terça-feira, 26 de novembro de 2013

Reunião define que todo militar deverá cumprir 44 horas semanais

O DIA
Colocar um batalhão de 300 homens hoje em serviço administrativo apenas no Quartel General (QG) da PM de volta às ruas. Esta é a meta da cúpula da Polícia Militar para o início de dezembro. A estratégia do comando — de que todos deverão cumprir 44 horas semanais — já causa polêmica. Acostumados a trabalhar em uma escala que, muitas vezes, gerava apenas dois dias de serviço durante a semana, policiais reclamam da nova política.
A discussão sobre a implantação da nova carga horária começou sexta-feira em reunião na Academia Dom João VI, no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (Cfap), em Sulacap. No encontro, com o comandante-geral, coronel Luís Castro; o chefe do Estado-Maior Operacional, coronel Paulo Henrique Moraes, comandantes de batalhões e diretores, foi decidido pelas 44 horas semanais. A escala será definida por cada unidade.
A nova determinação não vai alterar a rotina de quem já está nas ruas. Por exemplo, quem trabalha 12h por 48h vai continuar cumprindo a mesma carga horária. Pelo sistema atual — que já dura alguns anos — os agentes servem em horários que variam de 12h ou 24 h de turnos por 24 horas de descanso.
No caso dos administrativos, o antigo modelo obrigava os comandos a colocarem dois ou três policiais na semana para desempenhar a mesma função burocrática. Ou seja, dois PMs faziam o trabalho que poderia ser realizado por um. Já pela nova regra, a tropa que faz serviço interno deverá trabalhar de segunda a sexta, cumprindo oito horas diárias.
As quatro horas restantes deverão ser compensadas de acordo com a programação de cada unidade. Muitos PMs defendem que as mesmas determinações sejam cumpridas por militares da área da saúde.
 
Hora extra e custos são discutidos
Polêmicas não faltaram na reunião da cúpula da PM. De acordo com o coronel Paulo Henrique Moraes, são necessários ainda ajustes na concessão do Regime Adicional de Serviço (RAS), ou seja, a hora extra da tropa. Ele argumentou que parte das vagas, a partir do mês que vem, será cumprida por determinação dos comandantes.
O modelo seria um teste para, no futuro, o RAS ser totalmente compulsório. Nos bastidores, os policiais lotados na Zona Sul não querem integrar o RAS pelo fatos de os batalhões serem longe de suas residências. 
Outro assunto espinhoso foi a redução de gastos com água, luz e telefone das unidades até a dimuição no número de viaturas administrativas para economizar em combustível e manutenção. Além disso houve preocupação com os excessos praticados contra recrutas nos treinamentos.

61 comentários:

  1. Vamos conduzir os apontadores do bicho e máquinas caça níquel para as delegacias, vamos entupir as delegacias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente, a atual política de segurança pública desenvolvida no Estado do Rio de Janeiro não tem por objetivo valorizar os Policiais Militares.

      O Governo do Estado do Rio de Janeiro, com a segunda maior arrecadação de impostos do Brasil, poderia pagar muito melhor os Bombeiros e Policiais Militares. Não está sendo respeitado nem o artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988, que visa suprir as NECESSIDADES VITAIS BÁSICAS. Segundo o DIEESE, o Salário Mínimo Necessário referente ao mês de Abril de 2013 foi estimado em R$ 2.892,47 (dois mil, oitocentos e noventa e dois reais e quarenta e sete centavos). O vencimento bruto do soldado PM/BM no RJ está R$ 815,22 abaixo do referido piso, é de apenas R$ 2.077,25 (dois mil e setenta e sete reais e vinte e cinco centavos). É fácil dar DIGNIDADE à tropa, basta querer!

      http://www.dieese.org.br/analisecestabasica/salarioMinimo.html

      O Governo do Estado do Rio de Janeiro precisa conceder apenas 39,25% de reajuste salarial para a PMERJ e o CBMERJ para cumprir o artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988, ou seja, para suprir as necessidades vitais básicas dos Militares Estaduais (pagar o Salário Mínimo Necessário aos soldados PM/BM). É preciso oferecer o MÍNIMO DE DIGNIDADE aos integrantes da PMERJ e do CBMERJ. Como vamos sediar a COPA DO MUNDO de 2014 e os JOGOS OLÍMPICOS de 2016 se não conseguimos nem pagar um SALÁRIO DIGNO aos funcionários públicos que prestam SERVIÇOS ESSENCIAIS à população fluminense (Bombeiros e Policiais Militares)? Pagar um SOLDO INFERIOR AO SALÁRIO MÍNIMO vigente aos CABOS E SOLDADOS é o fim da picada!

