segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Policial militar é baleado no peito no Morro Camarista Méier

Uma semana após sua inauguração, a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro Camarista Méier, no bairro do Méier, Zona Norte do Rio, teve um ataque contra policiais no fim da noite deste domingo, que resultou num agente ferido. Segundo informações da assessoria de imprensa das UPPs, por volta das 23h40m, 12 PMs da UPP faziam um patrulhamento no Morro do Gambá quando foram surpreendidos por traficantes. Os bandidos atiraram e houve revide. Um dos policiais foi atingido no peito. O disparo atravessou o colete à prova de balas do agente, que ficou com a bala alojada. Os traficantes fugiram.
O PM foi levado para o Hospital Salgado Filho, também no Méier. De lá, ele foi transferido para o Hospital Central da corporação, no Estácio, Zona Norte da cidade, onde permanece internado. Ainda de acordo com a assessoria de imprensa das UPPs, o policial não corre risco de morrer.
Por conta do tiroteio, o policiamento foi reforçado na região do Camarista Méier por agentes de outros UPPs. O caso foi registrado na 26ª DP (Todos os Santos).

3 comentários:

  1. SENHORES DENUNCIEM AO MP O RAS COMPULSÓRIO. SIRVO AQUI NO MINISTÉRIO PÚBLICO E SEI QUE AS DENÚNCIAS ESTÃO CHEGANDO MAIS QUANTO MAIS DENUNCIAS O RESULTADO SERÁ MAIS RÁPIDO. ACREDITEM!!! SITE MP: www.mprj.mp.br/ OU TEL: 127. PODE SER ANÔNIMO.

    ResponderExcluir
  2. BOMBEIRO E POLICIAL MILITAR DO RIO DE JANEIRO NÃO TÊM DIGNIDADE.

    Os integrantes da Polícia Militar (PMERJ) e do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro (CBMERJ) precisam, antes de tudo, receber um salário digno, compatível com as funções que exercem. Nenhum Militar Estadual deveria receber abaixo de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) mensais!

    ResponderExcluir
  3. Deus reconforte a família e agora quem é que vai prender os assassinos? Cade a união da corporação? Ou a união é só para fazer greve e pedir aumento?

    ResponderExcluir