quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Usuários de crack atacam viatura da Guarda Municipal

 Dependentes químicos usaram pedras e quebraram o vidro do veículo

Durante uma operação da Secretaria de Assistência Social na avenida Brasil, usuários de crack atacaram uma viatura da Guarda Municipal. A ação ocorreu durante a madrugada, na entrada do Parque União, em Bonsucesso, na zona norte do Rio, e durou cerca de duas horas.

Pelo menos 40 dependentes destruíram o vidro do carro, mas ninguém ficou ferido. Barracas de vendedores ambulantes foram destruídas e mercadorias foram apreendidas.

Segundo a secretaria, 66 adultos e 2 menores de idade foram levados para abrigos da prefeitura.

11 comentários:

  1. Urge termos Policiais Militares bem pagos, com uma carreira que premie os mais capacitados. É necessário, portanto, que haja apenas um forma de ingresso na Corporação e que só subam na carreira aqueles profissionais que se submetam a concursos internos, todos em níveis de igualdade (dentro de seus respectivos graus hierárquicos), exigência essa indispensável para a qualificação de todos os Policiais Militares, que deverão ser aprovados em exames internos, obrigando assim o PM a se reciclar constantemente, resultando para a sociedade profissionais de segurança pública muito mais instruídos e preparados para o exercício de sua função pública. A sociedade quer uma Polícia Militar preparada, equipada e motivada.

    Pelo menos 3 (três) Concursos Internos as Praças precisam prestar durante a carreira policial militar (CFC, CFS e CAS):

    * o soldado, com 6 (seis) anos de efetivo serviço, deveria fazer PROVA para o CFC (para poder ir a cabo);

    * o cabo, com 12 (doze) anos de efetivo serviço, deveria fazer PROVA para o CFS (para poder ir a 3º sargento);

    * o 2º sargento, com 20 (vinte) anos de efetivo serviço, deveria fazer PROVA para o CAS (para poder ir a 1º sargento).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Promoção de Praças por Tempo de Serviço deveria acabar na PMERJ, pois foi algo “jogado” na corporação de forma eleitoreira, com fins das cabalar votos... Este Decreto que proliferou uma onda de promoções na PM de forma não muito regulamentar, pois não é efetiva através de concursos ou cursos regulares de formação... O que gerou? Uma grande insatisfação por parte da tropa que estudou, prestou concursos internos para subir em sua carreira, mas as promoções através do critério do Tempo de Serviço acarretaram quebra da precedência hierárquica, abalando um dos pilares institucionais vigentes na PMERJ: A HIERARQUIA.

      Excluir
    2. Para ser JUSTA, a Promoção de Praças por Tempo de Serviço deveria considerar o TEMPO NA GRADUAÇÃO, pois assim a mesma beneficiaria também os PMs promovidos por bravura ou por concursos internos para o CFC e o CFS. Quando a PMERJ passar a valorizar o intelecto, vamos mudar a imagem da corporação, que não está acompanhando a evolução dos tempos. Temos que valorizar a graduação de Sargento PM. Se não beneficiarmos os bons PMs, a tropa ficará nivelada por baixo. Por uma Polícia Militar melhor, o Comandante-Geral da PMERJ deveria atentar para a necessidade dos CONCURSOS INTERNOS para as promoções às graduações de Cabo e de Terceiro-Sargento (CCFC e CCFS).

      Excluir
    3. A PROMOÇÃO DE PRAÇAS POR TEMPO DE SERVIÇO TEM QUE ACABAR, POIS SÓ SERVE PARA PREMIAR CORRUPTOS!

      Se o tempo de serviço fosse importante, ninguém ingressaria como Oficial PM. A PMERJ não pode promover automaticamente o soldado a sargento, sem fazer concurso e seleção dos mais aptos para esse importantíssimo cargo de supervisão do policiamento. É preciso reintroduzir a exigência de seleção para formar sargentos! Os profissionais não se improvisam e o Comando cabe ao mais digno e competente.

      AS PROMOÇÕES DE PRAÇAS POR TEMPO DE SERVIÇO DESMOTIVAM OS POLICIAIS MILITARES PARA O ESTUDO, QUE É FUNDAMENTAL! O POLICIAL MILITAR DO RIO DE JANEIRO ESTÁ ACOMODADO.