      OBS: DINHEIRO PARA PAGAR BEM O GOVERNO DO ESTADO TEM!

      A profissão de policial militar é uma atividade de alto risco, uma vez que esses profissionais lidam, no seu cotidiano, com a violência, a brutalidade e a morte. A literatura aponta que os policiais militares estão entre os profissionais que mais sofrem de estresse, pois estão constantemente expostos ao perigo e à agressão, devendo freqüentemente intervir em situações de problemas humanos de muito conflito e tensão. Um soldado PM já deveria estar ganhando, no mínimo, por volta de R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais) mensais, pois a valorização profissional é primordial!

      Excluir
    2. LEI Nº 443, DE 1º DE JULHO DE 1981 (ESTATUTO DOS POLICIAIS MILITARES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO)

      Art. 48 - São direitos dos policiais-militares:
      I - ...
      II - ...
      III - ...
      IV - ...
      V - ...
      VI - A duração do trabalho normal não superior a 8 (oito) horas diárias e 40 (quarenta) horas semanais (inciso acrescentado pela Lei nº 1900/91);
      VII - ...

      Excluir
    3. LEI Nº 443, DE 1º DE JULHO DE 1981 (ESTATUTO DOS POLICIAIS MILITARES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO)

      Art. 48 - São direitos dos policiais militares:
      I - ...
      II - ...
      III - ...
      IV - ...
      V - ...
      VI - A duração do trabalho normal não superior a 8 (oito) horas diárias e 40 (quarenta) horas semanais (inciso acrescentado pela Lei nº 1900/91);
      VII - ...

      Excluir
  2. Kkkkk impressionante como não dão a mínima pro policial militar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. descordo o que mudou apenas foi para quem quer moleza e ficar fazendo trabalho burocratico, ou para aqueles que tem regalias com carros para buscar em casa ou outras bobeiras, para quem está na rua e trabalha sério não mudou nada.

      Excluir
    2. Descordo!!!! Sou Professor, e compreendo que precisa sim existir uma valorização profissional urgente para a categoria, e que seja cobrado de todos p cumprimento da cargo público.

      Excluir
  3. trabalho em uma escala de 12x24,,12x48 trabalho 48 horas semanais se que apos 22 horas existe acrecimo de 20 por cento então trabalho mais de 50 horas semanais sem contar os feriados e sábados e domingos como fica?

    ResponderExcluir
  4. sr cmt quero saber qual batalhao tem uma escala 12 por 48 .vcs sao uma piada, enquanto isso os pracas lotados em btl estao pagando pela incompetencia da cupula da pmerj. com uma escala de servico ridicula,que inclusive extrapola as 44hs semanais ,senao bastasse ainda estamos sendo escalados na folga para o (ras) obrigatorio

    ResponderExcluir
  5. Ano passado implementaram o RAS OBRIGATÓRIO, onde após várias denúncias, reformularam o modelo do tipo de serviço, este a meu ver é mais uma tentativa de impor este serviço escravo, que paga pouco e impõe ao PM NÃO ter folgas a fim de dar mínimo conforto a sua família.

    ResponderExcluir
  6. entope ele de processos judiciais e inoperancia no serviço fim. Quem vai dar resultado sendo inoperante ? Do que adianta colocar 10, 20, 50 PM's, por exemplo, da CMUS ? não adianta, vai ser o caos ... ou já estamos nele ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. meu amigo só muda para quem está fazendo trabalho burocratico!!!

      Excluir
    2. concordo companheiro, sou de 2001 e peguei inferno... só que tem que tirar é todo mundo e ser igual a todos, o problema é deixar peixada e fazer covardia. Ser justo mandar o policial pra perto de casa, pelo menos, só vai melhorar quando tratarem todos iguais e não amamaezar uns e sugarem outros.

