quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

PM é morto em São Cristovão

Um policial militar foi morto quando chegava em casa na Rua Senador Alencar, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio, na noite desta terça-feira (17). De acordo com a PM, o agente Carlos Eduardo Santos da Silva chegava em seu carro quando foi atingido, em frente a sua mulher, por volta das 20h40.
A corporação informou que a vítima foi atingida por quatro tiros disparados por uma dupla de criminosos e morreu na hora. A arma do agente do 5º BPM (Praça Harmonia), que estava embaixo do banco de seu carro, não foi levada.
De acordo com o delegado assistente da Divisão de Homicídios (DH), Clemente Braune, que investiga o caso, nenhum bem foi roubado, o que indica execução. "Estamos checando se há algum dado que leve a vingança, cobrança, dívidas, entre outras coisas", esclarece.
A mulher do policial nada sofreu e prestou depoimento ainda nesta terça, assim como outras duas testemunhas. O delegado informou que solicitou imagens de câmeras de segurança e que equipes trabalham para elaborar um retrato falado dos suspeitos.
Os criminosos fugiram a pé do local do crime e, em seguida, roubaram um carro para escapar do local.

Um comentário:

  1. Um policial militar foi executado em São Cristovão, área do 4º BPM. Percebe-se que ninguém está seguro no Rio de Janeiro, pois o Governo do Estado não investe na área de segurança pública.

    Pagar bem é fundamental para manter nas instituições pessoas qualificadas e comprometidas com o serviço público.

    BOMBEIRO E POLICIAL MILITAR DO RIO DE JANEIRO NÃO TÊM DIGNIDADE.

    Os integrantes da Polícia Militar (PMERJ) e do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro (CBMERJ) precisam, antes de tudo, receber um salário digno, compatível com as funções que exercem. Nenhum Militar Estadual deveria receber abaixo de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) mensais!

    Como vamos sediar a COPA DO MUNDO de 2014 e os JOGOS OLÍMPICOS de 2016 se não conseguimos nem pagar um SALÁRIO DIGNO aos funcionários públicos que prestam SERVIÇOS ESSENCIAIS à população (Bombeiros e Policiais Militares)???

    ResponderExcluir