terça-feira, 30 de abril de 2013

Operação cumpre mandados de prisão contra PMs do 14º BPM e PCs da 34ª DP

Agentes da Subsecretaria de Inteligência (SSINTE) da Secretaria de Segurança do Rio, da Corregedoria da Polícia Militar e do Ministério Público fazem uma operação, nesta terça-feira, para prender 60 policiais - 53 militares e sete civis - acusados de cobrar propinas de comerciantes e camelôs que atuam em feiras livres nas zonas Norte e Oeste do Rio. Outros 18 integrantes do bando também estão sendo procurados. Os agentes tentam ainda cumprir 78 mandados de busca e apreensão. A ação foi batizada de Operação Combate.
A investigação sobre o bando começou há seis meses e constatou o envolvimento de policiais civis e militares na cobrança de propina de comerciantes e camelôs que trabalham em feiras de Bangu, na Zona Oeste, e Honório Gurgel, na Zona Norte. Os agentes são lotados no 14º BPM (Bangu), na 34ª DP (Bangu) e na Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM). As vítimas da extorsão eram comerciantes de mercadorias ilegais - pirateadas ou produtos de roubo - e os que não legalizados pela Prefeitura do Rio.
Quem comercializava mercadorias piratas pagava um valor mais alto para trabalhar livremente: R$ 70 semanais, divididos em duas parcelas de R$ 35 cobradas todas as quartas e quintas-feiras. Já dos vendedores de mercadorias lícitas era cobrada a quantia de R$ 5, sempre às sextas e sábados. Além disso, o bando apreeendia mercadorias de forma irregular e as revendiam a outros feirantes. Segundo as investigações, os acusados ameaçavam as vítimas com armas e atuavam de forma organizada, com funções determinadas e escala hierárquica.
Dois carros da Polícia Militar eram usados para recolher o dinheiro da propina. A coleta era feita por um homem, que se passava por policial civil, e policiais militares. O grupo repartia o dinheiro. A Secretaria de Segurança conseguiu flagrar a movimentação do bando. Durante a investigação, os agentes descobriram ainda que os policiais recebiam dinheiro também de mototaxistas que, sem habilitação, transportavam passageiros. Eles também faziam transporte de drogas e não eram parados graças ao pagamento da propina.
A Secretaria de Segurança informou que já foram instaurados procedimentos nas polícias Civil e Militar para investigar os agentes. Segundo o órgão, desde 2008 mais de 1400 policiais civis e militares foram excluídos de suas corporações.

11 comentários:

  1. Tem praça que se suja por 70 pratas. Os caras jogam a carreira no lixo por uma merreca. Fora a vergonha com a família e amigos. Aí acaba expulso e é obrigado a virar miliciano e vai preso ou é morto. Vamos acordar !

    ResponderExcluir
  2. É POR ISSO QUE ESSES MERDAS NUNCA RECLAMAM DO BAIXO SALÁRIO, E NUNCA VÃO A NENHUMA REUNIÃO QUE DISCUTE MELHORAS PARA A CATEGORIA. BEM FEITO!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é bem assim amigo, vc está falando de uma realidade que não existe, na PMERJ não existe santo, todos nós que somos policiais de verdade, não sei se vc é, sabemos o que passamos na rua, em um primeiro momento não podemos julgar ninguém, a realidade é que nós policiais temos que parar com esse costume de vender dificuldade para obter facilidade, tem muito policial dizendo que é dono da moral e bons costumes, mas a realidade é outra. Quem tem gato de água, gato de luz, gato net e outras vantagens a mais não pode falar mal dos colegas da reportagem acima. O que ocorreu com eles é uma pratica historica em quase todos os quartéis da PMERJ e delegacias da PCERJ. Quem não tem pecado que atire a primeira pedra.

      Excluir
    2. Você de cima para defender deve ser sujo que nem eles, ta com o rabo preso né, todos têm pecado mas estes policiais estão abusando, se vc quer se nivelar por baixo os defendendo, vai fundo, conheço vários policiais que não pegam nada seu bosta.

      Excluir
  3. Com certeza esses maus policiais devem ser presos e expulsos dos quadros da corporação (tudo tem que ser bem apurado), agora o que o cidadão escreveu ai em cima e uma asneira, pois sou policial a 13 anos e nunca roubei nada de ninguém e sempre fiz prevalecer a lei, e não me escondo sou Sgt Claudio do 14ºBPM, como em toda profissão existem os maus profissionais, caro anônimo volta a estudar para poder pelo menos conseguir escrever certo quando quiser fazer uma critica, vários erros de português e sem nenhuma concordância. Seu ANALFABETO!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. "SGT CLAUDIO DO 14BPM", É ESTRANHO O SEU PERFIL NÃO ESTAR DISPONÍVEL.
    SE EU FOSSE VOCE, AO INVÉS DE CRITICAR O COMPANHEIRO, EU DAVA BAIXA E SERIA PROFESSOR DE PORTUGUÊS E DE GRAMÁTICA, POIS AS NOSSAS ESCOLAS PÚBLICAS ESTÃO COM DÉFICIT DE PROFESSORES NESSA DISCIPLINA.
    ESTRANHO TAMBÉM VOCE COMPRAR O BARULHO DE POLICIAIS QUE EXTORQUEM R$ 5,00 DE FEIRANTE. MUITO ESTRANHO!

    ResponderExcluir
  5. Tem que passar a peneira, no sexto batalhão o que tem de chefes corruptos, a guelona sabe muito bem o que estou falando, manda esses praças recolher o arrego que enriquece sua mão td semana. To doido para filmar aí sim vou jgr no ventilador, vou acaba com a graça dela.

    ResponderExcluir
  6. GUARDARAM A REPORTAGEM PARA USAR EM FAVOR DO BELTRAME. TODOS SABEM QUE A POLÍCIA NÃO É BEM VISTA PELA POPULAÇÃO, E ESTÃO USANDO BELTRAME COMO SANEADOR DE TROPA. MUITOS SÃO INOCENTES ! VIVA AS ELEIÇÕES DE 2014

    ResponderExcluir
  7. Um monte de rato se F!

    ResponderExcluir
  8. Esses PM e PC devem dar até o brioco por uns trocados, parabéns aos bons policiais que sobraram no batalhão e na delegacia

    ResponderExcluir
  9. ...quando a cabêça não pensa o corpo paga. Já vi companheiros perderem a condição de policial por bobeira de 5 merréis. Não sou contra, cada um sabe o risco que corre. São todos adultos e não tem nenhum "santo" na polícia, muito menos em serviço de rua.Mas o que me chama a atenção, e a falta de percepção do risco que correm ao aceitar esse tipo suborno, parece que a ânsia de ganhar fácil supera qq atitude contrária a isso. Companheiros devemos nos valorizar, cada vez que sai uma noticia dessa nos meios de comunicação, é uma "porrada" que tomamos, alem da vergonha que infligimos aos nossos familiares. PÔ SE VC É CORRUPTO, SE DEU BEM ATÉ HOJE,MUDE ENQUANTO É TEMPO. Faça um bem para si mesmo,para a corporação e sobretudo para seus familiares. ADOTE SUA POSTURA DE POLICIAL MILITAR, acostume-se ao seu salário e viva tranquilo.Tranquilo em termo, claro, um monte de marginais estão por aí, e atacando policiais. E no fundo no fundo, será que tb não temos certa parcela de culpa nisso? BOA SORTE COMPANHEIROS!!!

    ResponderExcluir