quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

SP: advogados de escrivã pedem indenização

JORNAL DA BAND
Os advogados de uma escrivã que foi submetida a constrangimentos dentro de uma delegacia de polícia em 2011 pedem uma indenização milionária para o Estado, em São Paulo. O caso aconteceu em uma delegacia na zona sul de São Paulo.

Na ocasião, um grupo de policiais, entre eles dois delegados, aparecem despindo uma escrivã que era acusada por eles de corrupção. O caso foi filmado pelo própria Corregedoria da Polícia Civil de São Paulo. As imagens foram mostradas em primeira mão pela Band em fevereiro do mesmo ano.

Diversas autoridades prometeram apuração rigorosa depois que o caso veio à tona. Entretanto, até hoje ninguém foi punido. Em maio do ano passado, a Corregedoria e o Conselho da Polícia Civil votaram pela expulsão do delegado que teria participado da ação e a suspensão dos demais envolvidos.

A punição na verdade, foi transformada em suspensão temporária. E a escrivã, mesmo sem ser condenada, foi expulsa da polícia.

Segundo um advogado da escrivã, para não pagar a indenização uma procuradora do estado usou um argumento de defesa que chama a atenção. Ela alegou que, apesar de ela ter sido despida na frente de homens e essas imagens terem sido divulgadas na internet, o caso não causou dano nenhum à escrivã.

Procurados, o governo do Estado de São Paulo e a Secretaria de Segurança Pública não quiseram dar explicações.

  • As cenas são de junho de 2009. Escrivã algemada e revistada por policiais masculinos, em uma delegacia na zona sul de São Paulo. 

12 comentários:

  1. ja tinha visto foi constrangedor.

    ResponderExcluir
  2. Policiais Militares precisam ser valorizados e ter condições de parar de fazer bicos nos horários de folga.

    VERGONHA: PM do Rio tem SOLDO inferior ao SALÁRIO MÍNIMO vigente!

    Sou totalmente contra Policial Militar fazer "bico" (oficial ou não)! A folga é necessária para o DESCANSO físico e mental de qualquer profissional. O valor pago no RAS e no PROEIS é muito baixo, por se tratar de HORA EXTRA, que vale muito mais do que a hora normal! Eu considero isso um DESRESPEITO à tropa. Um Estado que sediará a Copa do Mundo e as Olimpíadas não pode pagar tão mal a sua Polícia Militar. Nenhum PM deveria ganhar menos de R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais) mensais e a PMERJ deveria exigir o Nível Superior Completo nos Concursos para Soldado e Bacharelado em Direito nos Concursos para o Curso de Formação de Oficiais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao se sujeitarem à essa promoção ilegal de 3º SGT para 2º SGT, todos se tornaram jurunas. E pior ainda, foram promovidos de forma ilegal, diferente do resto da tropa, que foi promovido baseado num decreto totalmente legal. Por isso, não existe mais SGTs de curso da turma de 2006, pois todos, ao concordarem com essa promoção ilegal, se transformaram em jurunas. HOJE TODOS OS SGTs DO CONCURSO DE 2006 SÃO JURUNAS.

      Excluir
  3. eu vi o video, senti tesão ...

    ResponderExcluir
  4. Estou procurando saber como ficou o caso da ex-escrivã, ex-esposa, ex-mulher-livre, ainda que corrupta (o que não a tira o direito de ser mulher, e digo isso desde os vídeos chocantes da época), mas não encontro o desfecho de como isso terminou. Expulsaram os delegados, inclusive o que era o superior dela? Só expulsaram? Não os prenderam por tortura, violência contra a mulher, abuso de poder, constrangimento, atentado violento ao pudor, machismo, bullying, assédio moral, nem por ação de má-fé? Alguém pode responder e atualizar essa notícia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro UMAVEZILDO, bastante pertinente esta sua pergunta. Pois, saiba meu caro, que o caso etá sem resposta até hoje (12/03/2014). Estranhamente não se houve falar mais nada sobre o asunto, Toda a mídia, inclusive aquela que divulgou a matéria com exclusividade (BAND) está calada. O que será que aconteceu com a moça e principalmente com os trogloditas (DELEGADOS DE MEIA TIJÉLA) protagonistas dessa história ???? As últimas notícias que consegui ver sobre o caso, datam ainda do ano de 2012, e elas informam que os delegados da Corregedoria foram todos poupados, com excessão do tal do EDUARDO "BOMBADINHO", aquele que estuprou literalmente a pobre servidora do estado em plena sua repartição de trabalho, pois, a Corregedoria pediu sua expulsão para o conselho da Polícia Civil. Já os demais, apenas foram suspensos, sendo que o tal DIVISIONÁRIO, o chefe deles, Delegado EMÍLIO ANTONIO PASCHOAL que fora acusado pelo próprio Delegado "BOMBADINHO" de ter mandado seus subordinados executarem o "SERVIÇO" e que se fosse necessário para deixarem a moça pelada para fazeram o tal "FLAGRANTE FORJADO", sequer pegou suspensão, pois, foi ABSOLVIDO pelo Conselho da Polícia Civil.

      Já, a moça, sequer fora marcado seu julgamento pelo TJSP, porém, tenho noticias que o advogado dela ganhou uma Ação Civil que movia contra o estado por Danos Morais, porem a ação criminal que ela responde ninguem tem noticias.

      Excluir
    2. Esses lixos aprontaram tudo isso porque entendiam que a escruvã era uma concorrente no que se refere a recebimento propinas.so quiseram eliminar a concorrência.Me dá nôjo esse pais.

      Excluir
    3. Esses lixos marginais so aprontaram isso imaginando que estariam eliminando uma concorrente no que se refere a recebimento de propina, Não buscaram atender o interesse da sociedade não! Apenas benefício próprio, porcos covardes!!!

      Excluir
  5. O estado está falido!! Ja se passaram mais de 2 anos e até agora não fizeram justiça com a ecrivã que foi humilhada e teve praticamente sua vida destruída... se eu fosse ela iria embora do Brasil...pais da injustiça...terra de ninguém...

    ResponderExcluir
  6. todos que participaram dessa tortura , tem que ser expulsos da corporação, e depois presos, idenizar, a moça, e voltar o emprego dela, porque alem, de ser mulher, tinha que ser despida por policiais, tambem mulheres, muita arbitrariedade desse policiais, e merecem uma punição exemplar, como fica a vida dela, agora o que vai falar para seu marido e filhos, corrrupção tem sua , investigação, cada sexo, no seu lugar, completamente errados todos, ok

    ResponderExcluir
  7. Esse Delegado Eduardo Henrique de Carvalho Filho, encontrava-se em ESTÁGIO PROBATÓRIO e não entendo pq não foi para o olho da rua esse marginal criminoso!!! ESTUPRADOR!!! Lugar de bandido é na cadeia e não prestando serviços públicos! Falta de respeito! pq não vai estuprar sua mãe seu vagabundo!!

    ResponderExcluir