sábado, 11 de janeiro de 2014

No São Carlos, licença médica é no batalhão


Um comunicado do comando da UPP São Carlos vem causando insatisfação no efetivo que ocupa o morro do Estácio. Desde o dia 28 de dezembro, um comunicado à supervisão de graduados da unidade afixado no contêiner do comando determina que policiais de licença médica domiciliar fiquem aquartelados. Segundo o texto, assinado pelo comandante da unidade, major Leonardo Nogueira, os PMs devem cumprir o trabalho, no 4º  BPM. O descumprimento da ordem será considerada transgressão disciplinar, a exceção fica para os policiais com doenças infectocontagiosas.
A determinação não foi bem recebida pelos policiais da unidade. Ontem, o EXTRA circulou pela favela e conversou com 17 PMs. Todos afirmaram que a medida tem como objetivo desestimular os policiais a pedir licença, já que, segundo eles, o efetivo da UPP é insuficiente. A unidade do São Carlos foi inaugurada em maio de 2011 e tem 255 policiais.
—Quando vi o aviso na parede, não acreditei. Licença domiciliar deve ser cumprida em casa. Em qualquer batalhão ou UPP, é assim: o policial doente tem direito a descansar e se recuperar em casa. Nossa escala, de 48h trabalhadas por 96h de descanso, já é exaustiva demais. Já conversamos com o comandante e ele falou que essa escala é provisória. Mas não é porque faltam PMs que precisam sacrificar os que estão aqui alega um dos policiais ouvidos que não quis se identificar.


DESEMPENHO
Para o comandante, medidas tem objetivo de melhorar 'eficiência do policiamento

A medida do comando, entretanto, não é ilegal: a ordem está respaldada pelo artigo 76 do Código Civil, que estabelece que "o domicílio do militar é onde o mesmo serve". O próprio comandante da UPP afirma já ter estabelecido o mesmo procedimento nas outras duas unidades que comandou: Mangueira e Cantagalo. No entanto, ele confirma que vem discutindo com a Secretaria de Segurança o aumento do efetivo na favela.
— Estimo que o efetivo vá aumentar, porque temos um problema de contagem da população da favela. Para o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), são 20 mil habitantes. Para a associação de moradores, são 60 mil. Mas isso não acontece de um instante para o outro, é preciso modificar um decreto —afirmou ao EXTRA o major Leonardo Nogueira.
 
*Já quanto à escala de 48h por 96h, o oficial afirma que criou para diminuir o número de viagens dos 46 PMs do interior que trabalham na UPP.

15 comentários:

  1. Como estudante de Direito,já sabia disso, e rezava para que estes oficiais que não tem o mínimo de conhecimento jurídico,nunca tivessem orientação acerca do assunto,pois neste caso,embora haja necessidade de uma análise mais profunda do assunto,infelizmente,tem respaldo legal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O MEU IRMÃO, por favor, use seu conhecimento na área do direito pra ficar a nosso favor,.mesmo que hajam leis, use-as para nos beneficiar. durante o meu curso de formação, durante as corridas girtavamos CUMPRIR A LEI....OS coronéis nenca fazem isso, são apenas arbitrários egoistas e inetresseiros. jamais pensarão na tropa. j´nós, meros mortais, temos que ficr a cada dia mais unidos contra essa corja chamada cúpula da PM. Um dia o reino de ilusão deles cairá...quando não houver mais nenhum praça pra poder botar pra rolo com envolvimento com parada errada,. os bolas da vez serão eles. ESPERO QUE VC SEJA UM EXCELENTE ADVOGADO, OU UM EXCELENTE JUIZ, UM EXCELENTE PROMOTOR, OU UM EXCELENTE DELEGADO, aki na PM, meu irmão, msmo sendo oficial, vc não será ninguem...estude bastante e saia dessa PRISÃO CHAMADA PM.

      Excluir
    2. Mas meu comentário não foi,de maneira alguma,para ficar contra meus pares nobre companheiro,afinal de contas,também sou praça,tenho 7,5 anos na corporação e conheço tais arbitrariedades.Jamais iria municia-los contra nós,me perdoe. Obrigado pela parte que me toca,também desejo que seja muito feliz na PMERJ ou fora dela e se não for pretensão de minha parte, um dia ocupar qualquer destes cargos,tenha a certeza de que sempre estarei a seu lado e de todos os praças da PMERJ.Um grande abraço!!!!!!!

      Excluir
  2. Poxa!
    Me Emocionei e fui as lágrimas com as declarações tão sensível do Cmt da UPP
    Ele numa atitude de "humanidade","preocupação" e "zelo" pelos seus comandando estabeleceu a escala 48 x 96 tão somente para "diminuir o número de viagens de 46 PMs do interior que trabalham na UPP!
    Nossa é ou não é para se Emocionar?
    -VAI COÇAR O CÚ COM SERROTE SEU ARREGADO DO CARALHOOO!!
    VCS NUNCA FAZEM NADA EM PROL DOS PRAÇAS É UM BANDO DE SAFADO QUE GOSTA MESMO É DO ARREGO QUE TODOS SABEM QUE CHEGA DE UMA FORMA OU DE OUTRA!!!

