segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Denúncia liga deputado Cel Jairo à corrupção no Detran

O DIA

A teia do crime. A Justiça do Rio de Janeiro tem em mãos evidências do gerenciamento político de um dos maiores esquemas de corrupção descobertos no Detran. Gravações telefônicas e depoimentos à 1ª Vara Criminal de Santa Cruz ligam o deputado estadual Coronel Jairo (PMDB) à quadrilha que movimentava R$ 2 milhões por mês na legalização de carros irregulares. O grupo tinha 181 pessoas — funcionários do departamento de trânsito, despachantes e policiais.
Presa na Operação Cruzamento, há dois meses, uma ex-funcionária, com 13 anos de serviço no Posto do Detran de Campo Grande, contou à juíza Regina Célia Moraes de Freitas como a quadrilha agia e qual era o papel de cada um no esquema. O grupo, segundo a testemunha, foi indicado pelo deputado Coronel Jairo — chamado de “o dono do Detran de Campo Grande” — para trabalhar na empresa Facility — responsável pelo recrutamento dos funcionários tercerizados do posto.

Entre os 22 empregados do Detran de Campo Grande que, segundo a testemunha, “indicados” pelo deputado, quatro são parentes de Hélio Oliveira, genro do parlamentar: os irmãos Sandro e Alexandre Afonso, a cunhada Glauciele Paes e o “compadre” Fagner Gomes.
O quarteto era encarregado por cobrar as propinas. Sandro e Fagner coordenavam os turnos da manhã e da tarde e exigiam diária de R$ 50 de cada vistoriador. A caixinha era uma espécie de pedágio para trabalhar nos guichês onde passavam táxis, vans e carros alugados — classificados como os mais fáceis de ter irregularidades e candidatos a pagar boas propinas pela vista grossa. Os funcionários que se recusavam a arrecadar dinheiro — para não atrapalhar a quadrilha — iam para guichês de emplacamento, com baixa possibilidade de irregularidade.
O esquema era supervisionado pelo chefe do posto, Flávio Tomelin, outra indicação do Coronel Jairo. De acordo com a testemunha, o deputado passou a “controlar” o Detran de Campo Grande em 2008, após a prisão dos irmãos Jerominho e Natalino Guimarães, por ligações com a milícia.
Propina usada em campanha
Parte do dinheiro arrecadado com as propinas era destinada à campanha política. Em depoimento na 1ª Vara Criminal de Santa Cruz, a ex-funcionária do Detran garante que é comum em todos os postos do Detran do Rio recolher dinheiro para ajudar políticos encarregados da nomeação. Sustentou, inclusive, que em 2012 a candidatura do vereador Jairinho (filho do Coronel Jairo) recebeu ajuda financeira e apoio logístico dos envolvidos no esquema.
A testemunha descreve as reuniões organizadas às vésperas da eleição pelo diretor do posto, Flávio Tomelin, para, segundo ela, obrigar os funcionários a conseguir votos de parentes e amigos para o candidato Jairinho. Sem contar a entrega de fichas com dados pessoais e idas a comitês de campanha de Jairinho em Campo Grande e Bangu. O elo entre o deputado e Jairinho com o posto do Detran era feito por Hélio Oliveira. Segundo a testemunha, era ele quem comandava os comitês eleitorais.


8 comentários:

  1. esse aí nunca fez nada pela corporação

    ResponderExcluir
  2. Dois safados. Tem que cassar o mandato e meter na cadeia, igual fizeram com o Natalino e Jerominho.

    ResponderExcluir
  3. A empresa Facility, citada na reportagem, PERTENCE AO GOVERNADOR e Arthur é só um laranja. O governo Cabral é um laranjal

    ResponderExcluir
  4. A POPULAÇÃO CARIOCA AINDA TEM CORAGEM DE VOTAREM EM LADRÕES COMO ESTES. É O FIM DA PICADA.

    ResponderExcluir
  5. ----------------------------ALOU-------------------- ALOU-----------------------------------------------------------------------------MINITERIO PUBLICO E POLICIA FEDERAL E ALERJ ------------------------------------------------------------------------TIRE O SALARIO E O EMPREGO -------DESSE LANFLANHUDO DO PODER ------------------------------------------MP. MANDE --------ESSE CARA MELICIANO LEGALIZADO PARA CADEIA BANGU 1 JA JA --------------------------------------ELE NUNCA FEZ NADA PELA TROPA ESSE POLITICO NOGENTO PUXA SACO DO PMDB E GOVERNADOR ------A TROPA AGUARDA SUA PRISAO PMERJ X CBMERJ X PCRJ-----------------------------------------------------------------URGENTE -----------------------SOSPMERJX SOS BOMBEIROS----------------------------------------------------------

    ResponderExcluir
  6. É quem te viu e quem te vê né Coronel e aí jairinho o que vão dizer agora tomara que paguem por td surreal....

    ResponderExcluir
  7. Todos os postos são assim!!! Alguém indica

    ResponderExcluir
  8. e ainda manda o reboque recolher carros à toa em Realengo só pra ele arrecadar.O posto do Detran é dele. Há muito tempo ele é ligado ao Detran

    ResponderExcluir