quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Gratificações de PMs, policiais civis e bombeiros serão incorporadas aos vencimentos

 JORNAL O DIA

Servidores da Segurança Pública do Rio poderão ter uma nova forma de remuneração a partir de 2014. Sai a sopa de letras, com diversas gratificações, e entra o subsídio que agrupará os penduricalhos. Com isso, os bônus e demais adicionais serão incorporados aos salários de policiais civis e militares e bombeiros. Na Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros, o valor inicial seria de R$ 3.500 para os soldados.

A medida vai contemplar, principalmente, os 32.163 aposentados e 14.404 pensionistas que atualmente não recebem gratificações que estão em vigor. Todas as alterações têm o sinal verde do Palácio Guanabara.

O governo também quer unificar o pagamento do auxílio moradia dos militares. A ideia é aplicar o valor máximo recebido pelos servidores que possuem dependentes. A mudança não teria grande impacto econômico e também beneficiaria quem ainda não possui filhos.

Segundo fontes do estado, o governador Sérgio Cabral autorizou que os comandos militares e a chefia de Polícia Civil iniciem o processo de negociação com os representantes das classes. Mas deixou claro que as novas regras entrarão em vigor em 2014 e lembrou que, até 2013, valem os reajustes que foram antecipados na última sexta-feira e que somam 38,81% entre fevereiro de 2012 e outubro do próximo ano.

Cabral estaria disposto a arcar com o peso da mudança para os inativos e pensionistas. E, também, com os gastos adicionais aos servidores ativos que hoje não recebem qualquer bônus. Como no caso daqueles que estão de licença-médica e perdem o direito aos benefícios.

A proposta do subsídio é garantir em lei que os atuais 73.106 servidores ativos da Segurança Pública recebam todos os adicionais — já que o sucessor do governo poderia cortar todos os já existentes. E também assegurar que os em atividade não percam os valores quando se aposentarem.

Em outubro de 2013 um soldado PM-BM, com dependente, terá remuneração total de R$ 2.077,23. Para quem não possuir dependentes será de R$ 1.756,67.

Postos reformados

Os servidores estaduais contam a partir de hoje com 16 polos de atendimento para perícia médica reformados e informatizados. Os postos foram distribuídos em cinco regiões do estado.

Condições de trabalho

Segundo a Secretaria de Saúde, o novo sistema vai incluir, a partir de hoje, a avaliação das condições de ambiente de trabalho e a realização de exames periódicos para os funcionários do estado.

Pedido de adicional

Segundo o superintendente de Perícia Médica, Eduardo Santos, a mudança será fundamental para os pedidos de adicional por insalubridade e periculosidade. Veja o endereço dos postos:

1. Angra dos Reis - Av. Raul Pompéia, 75 - sala 210 - Centro Empresarial Londres, Centro- tel.: (24) 3364-4186.
2. Araruama - Rua República do Chile, 240 - sala 205 - Centro.
3. Barra Mansa - Rua José Marcelino de Camargo, 1041 - sala 204 - Centro - tel.: (24) 3322-3033.
4. Barra do Piraí - Rua Paulo de Frontin, 182 - salas 311/312´- Centro - tel.: (24) 2443-4148.
5. Campo Grande (Zona Oeste/RJ) - Rua Olinda Elles, 170 - Centro - tel.: 3394-9776 / 2416-0909.
6. Campos dos Goytacazes - Rua Conselheiro Otaviano, 84/403 - Ed. Fleming - Centro - tel.: (22) 2725.6778.
7. Duque de Caxias - Rua Mariano Sendra dos Santos, 44 - sala 202 - Centro - tel.: 2652-0684.
8. Itaguaí - Rua Antonio de Moraes Menezes, 133 - Jardim Raisa - tel.: 2688-3573
9. Itaperuna - Rua Thomaz Teixeira dos Santos, 98/ 205 - Ed. Policenter, Centro - tel.: (22) 3824.1285.
10. Macaé - Rua Dr. Bueno, 478 - Imbetiba - tel.: (22) 2762.1223 / 2762.5570.
11. Niterói - Rua Dr. Borman, 23, coberturas 3 e 4 - Centro.
12. Nova Iguaçu - Rua Sebastião Herculano de Matos, 196 - Centro - tel.: 2667-7331.
13. Nova Friburgo - Rua General Osório, 351 - Centro - tel.: (22) 2522-3162.
14. Petrópolis - Avenida Tiradentes, 84 - Centro.
15. Rio de Janeiro (Central) - Rua Conde de Bonfim, 346 - loja 221 - 7º andar e/ou Rua Santo Afonso, 263 - loja 221 - 7º andar - Tijuca.
16. São Gonçalo - Rua Coronel Serrado, 1.000/salas 1002 e 1003 - Zé Garoto.

18 comentários:

  1. ESSA MATÉRIA FOI PUBLICA EM FEVEREIRO DE 2012 E POSSO DIZER QUE É MAIOR KÔ......FOI QUANDO ESTAVA O MAIOR MOVIMENTO PARA APROVAÇÃO DA PEC300...AGORA EM 2014, ELES QUEREM NOS ENFIAR DE GOELA ABAIXO ESSE TAL DE SUBSÍDIO, PORQUE NÃO NOS DERAM UM REAJUSTE EQUIPARANDO NOSSO SALÁRIO COM O PESSOAL DE BRASÍLIA ?????