      Excluir
    3. Mas vc não acha justo que para os que querem ficar no burocratico, trabalhem 44 horas? E que fica na rua trabalhe por escala? Você não concorda que isso já é um progresso?

      Excluir
  7. Expediente trabalhando dois dias na semana e a rapaziada da rua tomando nas nadegas ...
    Uma piada ... vai sofrer resistencia porque esta putata não quer trabalhar, só quer segurança, e outras coisas mais ...
    Minha escalaé 12 x 24 x 12 x 48. Tá na hora de dividir a carga ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo26 de novembro de 2013 15:36
      Companheiro, também trabalho nesta escala em uma RP. Não pedi este tipo de serviço nem esta escala, mas como me colocaram nela e eu acho que não sou melhor do que ninguém pra exigir onde quero e como quero trabalhar, vou seguindo nela, mesmo a despeito da minha graduação. Estou velho, cansado e de saco cheio, contudo, vou sangrando neste trabalho e nesta escala sugada. Na minha singela opinião, é a pior escala da PM.

      Excluir
    2. Militarismo + polícia = sacanagens e covardias. A estrutura militarizada é pesada e ineficiente, vide essa situação de expediente e coisas outras. TER UMA ESTRUTURA POLICIAL LEGÍTIMA, PROFISSIONAL, SALÁRIO DÍGNO, TECNOLOGIA, PERÍCIA FORENSE, ESQUIPAMENTOS, MP TRABALHANDO EM CONJUNTO ETC, AS COISAS FUNCIONARIAM E A SEG.PÚBLICA SERIA MUITO MELHOR...CLARO QUE CORONEU E DELPOL NÃO QUEREM PERDER SUAS REGALIAS E MAMATAS, ISSO EM DETRIMENTO DA SEG.PÚBLICA E DE UMA POLÍCIA EFICIENTE. É REFORMAR ESSA CAMBADA DE MENTALIDADE ANTIGA E REFORMULAR UMA POLÍCIA NOVA E EFICIENTE. IMPUNIDADE É O COMBUSTÍVEL DO CRIME.

      Excluir
  8. GENTE SÓ MUDA PARA A ATIVIDADE MEIO !!! AGORA FALO UMA VERDADE.QUERO VER TIRAR DOS BPMS POLICIAIS DA ATIVIDADE MEIO PARA TRABALHO DE RUA,SÃO TODOS IFP NÃO TEM APTO JÁ TENTEI VÁRIAS VEZES IR PARA A ATIVIDADE MEIO,POIS TENHO 23 ANOS NA PMERJ COM SOU APTO É EXTRA TODA A SEMANA ISSO QUANDO VOCE ESTÁ TRANQUILO E ALGUEM BAIXA E AI LHE TIRAM E COLOCAM NA RUA.COM CERTEZA NÃO VAI DAR CERTO !!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A proposta é justamente desmotivar aqueles que querem se esconder, não digo que é seu caso!

      Excluir
  9. É por esta imposição e outras mais é que a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro é a mais arbitraria e retrógrada e digo até incompetente dentre suas coirmãs no restante do País, digo incompetente na sua administração e Comandos, não nas ações nas ruas de seus bravos policiais. Os policiais militares nunca são consultados por suas decisões absurdas, uma polícia totalmente dividida, separada, uns tem gratificação outros tem uma melhor escala, tantos outros não tem nada e nada é feito para combater esses desmandos. Poderíamos ter uma escala única e um salário único dentro das graduações e patentes, resguardado o tempo de serviço de cada um.

    ResponderExcluir
  10. Quero ver TODOS oficiais cumprindo essas mesmas 44h. E cumprindo mesmo e não ficar brincando no facebook enquanto o praça faz todo trabalho...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. basta você denunciar aqueles que ficam no facebook

      Excluir
    2. ou faz melhor ... !CUTUCA?

