITE: ÚLTIMO SEGUNDO

Cinco soldados da Polícia Militar presos no 2º Batalhão de Ilhéus, no litoral sul da Bahia, acusados de participar da greve da corporação no Estado, entraram em greve de fome na manhã de quarta-feira (14) para pressionar a Justiça a julgar os pedidos de habeas corpus feitos pelo advogado que os representa. De acordo com ele, o prazo de prisão preventiva dos policiais, que seria de 30 dias, venceu na última terça-feira. Segundo o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), porém, não existe um prazo determinado para cumprimento de prisão preventiva.

A DEPUTADA JANIRA ROCHA CONVIDA PARA DEBATE


quinta-feira, 15 de março de 2012

DE QUE LADO VOCÊ ESTÁ?

Está na hora do CIDADÃO, do POVO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO decidir de que lado está. Temos que defender os heróis que hoje se encontram perseguidos e injustiçados por um governo DITADOR, que persegue os defensores da sociedade!