quarta-feira, 17 de abril de 2013

Justiça aceita denúncia contra bombeiro acusado de fazer sexo com casal em quartel

 A Justiça acolheu nesta terça-feira a denúncia do Ministério Público Militar contra o cabo Anderson Luiz Santana Machado e sargento Vagner da Silva Oliveira, do 4º Grupamento de Bombeiro Militar, no bairro da Posse, em Nova Iguaçu, na Baixada. Anderson é acusado de ter levado um casal para dentro do quartel e feito sexo com a dupla, em junho do ano passado. As fotos feitas durante a aventura sexual foram postadas na internet e acabaram sendo descobertas pela corporação.
A partir de agora, o cabo Machado e o sargento Vagner são réus no processo e serão julgados pelo crime de ato libidinoso, previsto no Código Penal Militar. O juiz Marcius da Costa Ferreira, em exercício na Auditoria da Justiça Militar do Rio, ressaltou em sua decisão a existência das fotos: “Recebo a denúncia, eis que presentes indícios de autoria e materialidade, conforme farto material fotográfico que instrui o procedimento administrativo, bem como teor dos depoimentos colhidos durante a fase inquisitiva”.
O interrogatório dos acusados está marcado para 13 de maio, às 15h, na Auditoria da Justiça Militar, na Gamboa.
Encontro marcado pela internet
Segundo a denúncia do Ministério Público, o cabo do Corpo de Bombeiros e o casal se conheceram pela internet. De acordo com os diálogos do site de fantasias sexuais que o casal mantinha, o cabo, denominado “Bombeiro dotado” sugere: “Passa lá no quartel amanhã”. O casal, com o apelido de “Ksal fetiche”, responde: “Fazer o que no quartel? Loucão!”.
O bombeiro propôs que o casal fosse para a parte da garagem do quartel. O homem pergunta se os carros têm insulfim e se não balançam com o sexo.
“Ela falou que tu vai ter que se virar porque agora ela quer a foto do caminhão”, diz o homem ao bombeiro.
O cabo, então, alerta que é preciso ter cuidado com o flash da câmera fotográfica. Depois do episódio, o casal narrou as posições sexuais usadas pelo trio.
“Começamos a nos despir. Ele não se despiu totalmente. Afinal, em caso de emergência, não poderia demorar ou procurar as roupas no quarto escuro”, diz o “Ksal fetiche”.

5 comentários:

  1. Pô... 24h no quartel, quer o que? Pesquisa diz que o homem pensa em sexo a cada 35 segundos. Imagina 24h... E nem punheta podemos bater no quartel que é contra regulamento. Até preso tem visitas íntimas.. E nós temos de ficar 24h sem nada, sem família, sem amigos, só por conta. Não tem tesão que agüenta, vai surgindo uma brecha, se der, damos uma mesmo lá na trampo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem o que falar fica quieto parceiro, vc é tão recruta que não aguenta ver as coisas e ficar calado, já estamos todos num sufoco e vc abrindo coisas internas...v pro k...

      Excluir
  2. Onde está ou quem viu por aí o "SOS BOMBEIROS". Alguma coisa muito errada está acontecendo ou não vivemos uma democracia. O que está acontecendo?
    A bombeirada sabe que sempre teve este esquema de mulheres dentro do quartel, seja com oficial ou praça, a madrugada é uma incógnita. Só que este fugiu dos limites imagináveis da tolerância.
    Agora quero ver que atitude tomarão. Se há manifestações cobrando dignidade que passa longe de nós, bombeiros e policiais, nos jogam em presídios de segurança máxima, expulsam e covardemente viram as costas para aqueles que deram parte ou suas vidas por estas corporações.
    Mas o tenente coronel(BM) envolvido com contrabando de armas, preso em flagrante; o coronel da DGPIP (BM) pedófilo, preso em flagrante, com a cara na sua TV abrindo a porta do quarto de motel, estas coisas sim, me envergonham, denigrem a imagem de nossa corporação.
    Agora infelizmente este anjinho vem com esta bomba, exatamente no momento em que estamos buscando junto a sociedade, nossas famílias e demais cidadãos a tão sonhada dignidade.
    Mas todos com certeza, sabem separar o "trigo do joio" e não quero aqui fazer nenhum tipo de apologia a x ou y, pois todos estes erraram. Mas quero sim manifestar meu respeito por aqueles que lutaram, se humilharam e foram humilhados por este governo tão indesejável por aqueles que pensam.
    Guerreiros não vejo a hora do retorno, em breve todos estarão reintegrados.

    JUNTOS SEMPRE SEREMOS FORTES!

    Sgt BM R/R- Envergonhado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sábias palavras e compartilho de seus pensamentos em gênero, número e grau.

      Juntos os papas e bravos mikes com a população do nosso lado seremos ainda mais fortes

      Ass Sgt Bravo Mike da Ativa em busca da tão sonhadadignidade

      Excluir
  3. DIGNIDADE AOS INTEGRANTES DA PMERJ E DO CBMERJ

    O Rio de Janeiro, com a segunda maior arrecadação de impostos do Brasil, poderia pagar muito melhor os Bombeiros e Policiais Militares. Não está sendo respeitado nem o artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988, que visa suprir as necessidades vitais básicas.

    Segundo o DIEESE, o Salário Mínimo Necessário referente ao mês de Março de 2013 foi estimado em R$ 2.824,92 (dois mil, oitocentos e vinte e quatro reais e noventa e dois centavos). O vencimento bruto do Soldado PM/BM no RJ atualmente é de apenas R$ 2.077,25 (R$ 747,67 abaixo do referido piso).

    http://www.dieese.org.br/analisecestabasica/salarioMinimo.html

    É fácil dar DIGNIDADE à tropa, basta querer!

    Como vamos sediar a COPA DO MUNDO de 2014 e os JOGOS OLÍMPICOS de 2016 se não conseguimos nem pagar um SALÁRIO DIGNO aos funcionários públicos que prestam SERVIÇOS ESSENCIAIS à população fluminense (Bombeiros e Policiais Militares)???

    VERGONHA!

    O Governo do Estado do Rio de Janeiro precisa conceder 36% de reajuste salarial para a PMERJ e o CBMERJ para cumprir o artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988, ou seja, para suprir as necessidades vitais básicas dos Militares Estaduais (pagar o Salário Mínimo Necessário aos Soldados PM/BM).

    ResponderExcluir