      Excluir
  11. PESSOAL O ADMINISTRADOR RESPONDE POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA E OUTROS CRIMES, EU JÁ FIZ A MINHA PARTE PREENCHI UM REQUERIMENTO SOLICITANDO A PMERJ A PAGAR AS HORAS EXTRA A MAIS TRABALHADAS POR MES (24X48). fIZ TUDO CERTO PEGUEI COPIA DAS ESCALAS, PARTE PARA O COMANDANTE CIA, COPIA DAS LEIS QUE AMPARAM, COPIA DOS BOLETINS RELACIONADOS COM O TEMA PREENCHI UM REQUERIMENTO ( VIDE MODELO NO BLOG DO CEL PAUL ( É BASTANTE PROVEITOSO) E ENTREGUEI COM CÓPIA DE RECIBO. TO AGUARDANDO O RESULTADO. OBS EM MOMENTO ALGUM FUI AMEAÇADO OU PERSEGUIDO SEI DOS MEUS DIREITOS SE TENHO DUVIDA PERGUNTO. UM ABRAÇO....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, parabens!!! Só quem pode melhorar a policia é a propria policia, muitos só sabem esperniar e não tomam atitudes sérias como a sua! Chingar não resolve nada, tem que usar as ferramentas certas!

      Excluir
    2. Amigo, se puder colocar os amparos, tenho certeza que será muito benéfico, já que é notório seu entendimento e seu avanço quanto às informações... para que possamos, todos, fazer e tomarmos as medidas necessárias para exercer nossos direitos. Obrigado.

      Excluir
  12. Só quem pode melhorar a policia é a propria policia!!!

    ResponderExcluir
  13. PORTARIA INTERMINISTERIAL SEDH/ MJ Nº 2, DE15 DE DEZEMBRO DE 2010
    DOU 16.12.2010
    ESTABELECE AS DIRETRIZES NACIONAL DE PROMOÇÃO E DEFESA DOS DIREITOS HUMANOS DOS PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA PÚBLICA
    DIGNIDADE E SEGURANÇA NO TRABALHO
    35) ASSEGURAR A REGULAMENTAÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO DOS PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA PÚBLICA, GARANTINDO O EXERCÍCIO DO DIREITO À CONVIVÊNCIA FAMILIAR E COMUNITÁRIA

    ResponderExcluir
  14. -PREPAREM-SE QUE AINDA VAI PIORAR MUITO!
    -COM ESTE SAFADO DO CEL LUIS CASTRO NO COMANDO,TENHAM CERTEZA QUE O R.A.S(QUE EU NÃO FAÇO)SERÁ COMPULSÓRIO E QUE OS PRAÇAS SÓ IRÃO SE FUDER!
    -ESSE LIXO DE CEL SÓ IRÁ PIORAR A VIDA DOS PRAÇAS NA PMERJ!
    -POR ISSO DIGO E REPITO!
    -NUNCA FIZ NADA PRA PMERJ,PRA SOCIEDADE E NEM PARA FILHA DA PUTA NENHUM!
    -NÃO PRENDO,NÃO ME ARRISCO, NÃO FIZ ,NÃO FAÇO E NUNCA FAREI NADA!
    -SÓ QUERO O SALARIO(QUE ALIAS MÊS QUE VEM CAIRÁ DE 03 DE DEZEMBRO)
    -FALTA 6 ANOS PARA EU IR EMBORA, TENHO CERTEZA QUE NÃO SENTIREI FALTA DE PORRA NENHUMA!
    -POLICIAL É O SEGUINTE:
    -UM FUDENDO O OUTRO, UM QUERENDO MOSTRAR QUE É MAIS ESPERTO QUE O OUTRO,UM QUERENDO MOSTRAR QUE É MAIS"PROSPERO"QUE O OUTRO, UM QUERENDO "DESFILAR"COM UMA CARRETA MELHOR QUE O OUTRO!
    -SÓ NAO VEJO UM ADMITIR QUE UM É "MAIS LADRÃO"QUE O OUTRO!kkkk
    Obs.SALVOS RARÍSSIMAS EXCEÇÕES!!!"""QUEM É SABE!!!!!"""

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EU TB NÃO VEJO NINGUÉM DIZENDO QUE É MAIS AGUÁ DE SALSICHA QUE O OUTRO... MAIS OMISSO QUE O OUTRO .... MAIS MEDROSO QUE O OUTRO ....
      FEDERAL, VC TINHA Q ESTAR É NA PCERJ , PF, GUARDA PORTUÁRIA ....