      Excluir
    4. Os ditos "SGTs de Curso", ao se sujeitarem à essa promoção ilegal de 3º SGT para 2º SGT, todos se tornaram jurunas. E pior ainda, foram promovidos de forma ilegal, diferente do resto da tropa, que foi promovido baseado num decreto totalmente legal. Por isso, não existe mais SGTs de curso da turma de 2006, pois todos, ao concordarem com essa promoção ilegal, se transformaram em jurunas. HOJE TODOS OS SGTs DO CONCURSO DE 2006 SÃO JURUNAS.

      Excluir
    5. Os Sargentos "de Curso" (verdadeiros Sargentos de Polícia) foram promovidos de 3º SGT para 2º SGT em decorrência de Quadro de Acesso (QAA), é a chamada promoção por "merecimento". A diferença é que eles CONQUISTARAM suas divisas, enquanto o resto da tropa esperou o tempo passar. O Decreto pode até ser legal, mas é imoral e prejudica a hierarquia da Corporação. Por isso, TODOS OS SGTs DO CONCURSO DE 2006 PODEM OSTENTAR SUAS DIVISAS DE CABEÇA ERGUIDA, SABENDO QUE FORAM CONQUISTADAS COM MÉRITO, não caíram do céu como a dos jurunas acomodados!

      Excluir
  2. A PROMOÇÃO DE PRAÇAS POR TEMPO DE SERVIÇO É UM "ERRO INSTITUCIONAL", POIS COLOCA TODOS OS POLICIAIS MILITARES NO MESMO NÍVEL, OU SEJA, NIVELADOS POR BAIXO. O ENSINO SUPERIOR (3º GRAU) TEM QUE SER VALORIZADO NA POLÍCIA MILITAR, COMO É EM OUTRAS CORPORAÇÕES.

    "A farda é leve para quem a veste por vocação, mas é fardo insuportável para aquele que não compreendeu a missão para a qual prestou juramento!"

    O Policial Militar é o primeiro defensor da cidadania, o operador do direito mais importante! É ele quem faz a triagem do fato e leva ao conhecimento de outras autoridades.

    POR QUE NÃO TORNAR A POLÍCIA MILITAR UMA CARREIRA DE NÍVEL SUPERIOR? Concurso para Oficial da Polícia Militar deveria exigir Bacharelado em Direito e cobrar Direito Penal, Processo Penal, Direito Civil, Medicina Legal, Direito Administrativo e Direito Constitucional.

    * Diploma de Ensino Superior (3º Grau) em qualquer área para ingresso no Curso de Formação de Soldados da PM.

    * Diploma de Bacharelado em Direito para ingresso no Curso de Formação de Oficiais da PM.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TODOS OS SARGENTOS CONCURSADOS DA PMERJ (CFS 2005 e CFS 2006) FORAM PROMOVIDOS EM DECORRÊNCIA DE QUADRO DE ACESSO, A CONTAR DE 13 DE MAIO DE 2012. NÃO EXISTE PROMOÇÃO POR TEMPO DE SERVIÇO NO ANIVERSÁRIO DA CORPORAÇÃO!

      Excluir
    2. Corretíssimo! Os 2º Sargentos de curso não foram promovidos de 3º a 2º em ressarcimento de preterição e nem por tempo de serviço, foram promovidos por merecimento (QAA)!

      Excluir
    3. Os ditos "SGTs de Curso", ao se sujeitarem à essa promoção ilegal de 3º SGT para 2º SGT, todos se tornaram jurunas. E pior ainda, foram promovidos de forma ilegal, diferente do resto da tropa, que foi promovido baseado num decreto totalmente legal. Por isso, não existe mais SGTs de curso da turma de 2006, pois todos, ao concordarem com essa promoção ilegal, se transformaram em jurunas. HOJE TODOS OS SGTs DO CONCURSO DE 2006 SÃO JURUNAS.

      Excluir
    4. Os Sargentos "de Curso" (verdadeiros Sargentos de Polícia) foram promovidos de 3º SGT para 2º SGT em decorrência de Quadro de Acesso (QAA), é a chamada promoção por "merecimento". A diferença é que eles CONQUISTARAM suas divisas, enquanto o resto da tropa esperou o tempo passar. O Decreto pode até ser legal, mas é imoral e prejudica a hierarquia da Corporação. Por isso, TODOS OS SGTs DO CONCURSO DE 2006 PODEM OSTENTAR SUAS DIVISAS DE CABEÇA ERGUIDA, SABENDO QUE FORAM CONQUISTADAS COM MÉRITO, não caíram do céu como a dos jurunas acomodados!

      Excluir