domingo, 21 de abril de 2013

Massacre do Carandiru: Defesa recorre de sentença que condenou PMs


A advogada Ieda Ribeiro de Souza, que defende os 26 réus do Massacre do Carandiru, disse que já recorreu da sentença que condenou 23 dos 26 policiais militares acusados da morte de 13 detentos no massacre, proferida na madrugada deste domingo (21), noticia a Agência Brasil. O juiz José Augusto Nardy Marzagão, que presidiu o julgamento, fixou a pena em 156 anos de reclusão para cada um, em regime inicial fechado. A advogada disse acreditar que a condenação dos policiais não traduz a vontade da população. “Eu vi [a decisão] com muita frustração. Foi uma decisão por maioria de votos. Na verdade, por diferença de um voto e isso não reflete a vontade da sociedade brasileira”, disse. “É possível sempre ter um novo julgamento. Vou ter um novo conselho de sentença, vou ter novas pessoas trabalhando para entender esse caso, não ficar só nas informações externas a ele”. Para Ieda, é possível que o julgamento seja anulado. O Massacre do Carandiru ocorreu em 2 de outubro de 1992 e terminou com a morte de 111 presos. Ao todo, 79 policiais militares foram acusados, mas o caso precisou ser desmembrado em quatro partes devido à sua complexidade. 

12 comentários:

  1. A sociedade tem que parar de 'desautorizar forças de segurança'

    Como sempre, no Brasil, os valores são invertidos. No dia 2 de outubro de 1992 houve uma rebelião na Casa de Detenção de São Paulo, que teve início com uma briga de presos no Pavilhão 9. Em nenhum país sério, naquelas circunstâncias, a intervenção da Polícia seria questionada. Enfrentar a Polícia, no "1º Mundo", é sinônimo de suicídio. Já está mais do que provado que os grupos de direitos humanos têm ligação com criminosos! Não temos, também, como confiar cegamente na justiça brasileira. Há advogados, promotores, juízes e até desembargadores que se envolvem com bandidos. Não é à toa que o crime tem tanta força no Brasil!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme "Tropa de Elite 2" mostra que também há políticos envolvidos no "sistema". O povo brasileiro precisa aprender a votar com responsabilidade e acompanhar o trabalho de seus candidatos. A imprensa brasileira está sempre cometendo injustiças com os policiais militares, divulgando apenas os fatos negativos (nunca os positivos), o que leva o cidadão a ficar com uma visão distorcida da realidade. É preciso implantar no Rio de Janeiro um choque de ordem com "tolerância zero", como fizeram em Nova Iorque. Se deu certo lá, dará aqui também! Qualquer tipo de ato ilícito deve ser combatido. É necessário, também, que o Poder Legislativo endureça as penas dos crimes hediondos (crimes contra a vida). Se queremos Segurança Pública, temos que valorizar nossos Policiais Militares, que são os responsáveis por prevenir os delitos.

      Excluir
  2. É preciso oferecer o MÍNIMO de DIGNIDADE aos integrantes da PMERJ e do CBMERJ.

    O Rio de Janeiro, com a segunda maior arrecadação de impostos do Brasil, poderia pagar muito melhor os Bombeiros e Policiais Militares. Não está sendo respeitado nem o artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988, que visa suprir as necessidades vitais básicas.

    Segundo o DIEESE, o Salário Mínimo Necessário referente ao mês de Março de 2013 foi estimado em R$ 2.824,92 (dois mil, oitocentos e vinte e quatro reais e noventa e dois centavos). O vencimento bruto do Soldado PM/BM no RJ atualmente é de apenas R$ 2.077,25 (R$ 747,67 abaixo do referido piso).

    http://www.dieese.org.br/analisecestabasica/salarioMinimo.html

    É fácil dar DIGNIDADE à tropa, basta querer!

    Como vamos sediar a COPA DO MUNDO de 2014 e os JOGOS OLÍMPICOS de 2016 se não conseguimos nem pagar um SALÁRIO DIGNO aos funcionários públicos que prestam SERVIÇOS ESSENCIAIS à população fluminense (Bombeiros e Policiais Militares)???