      VAI ESTUDAR

      Excluir
    2. EM TEMPO ... ÁGUA

      Excluir
    3. Não tenho palavras para me expressar,mas vou tentar tenho muita pena de vc, pois vive em um mundo que não é seu fc extressado bravo e o pior não faz nada para melhorar. Coitado ficou a vida inteira se enganando. Quando for para a reserva ou estiver no leito de morte não esqueça de lembrar que foi um nada que perdeu tempo de mais aqui, nem sei com sobreviveu. Seu frolxo de uma merda vai ser convincente com vagabundo seu merda o trafico que vc faz de conta que não ve só cresce e vc morrendo seus filhos vão continuar no mundo em que vc ajudou a piorar....

      Excluir
  15. -Ou Seja!
    -Além das 44 horas!
    -Breve seremos obrigados a "bancar"RAS(FODA-SE NOSSAS FAMÍLIAS)
    -É A COISA TA FEIA!!!

    ResponderExcluir
  16. Pq a policia civil não se arromba desse jeito???? A escala aperta pro adm. mas a de quem ta na rua nao aumenta... só pica todo funcionario publico trabalha 40 hrs semanais e a escala dos oficiais nao aperta nao???

    ResponderExcluir
  17. O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) acaba de apresentar a PEC 51, cuja finalidade é transformar a arquitetura institucional da segurança pública, um legado da ditadura que permaneceu intocado nos 25 anos de vigência da Constituição, impedindo a democratização da área e contribuindo para o aprofundamento das desigualdades sociais e a intensificação do racismo.

    Suas principais propostas são: (1) O papel das polícias é garantir direitos dos cidadãos. (2) Desmilitarização: as PMs deixam de existir como tais porque perdem o caráter militar, dado pelo vínculo orgânico com o Exército (enquanto força reserva) e pelo espelhamento organizacional. (3) Toda instituição policial passa a ordenar-se em carreira única. (4) Toda polícia deve realizar o ciclo completo do trabalho policial (preventivo, ostensivo, investigativo). (5) A decisão sobre o formato das polícias operando nos estados (e nos municípios) cabe aos estados. O Brasil é diverso e o federalismo deve ser observado. (6) A escolha dos estados restringe-se à aplicação de dois critérios e suas combinações: circunscrições territoriais e tipos criminais. Exemplo: um estado poderia criar polícias (sempre de ciclo completo) municipais nos maiores municípios, as quais focalizariam os crimes de pequeno potencial ofensivo; uma polícia estadual dedicada a prevenir e investigar a criminalidade correspondente aos demais tipos penais, salvo onde não houvesse polícia municipal; e uma polícia estadual destinada a trabalhar exclusivamente contra o crime organizado. (7) As responsabilidades da União são expandidas, em várias áreas, sobretudo na educação, assumindo a atribuição de supervisionar e regulamentar a formação policial. (8) A PEC propõe avanços também no controle externo e na participação da sociedade, o que é decisivo para alterar o padrão de relacionamento das instituições policiais com as populações mais vulneráveis, atualmente marcado pela brutalidade policial letal, que atingiu patamares inqualificáveis. (9) Os direitos trabalhistas dos profissionais da segurança serão plenamente respeitados. A intenção é que os policiais sejam mais valorizados. (10) A transição prevista será gradual, transparente, com a participação da sociedade.

    A aprovação da PEC 51 me parece decisiva para evitar sobretudo a brutalidade policial letal contra os mais vulneráveis e a criminalização da pobreza, processos indissociáveis da intensificação do racismo. A desmilitarização e a mudança do modelo policial não serão suficientes para que se alcancem esses objetivos, mas constituem passos indispensáveis. Explico os motivos, examinando o salto recente do encarceramento. O crescimento vertiginoso da população penitenciária no Brasil a partir de 2002 e 2003, seu perfil social e de cor tão marcado, assim como a perversa seleção dos crimes privilegiados pelo foco repressivo devem-se prioritariamente à arquitetura institucional da segurança pública, em especial à forma de organização das polícias, que dividem entre si o ciclo de trabalho, e ao caráter militar da polícia ostensiva. Devem-se também às políticas de segurança adotadas e não seriam possíveis, no modo como transcorrem, se não vigorasse a desastrosa Lei de Drogas. Observe-se que a arquitetura institucional inscreve-se no campo mais abrangente da justiça criminal, o que, por sua vez, significa que o funcionamento das polícias, estruturadas nos termos ditados pelo modelo constitucionalmente estipulado, produz resultados na dupla interação: com as políticas criminais e com a linha de montagem que conecta Polícia Civil, Ministério Público, Justiça e sistema penitenciário. Pretendo demonstrar que a falência do sistema investigativo e a inépcia preventiva – entre cujos efeitos se incluem a explosão de encarceramentos e seu viés racista e classista – são também os principais responsáveis pela insegurança, em suas duas manifestações mais dramáticas: a explosão de homicídios dolosos e da brutalidade policial letal.