    ResponderExcluir
  2. Essa matéria é bem velha. Já faz tempo que todos recebem o auxilio moradia igual.

    ResponderExcluir
  3. Matéria de 01/02/2012!!!!! Qual o interesse de postar isso agora????????????????

    ResponderExcluir
  4. SINCERAMENTE EU NÃO SEI ONDE ESSE BLOG QUER CHEGAR, POIS A MUITO TEMPO VEM PUBLICANDO UMA SÉRIE DE ASSUNTOS QUE CAUSAM CONTENDA ENTRE A TROPA, E AINDA POR CIMA ASSUNTOS ANTIGOS, SEM NEXO, QUE ACABAM CAUSANDO MAL ESTAR ENTRE AQUELES QUE NÃO APURAM O QUE SE É PUBLICADO. SINCERAMENTE O AUTOR DO BLOG NEM PARECE PM, POIS DEVERIA ESTAR PRESTANDO UM SERVIÇO DE RELEVANTE INFORMAÇÃO PARA A TÃO SOFRIDA TROPA, GANHANDO COM ISSO A SUA CONFIANÇA E ADMIRAÇÃO.

    ResponderExcluir
  5. Devem divulgar é isso a todos...... Lei 8.880/94 determinou o reajuste para os servidores públicos civis e militares em janeiro de 1995, com base no IPC-r acumulado no período...Entrem com Ação no intuíto de receberem a URV e a correção do período.....se quizerem eu passo o tel do Advogado que entra com Ação, pois nenhuma Associação está se preocupando e o prazo termina em janeiro de 2014....

    ResponderExcluir
  6. STF garante correção da URV e engorda salários de servidores públicos.

    Governos e prefeituras terão de pagar, retroativamente, a diferença referente à conversão irregular dos salários, em 1994, do cruzeiro real para a Unidade Real de Valor (URV), que antecedeu o Plano Real. Em vez de seguirem a Lei federal 8.880, alguns estados e municípios fizeram o reajuste com base em leis locais, com índices inferiores.
    A decisão do STF foi por unanimidade (9 votos a 0) e motivada por uma ação protocolada por uma funcionária pública do governo do Rio Grande do Norte, mas foi decretada a repercussão geral, isto é, o entendimento vale para outros servidores, na mesma situação, de todo o país.

    fonte: http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2013/09/27/interna_politica,453632/stf-garante-correcao-da-urv-e-engorda-salarios-de-servidores-publicos.shtml

    ResponderExcluir
  7. Um salário inicial de R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais) para os soldados ainda seria baixo, pois o referido valor já está defasado, ou seja, foi engolido pela inflação. Hoje, já seria necessário pagar um piso salarial de R$ 4.500,00 (quatro mil e quinhentos reais) para os policiais militares.

    ResponderExcluir
  8. E aí Governador? O Sr falou, o jornal publicou e o Dia chegou. será que o Sr. vai ter coragem de cumprir sua palavra. Só acredito vendo.

    ResponderExcluir
  9. Ao companheiro das 19.05hs....O Governador falou o que???? O jornal publicou o que??? Que dia é esse????

    ResponderExcluir
  10. Ah,ah,ah,nova escala chegando na pm: 24 por um suspiro........kkkkkkkkkkkkkk,não tá satisfeito,pede baixa! Ass: Bombeiro roludo.

    ResponderExcluir
  11. COMPANHEIROS, ESSA MATÉRIA É DO DIA 1.02.2012 às 00h44. ESSE BLOG NÃO TEM NADA NOVO PARA DIVULGAR, E AI FICA DANDO INFORMAÇÃO ANTIGA. SIMPLESMENTE RIDÍCULO!!!

    ResponderExcluir
  12. Militares Estaduais, isso é furada.
    Não caiam nessa. Os salarios ficam defasados ao longo dos tempos.
    Abram o olho e pesquisem bem.
    Bomba no local!
    Junto Somos Fortes!

    ResponderExcluir
  13. QUEM É ANTIGO JÁ PASSOU POR ISSO NO GOVERNO MOREIRA FRANCO, POIS DEVIDO A ALTA INFLAÇÃO DA ÉPOCA E COMO EXISTIA O GATILHO SALARIAL QUE REAJUSTAVA SEMPRE O SOLDO, O MESMO INVENTOU O SOLDÃO, FAZENDO COM QUE OS REAJUSTES CESSASSEM, E COM ISSO EM POUCOS MESES A INFLAÇÃO ENGOLIU O TAL SOLDÃO. QUEM É ANTIGO SE LEMBRA DO QUE ESTOU FALANDO. ENFIM, SUBSIDIO SÓ É BOM PARA O GOVERNO!!!

    ResponderExcluir
  14. É incrível...mas a insatisfação será eterna. Seja o Governo que for.. O governo atual esta buscando melhorar e acho que muito vem sendo feito.

    ResponderExcluir
  15. O que é incrível é a quantidade de puxa saco do cabral.......subsídio é suicídio!

    ResponderExcluir
  16. Infelizmente são muitas as informações e nenhuma certeza. A única coisa certa é que teremos no próximo ano um aumento real que já foi aprovado pela ALERJ. Só nos resta aguardar.

    ResponderExcluir