    VERGONHA!

    O Governo do Estado do Rio de Janeiro precisa conceder 36% de reajuste salarial para a PMERJ e o CBMERJ para cumprir o artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988, ou seja, para suprir as necessidades vitais básicas dos Militares Estaduais (pagar o Salário Mínimo Necessário aos Soldados PM/BM).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FALTAM 416 (QUATROCENTOS E DEZESSEIS) DIAS PARA A COPA DO MUNDO NO BRASIL!

      Excluir
    2. QUE SE FODA COPA DO MUNDO !!!!!!!!!!!!!

      Excluir
  3. ESSES PMS DEVERIA GANHAR UM AUMENTO E UMA MEDALHA. ESSES BANDIDOS NUNCA MAIS VÃO FAZER MAU A NINGUÉM !!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Nesta bosta de país é assim mesmo. Li hoje em um jornal impresso que a "açitsuj" condenou o estado a internar (leia-se, arcar com as despesas) um viciado em crack que já passou por mais de 30 internações sem sucesso. Isto é ridículo, este dinheiro poderia ser gasto com a saúde de quem realmente precisa, não com a de um maldito viciado. Se este país fosse meu a única verba destinada para o problema dos viciados seria a para compra de munição para dar um fim nesta "raça" de sevandijas.
    Como disse o companheiro acima, estes policiais deveriam receber homenagens e premiações, não por matarem estes 111 lixos, mas por fazerem bem o que foi necessário para acabar com uma rebelião de facínoras e assassinos. É sobre este prisma que as coisas teriam que ser analisadas.

    ResponderExcluir
  5. Policiais Militares que atuaram na Casa de Detenção de São Paulo (Carandiru) deveriam ser considerados "HERÓIS", pois arriscaram a própria vida entrando num local onde estavam os bandidos mais perigosos... Os Policiais Militares não podem ser culpados pela morte dos detentos, pois agiram em legítima defesa e cumpriram ordem (estrito cumprimento do dever legal) no momento em que as coisas já estavam totalmente fora de controle!

    O Artigo 23 do Código Penal diz que:
    Não há crime quando o agente pratica o fato:
    (...)
    II - em legítima defesa;
    III – em estrito cumprimento de dever legal...

    A lei não pode punir quem cumpre um dever que ela impõe.
    Houve a necessidade do uso da força naquele local.
    Não houve massacre. A condenação dos PMs não reflete a vontade da sociedade!
    O crime de TRÁFICO DE DROGAS deveria ter PENA DE MORTE.

    ResponderExcluir
  6. Entrar atirando em um bando de pretos e pobres desarmados é mole. Quero ver ser herói e entrar atirando no plenário do senado deferal!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prender os políticos corruptos é responsabilidade da Polícia Federal!!!

      Excluir
  7. Se não fizessem nada e deixassem os presos fazer o massacre entre eles seria prevaricação, o Ministério Público não entraria para acabar com a rebelião.
    Do jeito que colocam as coisas parece que naquele presídio havia um grupo de pessoas ordeiras e cumpridoras da lei, ou seja, vários anjinhos e que a MALVADA polícia entrou e executou os "SANTOS"!!!!

    ResponderExcluir
  8. ESSE PAÍS SÓ TEM AUTORIDADES HIPÓCRITAS, SE O Q ACONTECEU NOS ESTADOS, REFERENTE À MORTE E PERSEGUIÇÃO DAQUELES BANDIDOS Q EXPLODIRAM UMA BOMBA EM PLENA MARATONA,.... AKI NO BRASIL OS POLICIAS ESTARIAM PRESOS E RESPONDENDO A JUSIÇA POR TER MATADO UM E BALEADO O OUTRO.....LÁ ELES FORAM CONSIDERADOS HERÓIS....NOSSO PAIS É UM LIXÃO..........

    ResponderExcluir