sábado, 4 de janeiro de 2014

Mudanças no auto de resistência


8 comentários:

  1. Isso é um assunto bem delicado. Já foi feita uma pesquisa e várias autos de resistências foram forjados, muita coisa é mentira. Quem perde é a polícia, pois ficam com a imagem de assassinos, e não justiceiros.

    ResponderExcluir
  2. Olá, amigos! Como sempre, a imprensa podre tenta manipular o povo, omitindo determinadas informações. Em todas as reportagens e matérias dilvulgadas pela imprensa, relativas ao tiroteio que ocorreu na noite do reveillon em Copacabana, foi diulgado apenas que UM POLICIAL teve a arma arrancada do coldre e que isso causou o tiroteio. Pois bem, mas, a imprensa não diz de qual policial a arma foi tomada. Será que porque se trata de um oficial de alta patente? Se fosse um praça, será que já não teriam divulgado? Pois, como não guardamos dinheiro, também não omitimos informações. A arma foi retirada do coldre do tenente-coronel Ronal Langres de Freitas SANTANA, comandante de 19° BPM, mas, a imprensa e até o próprio coronel negam o fato. O motivo, não sabemos. A arma foi arrancada do coldre do tenente-coronel Santana, contaram-nos os policiais que estavam presentes, mas, por determinação do comando da PM e do batalhão, estão proibidos de vomitar isso e causar um certo desconforto entre os oficiais. Se fosse um praça, já estariam escrachando o policial, mas, como se trata de um oficial do alto escalão, estão tentando abafar o caso. O tenente-coronel nega, mas, as imagens, se divulgadas, vão mostrar de fato que o atirador maluco tomou a arma do seu coldre, que estava sem a "Guia" de segurança. Engraçado é que os oficiais cobram tanto o uso da tal guia pelos praças, mas, os mesmos não fazem o mesmo, achando que nada vai acontecer com eles durante uma ocorrência. Isso é falta de preparo, falta de "tato" nas ruas, pois, ficam confinados numa salinha com ar condicionado e acabam perdendo o faro de policiais. O comando da PM quer, em comunho com a imprensa podre, passar aquela imagem de que apenas os praças erram, apenas os praças são despreparados, daí o fato de omitirem que um oficial de alta patente teve a arma tirada do seu coldre, o que ocasionou um tiroteio na noite de reveillon e que, graças a Deus, não veio a ocasionar uma tragédia bem maior, pois, os tiros poderiam ter matado diversas pessoas que ali estavam na hora do fato. (RETIRADO DO BLOG DO SOLDADO/PARA DIVULGAÇÃO)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É disso que precisamos lutar pelo honesto, doa a quem doer!! Assim acaba as regalias dos que são incompetentes!!!

      Excluir
  3. Vai ficar esquisito para alguns policiais!!!

    ResponderExcluir
  4. É justo! Afinal muitos policias militares (maus policiais) se valem deste artifício para cometerem atrocidades em serviço.
    A lei é para todos, sem exceções!
    Caso o ato seja legítimo, parabéns para o policial e vida que se segue.... O que é inadmissível é o poder que determinados agentes acham que possuem, pensam que estão acima do bem e do mal, que são policiais, delegados, juízes, deuses..

    ResponderExcluir
  5. Correto mas aproveitando o assunto eu gostaria de saber se tambem investigarao com o mesmo empenho as mortes de policias. Aqui no rio morrem mais policiais por ano doque em qualquer outro lugar no mundo.

    ResponderExcluir
  6. Correto mas aproveitando o assunto eu gostaria de saber se tambem investigarao com o mesmo empenho as mortes de policias. Aqui no rio morrem mais policiais por ano doque em qualquer outro lugar no mundo.

    ResponderExcluir
  7. Nós da PMERJ devemos voltar no tempo e anualizarmos os candidatos a governador pois existem pré-candidatos que arruinaram com a PMERJ: Exemplifico o pre candidato do PR
    este desvinculou o soldo do salario mínimo. os PM mais novos procurem com os mais antigos e verifiquem. em 2014 o mais certo seria um militar na governadoria pensem,,,

    ResponderExcluir