domingo, 14 de abril de 2013

BAHIA - Polícia Militar decide não entrar em greve, mas faz exigências ao governo

PM marcou nova assembleia para dia 9 de maio

Em assembleia realizada no Ginásio dos Bancários, no bairro Dois de Julho,  nesta quinta-feira (11), a Polícia Militar decidiu não entrar em greve. Por outro lado, de acordo com a assessoria do soldado Marco Prisco, coordenador da Associação dos Policiais e Bombeiros do Estado da Bahia (Aspra-BA), a categoria exigiu que o governo do estado crie uma comissão para discutir reivindicações dos policiais militares em até 30 dias.
O soldado Prisco já havia se reunido com o governador Jaques Wagner na última terça-feira (9), quando acertou a criação da comissão para estudar as exigências da Polícia Militar e dar um posicionamento sobre elas em até 180 dias, mas não foi definido quando essa comissão começaria a trabalhar.
O acordo com o governador foi levado para discussão na assembleia, que durou cerca de duas horas, entre 15h30 e 17h30. Em votação, os cerca de 2.500 policiais militares presentes votaram pelo funcionamento dessa comissão em até 30 dias. Uma nova assembleia da categoria já está marcada para o dia 9 de maio, perto do final do prazo estipulado pela PM.
Entre as principais exigências dos policiais militares estão o reajuste salarial de 2013, a implementação de plano de carreiras, a implantação de um novo código de ética e a anistia de 100 policiais militares que participaram da greve do ano passado.
Ainda segundo a assessoria de Marco Prisco, estavam presentes policiais de todo o estado e a expectativa para a próxima assembleia é que 5.000 policiais compareçam ao Ginásio dos Bancários.

4 comentários:

  1. policia unida jamais será vencida temos que nos lembrar que os ativos de hoje serão os inativos de amanhã portanto se ligem com as esmolas hoje oferecidas não farão parte do contra cheque do amanhã a composição salarial tem que ser feita para todos eu disse TODOS ativos , inativos e pensionistas.

    ResponderExcluir
  2. PMERJ não sabe de nada porque ninguem divulga( globo, record, band,extra ,o dia, etc, etc...), mas, é até melhor, porque nós não temos coragem para nada, e ainda tem um bando de puxa-sacos que falam que está bom. estamos trabalhando no ras, no proeis, na nossa folga, sem saber quando vamos receber, e os oficiais comprados pelas migalhas do governador ainda dizem que reclamamos a toa.PMERJ.

    ResponderExcluir