sábado, 23 de fevereiro de 2013

Prisão de Policiais e Bombeiros durante manifestação por melhores salários e condições de trabalho

Mais de um ano após a mobilização de Policiais e Bombeiros Militares do Rio de Janeiro reivindicando melhores condições de trabalho, e que resultou na punição e detenção de dezenas deles, o assunto voltou à pauta esta semana, quando o deputado estadual Geraldo Pudim, após encaminhar requerimento solicitando informações às secretarias de Segurança Pública, Defesa Civil e Administração Penitenciária sobre o motivo de militares terem sido levados para o presídio de segurança máxima Bangu-1 e não para unidades prisionais especiais de suas corporações e utilizou o parlamento da Assembleia legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), para expor tais reivindicações.
De acordo com Pudim, apesar de terem a prisão preventiva decretada os militares não estão submetidos à legislação penal comum.
“Em casos como estes o militar tem que ser recolhido para Batalhão Especial Prisional ou para Grupamento Especial Prisional (GEP) no caso do Bombeiros. É um absurdo a prisão destes bombeiros e policias militares em Bangu-1 em regime análogo a de bandidos de alta periculosidades. Cabe ressaltar que a ordem para confinar estes trabalhadores em tal penitenciária não partiu da Juíza Auditora que emitiu os mandados de prisão. A praxe que se conduza militares para prisões militares. Eu quero saber de quem partiu a ordem para leva-los para Bangu-1.”, cobrou o parlamentar.

  CABO ALOSIMAR
Vereador eleito em Campos e único oriundo do movimento, dentre os 54 policiais militares eleitos no Estado, Alonsimar Pessanha, o Cabo Alonsimar, foi um dos que estiveram nas carceragens do presídio de segurança máxima. Ele teve o mandado de prisão expedido no dia 10 de fevereiro, primeiro dia do movimento e chegou a ficar foragido por três dias, quando se apresentou no 8º Batalhão de Polícia Militar de Campos (BPM).  
Em entrevista ao Site Ururau, Alonsimar que devido ao cargo eletivo agora se encontra na reserva, em processo de reforma, revelou que policiais militares ficaram presos em Bangu I, 18 foram expulsos e destes 15 conseguiram retornar por ordem judicial. Atualmente, mais de 200 policiais ainda respondem ao conselho administrativo da policia militar.
“Fiquei preso numa cela de três metros quadrados, num presídio de segurança máxima onde estão os criminosos mais perigosos. Depois que saí, fui transferido para vários batalhões diferentes. Me tiraram do patrulhamento nas ruas para fazer serviços administrativos, limpeza e cozinha”, revelou o vereador que pontuou também alguns pontos positivos do movimento, como o aumento que estava previsto para ser dado em várias parcelas e foi concedido em duas vezes.

11 comentários:

  1. Alguém tem que cobrar a ida deles para bangu 1, eo monte de CDS sem fundamento que ainda massacram os pms.

    ResponderExcluir
  2. QUEM MANDOU FOI O COMANDANTE GERAL!

    ResponderExcluir
  3. Bom dia solicito a presença de policiais militares no movimentos do sós bombeiros no dia 26/02/2013 as 13:30 na alerj,precisamos de vcs obrigado a todos.

    ResponderExcluir
  4. eles não queriam melhores salários e sim sair candidatos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao anonimo das 18:52 de 23 de fevereiro. Larga de ser idiota, eles lutam e poe a cara, seu MERDA!

      Excluir
  5. é por calsa de pensamentos assim q a pm ta dessa maneira, aposto q esse anonimo nunca tirou o cu da cadeira para fazer algo pela tropa........

    ResponderExcluir
  6. Pra você ignorante ,que simplesmente ignora os fatos te digo: LULA PRESIDENTE, DILMA TAMBÉM E, tantos outros políticos nasceram, ou seja, surgiram de movimentos grevistas e até mesmo reacionários . Aumento de 24%, queda de intertício, ajuda de transporte, tudos isso beneficiou até oficiais subalternos. A CARA DO ALONSIMAR está ai pra todo mundo bater, E A SUA ONDE ESTÁ? provavelmente esteja atras de alguma mesa de expediente cheirando poeira nessas salas mal varridas de qualquer batalhão, ou quem sabe jogando paciência num PC doado pelo comércio esperando qualquer trocadinho de um verdadeiro policial que venha lhe pedir um favor. MAIS UM DETALHE: a escalha 24x72 está vigorando no 8 e no 32 BPM, CAMPOS e MACAÉ respectivamente, onde até o expediente está com relaxamento de horário durante a semana.

    ResponderExcluir
  7. Eu queria saber por que esses coronéis, que são um câncer para a PM, não abriram mãodo aumento. Eles deveriam recusar, ja que
    Nenhum deles foi a favor, agora depois disso tudo que aconteceu com barios colegas, eles sãoos maiores beneficiados, e ainda tem vtr a disposição pra levar, buscar, e não gatam nadinha com combustivel. Cancer malditos, so querem sugar. Se essas porras fossem so ate capitão, tava de bom tamanho, depois que sao major, nao fazem mais porra nenhuma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. REALMENTE. ELES SAÍRAM CANDIDATOS, AGORA DE UMA OLHADA NO SOS BOMBEIROS, E VEJA O QUE MARCIO GARCIA ESTA CONSEGUINDO, EM PROL DE NOSSOS FILHOS E PARA AQUELES QUE QUEREM ESTUDAR. AGORA VÊ SE PROCURA ESTUDAR, PARA SABER O VALOR DE UM POLÍTICO HONESTO E DIGNO PARA NÓS. QUEM SABE VOCÊ SE ELEGE, AO INVÉS DE FICAR COM INVEJA. EU ACHO QUE QUEM ESCREVEU ISTO, DEVE SER OFICIAL. E MAIS CERTO SUPERIOR. PENSE NOS SEUS COLEGAS QUE FORAM EXCLUÍDOS, PMS E BMS. E QUE DEUS TE ILUMINE. E DIA 26 DE UM PULO NA ALERJ.
      JUNTOS SOMOS FORTES!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

      Excluir
  8. Isso tem que dar merda para alguem, que seja para os Cmt´s Gerais de ambas e que fique de exemplo para os próximos que obedecer os caprixos de governador corrupto da merda...

    ResponderExcluir
  9. DESCULPEM IRMÃOS, EU FALEI DO MARCIO GARCIA, E ESQUECI DO CABO ALONSIMAR DE CAMPOS. IGUAIS A ELES TEM VÁRIOS. E VIRAM MAIS AINDA EM 2014. E SÓ COLOCAREMOS PESSOAS DE CARÁTER, E VAMOS COBRAR.
    JUNTOS SOMOS FORTES!!!!!!!!!!!!!!!!!1

    ResponderExcluir