    Na integra http://diplomatique.org.br/artigo.php?id=1526

    ResponderExcluir
  18. ...e o pagamento do PROEIS SEEDUC já está atrasado.

    ResponderExcluir
  19. Tão reclamando do quê seus imbecis?Todos são promovidos,tem subtenente e sargento a balde,a maioria nem soldado poderia ser,tudo tem um preço,trabalhem igual a escravos que é o que vocês merecem,não paasam de jurunas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acima fala um fuzileiro recalcado....

      Excluir
    2. Recalcado não, deve ser corno rsrsrsr.....

      Excluir
    3. Anônimo27 de novembro de 2013 16:13
      -FAZ UM FAVOR PRA MIM!
      -MANDE UM RECADO PRA SUA ESPOSA!
      -DIZ A ELA QUE AMANHA (QUANDO VC FOR FAZER PROES)EU ESTOU INDO LÁ DORMIR COM ELA, PEÇA PARA ELA FAZER AQUELE "BOLO DE FUBÁ"QUE EU ADORO!
      -HA SIM!NÃO ESQUEÇA DE COLOCAR UMAS CERVEJINHAS PRA MIM NA GELADEIRA OK!

      Excluir
    4. ahhhh, não ... ahhhhhhh, não ....
      façamos assim, mando esposa para o proeis e comemos o fubá um do outro...
      HUM,
      ass: CAVEIRA ESTILOSA

      Excluir
  20. e verdade e só uma ,essa cambada de puxa saco que trabelha interno nada faz,se vc quiser resolver um problema administrativo tem que penar!!! os oficiais são uma cambada de inútil acha que tudo sabe, de que adianta 300 PMs a mais na rua que não vão servir de nada,quantidade não e qualidade,RAS forçado, eles tao de sacanagem bota quem quer tirar e e voluntario,Ras não serve de nada ,serve para policia pagar a of de dia e nem ir,tirar falta e ir pra casa..bagunça total.ninguem ve nada. coloca uma escala digna . a culpa e dos "puliça" que quer andar de carreta,nequistel,invicta e ter amante a culha.. ai eles brincam.

    vamos brigar por uma escala digna e condiçoes de trabalho,salarios....

    e no final tudo fica na mesma pq ninguém faz nada.

    e esse papo de desmilitarização e conversa vai continuar a mesma coisa

    ResponderExcluir
  21. Anônimo27 de novembro de 2013 16:13
    -FAZ UM FAVOR PRA MIM!
    -MANDE UM RECADO PRA SUA ESPOSA!
    -DIZ A ELA QUE AMANHA (QUANDO VC FOR FAZER PROES)EU ESTOU INDO LÁ DORMIR COM ELA, PEÇA PARA ELA FAZER AQUELE "BOLO DE FUBÁ"QUE EU ADORO!
    -HA SIM!NÃO ESQUEÇA DE COLOCAR UMAS CERVEJINHAS PRA MIM NA GELADEIRA OK!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahhhh, não ... ahhhhhhh, não ....
      façamos assim, mando esposa para o proeis e comemos o fubá um do outro...
      HUM,
      ass: CAVEIRA ESTILOSA

      Excluir
  22. O certo é o poliça trabalhar 24 por 24,só assim o pm não tem tempo de fazer merda,e todo pessoal do serviço interno deveria trabalhar na rua,essa moleza de trabalhar no quartel vai acabar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai dar meia hora de cú seu safado!

      Excluir
    2. Vai se fuder seu merda invejoso, homossexual filho de uma PUTA, deve ser mais um semianalfabeto, corno, que não sabe o que é ser Policial de verdade.

      Excluir
  23. Infelizmente, a atual política de segurança pública desenvolvida no Estado do Rio de Janeiro não tem por objetivo valorizar os Policiais Militares.

    O Governo do Estado do Rio de Janeiro, com a segunda maior arrecadação de impostos do Brasil, poderia pagar muito melhor os Bombeiros e Policiais Militares. Não está sendo respeitado nem o artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988, que visa suprir as NECESSIDADES VITAIS BÁSICAS. Segundo o DIEESE, o Salário Mínimo Necessário referente ao mês de Abril de 2013 foi estimado em R$ 2.892,47 (dois mil, oitocentos e noventa e dois reais e quarenta e sete centavos). O vencimento bruto do soldado PM/BM no RJ está R$ 815,22 abaixo do referido piso, é de apenas R$ 2.077,25 (dois mil e setenta e sete reais e vinte e cinco centavos). É fácil dar DIGNIDADE à tropa, basta querer!

    http://www.dieese.org.br/analisecestabasica/salarioMinimo.html

    O Governo do Estado do Rio de Janeiro precisa conceder apenas 39,25% de reajuste salarial para a PMERJ e o CBMERJ para cumprir o artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988, ou seja, para suprir as necessidades vitais básicas dos Militares Estaduais (pagar o Salário Mínimo Necessário aos soldados PM/BM). É preciso oferecer o MÍNIMO DE DIGNIDADE aos integrantes da PMERJ e do CBMERJ. Como vamos sediar a COPA DO MUNDO de 2014 e os JOGOS OLÍMPICOS de 2016 se não conseguimos nem pagar um SALÁRIO DIGNO aos funcionários públicos que prestam SERVIÇOS ESSENCIAIS à população fluminense (Bombeiros e Policiais Militares)? Pagar um SOLDO INFERIOR AO SALÁRIO MÍNIMO vigente aos CABOS E SOLDADOS é o fim da picada!

    OBS: DINHEIRO PARA PAGAR BEM O GOVERNO DO ESTADO TEM!

    A profissão de policial militar é uma atividade de alto risco, uma vez que esses profissionais lidam, no seu cotidiano, com a violência, a brutalidade e a morte. A literatura aponta que os policiais militares estão entre os profissionais que mais sofrem de estresse, pois estão constantemente expostos ao perigo e à agressão, devendo freqüentemente intervir em situações de problemas humanos de muito conflito e tensão. Um soldado PM já deveria estar ganhando, no mínimo, por volta de R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais) mensais, pois a valorização profissional é primordial!

    ResponderExcluir
  24. O certo é o poliça trabalhar 24 por 24,só assim o pm não tem tempo de fazer merda,e todo pessoal do serviço interno deveria trabalhar na rua,essa moleza de trabalhar no quartel vai acabar.Ass:bombeiro roludo.

    ResponderExcluir
  25. LEI Nº 443, DE 1º DE JULHO DE 1981 (ESTATUTO DOS POLICIAIS MILITARES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO)

    Art. 48 - São direitos dos policiais militares:
    I - ...
    II - ...
    III - ...
    IV - ...
    V - ...
    VI - A duração do trabalho normal não superior a 8 (oito) horas diárias e 40 (quarenta) horas semanais (inciso acrescentado pela Lei nº 1900/91);
    VII - ...

    ResponderExcluir
  26. o polícia trabalha de extra recebendo,não estuda e é promovido até subtenente,parem de reclamar,eu amo a pmerj,quem não estiver satisfeito,pede baixa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo eu também gosto muito do que faço, mas não acho que tenho que parar de lutar por melhores condições e salario. Na verdade a tropa é muito desunida. Policial travestido tem que ir para rua, os bons tem que lutar por um PMERJ melhor. Até os senadores que ganhão muito bem pedem aumento porque nós seremos diferentes. Sou graduado de curso e espero que caia o interstício e outras melhoras. Quem defende com a própria vida pessoas que na maioria não merecem tinha que ir para a reserva como general. É a minha opinião. Um abraço a todos os POLICIAIS de VERDADE aos travestidos espero que paguem tudo que estão plantando.....

      Excluir
  27. Eu quero o pm escalado em 24 por 24 e pegando extra na folga.Ass: Bombeiro ROLUDO

    ResponderExcluir
  28. Parem de reclamar e façam como nós já fizemos .

    Muitos policiais já ingressaram ações na justiça baseados no Art 48 do Estatuto do Policial Militar .

    Se todos fizerem isso , com certeza haverá mudança .

    ResponderExcluir
  29. Pica é a escala de oficial, trabalha expediente e tira CPA, supervisão de área, faz IPM , sindicância, averiguação, inquérito técnico, sem folga, é sair da supervisão de 24hs e bancar expediente direto sem direito a reclamar, até porque vai reclamar com quem? Coronel com gratificação acha que não é PM , quer mais que a tropa se foda e quem manda na PM é quem está recebendo gratificação, Policia Militar está ruim para muitos, mas para alguns é uma bela teta gratificada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo! fim das gratificações já , escala justa já , Greve Já !

      Excluir
  30. Gostaria de chamar a atenção dos colegas para um ato injusto que é praticado nas unidades, principalmente nas unidades do interior e que passa ignorado e despercebido pela maioria e que só nos incomodamos quando temos o infortuito de passarmos por tal situação. É o caso dos policiais militares que estão de IFP (atualmente o APTO B e APTO C). A estes policiais, se não tiveram suas restrições originarias de um ato de serviço, não tem o direito de receber o valor de R$350,00 mensais, não podem fazer o Proeis ou RAs remunerados e são submetidos à escalas extras, Não podem fazer as provas dos ciclos do POEPP. O policial de IFP cumpre geralmente cumpre carga horária idêntica à um policial Apto A que se encontra em serviço de expediente. No fim do mês o apto A ganha o adicional de R$350,00 no salário e o APTO B/C não ganha. E tem mais, chega fim de semana e alguns comandos e chefes de P1 tem a grande idéia de colocar os APTOS B/C de serviço extra e de graça. JUSTIÇA>>>>>> IGUALDADE>>>>>>>>UNIÃO. Não vamos olhar somente para nossas folhas de pagamento, vamos olhar para todos, pois um dia podemos necessitar de nos tornarmos APTOS B ou C também.

    ResponderExcluir
  31. temos que ir atrás dos nossos direitos ! só murmurar não muda nada, pelo contrário piora ! art.48 da lei 443 do Estatuto dos PMs do RJ

    ResponderExcluir
  32. POLICIAIS MILITARES OS MAIORES CULPADOS DA SITUAÇÃO NA QUAL SE ENCONTRAM !!! É HORA DE PARAR TODA A SEGURANÇA PUBLICA NACIONAL E EXIGIR SALÁRIOS PADRÃO FIFA !!!! CORONÉIS ESTÃO RECEBENDO R$ 60.000,00 POR MÊS, PARA CALAREM AS TROPAS, NINGUÉM AGUENTA MAIS !!!!!! QUE OS COMANDANTES DE POLICIA FAÇAM A SEGURANÇA DA COPA !!!! FORA CORRUPTOS E COVARDES !!!!

    ResponderExcluir
  33. SÃO DIREITOS DOS POLICIAIS, TRABALHAREM 25 ANOS DE ACORDO COM A CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA; AFRONTADA PELOS QUADRILHEIROS E AUMENTADO PARA 30 ANOS !!!!

    ResponderExcluir
  34. Antes de escrever asneiras temos que pensar. Generalizar é o mesmo que ter as atitudes do Governo e da Cúpula contra nós. Tem muito policial no expediente que está com restrições sérias. Não é atendido pelo Estado (HCPM), não tem planejamento médico para tratá-lo, e ele segue trabalhando no expediente dos quartéis E TODO DIA, porque esta escalinha de dois dias aê é só no QG, no quartel é porrada e EXTRA. Então acalme-se e pense antes de ofender muitos profissionais. Estamos TODOS no mesmo barco cheio de furos. Policiais sem condições de realizar muitas atividades inerentes a polícia estão trabalhando, por vários motivos, medo, imposição, opressão. É lógico que existem os espertos, mas não é geral, e não concordo com o julgamento sem critério. Os praças, mesmo que aos poucos, precisam se unir o máximo possível, difícil não?

    ResponderExcluir