    ResponderExcluir
  3. Ainda bem que saí da Pmerj, graças a Deus!

    ResponderExcluir
  4. se eles trabalhassem no 28°BPM eles iam ver o que é escala..putz....essa escala ai deem graças a Deus!!! agora em relação ao atestado medico temos que rever em relação ao nosso rdpm ultrapassado fica o rquero, rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  5. Gostaria de saber que médico seria maluco de expor na papeleta médica que o paciente é portador de doença infectocontagiosa, visto que tal atitude fere o código de ética médica (art. 63).
    Subten Jeremias

    ResponderExcluir
  6. Isso e um absurdo!
    Agora pergunte ao major Nojeira sobre o veiculo renault megane que ele ganhou da associação de moradores do Pavão pavãozinho pra não mexer com o moto-táxi quando era comandante de la, pergunte também sobre o arrego que ele pegava semanalmente na reta velha em itaboraí quando era chefe da P2 do 35° bpm, sem falar na sua mansão em cabo frio, e as regalias que são dada ao seus peixes da administração, que chegam ou saem a hora que querem, faltam quando querem e não da em nada, e o policial que se f... no meio da favela dia e noite de baixo de tiro quando se esta doente e obrigado a ficar no batalhão (mesmo estando prescrito pelo medico dispensa domiciiar) em meio aos ratos e baratas sem nem um colchão pra se deitar pois no alojamento do 4° bpm so existem 10 colchoes para o efetivo da upp mangueira, sao carlos, caju, barreira do vasco e 4° bpm.
    MP nele, ai eu quero ver.

    ResponderExcluir
  7. Isso e um absurdo!
    Agora pergunte ao major Nojeira sobre o veiculo renault megane que ele ganhou da associação de moradores do Pavão pavãozinho pra não mexer com o moto-táxi quando era comandante de la, pergunte também sobre o arrego que ele pegava semanalmente na reta velha em itaboraí quando era chefe da P2 do 35° bpm, sem falar na sua mansão em cabo frio, e as regalias que são dada ao seus peixes da administração, que chegam ou saem a hora que querem, faltam quando querem e não da em nada, e o policial que se f... no meio da favela dia e noite de baixo de tiro quando se esta doente e obrigado a ficar no batalhão (mesmo estando prescrito pelo medico dispensa domiciiar) em meio aos ratos e baratas sem nem um colchão pra se deitar pois no alojamento do 4° bpm so existem 10 colchoes para o efetivo da upp mangueira, sao carlos, caju, barreira do vasco e 4° bpm.
    MP nele, ai eu quero ver.

    ResponderExcluir
  8. Ainda bem que me licenciei! Melhor decisão que tomei na minha vida. O PM não têm dignidade, não têm!

    ResponderExcluir
  9. RETROSPECTIVA 2013...FONTE G1

    09/02/2012 12h00 - Atualizado em 09/02/2012 12h33
    Alerj aprova aumento de policiais, bombeiros e agentes penitenciários
    Deputados votam destaques ao projeto aprovado, que podem mudar o texto.
    Aumento será de 39% até fevereiro de 2013. Clima é tranquilo na Assembleia.

    Deputados comentam votação
    Para o deputado Luiz Paulo (PSBD), houve avanço na proposta do governo em relação a benefícios como vale-transporte, mas, segundo ele, o projeto não chegará a atender às reivindicações salarias da categoria.

    "Pelos meus cálculos, em fevereiro de 2014 os vencimentos estarão em torno de R$ 2.500, e não R$ 3.500, que é o que querem as categorias. Mesmo assim, houve avanço, por isso, votei a favor", disse o deputado.

    O deputado Flávio Bolsonaro (PP) disse que o governo avançou na proposta de aumento para a área de segurança, por isso, votou a favor.

    "O governo avançou bastante antecipando a última parcela de reajuste de outubro de 2013 para fevereiro de 2013 e propondo a recomposição do salário na base do dobro da inflação em 2014." Ele acredita que a categoria da área de segurança foi vitoriosa e que não haverá greve.

    "Greve de militar é o fundo do poço, é preciso saber como a situação chegou a esse ponto", disse ele.


    Manifestantes questionam aumento

    O aumento salarial anunciado pelo governo é visto pelos manifestantes e deputados de oposição apenas como antecipação de uma verba já prevista. A diferença, no entanto, é que o reajuste, que seria feito até dezembro de 2014 – faltavam 35 parcelas, seria antecipado para o início do ano que vem.

    Nada Mudou.....

    ResponderExcluir
  10. Policiais Militares do Estado do Rio de Janeiro deveriam ganhar mais de 10 (dez) salários mínimos por mês para ter uma remuneração compatível com a responsabilidade e a importância de suas funções.

    O salário líquido de um Soldado da PMERJ, sem as gratificações temporárias, é de apenas R$ 1.909,75 (mil, novecentos e nove reais e setenta e cinco centavos). FALTA MUITO PARA ALCANÇAR A TÃO SONHADA DIGNIDADE. Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, o artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988 está sendo desrespeitado no Rio de Janeiro. O Salário Mínimo Necessário divulgado pelo D.I.E.E.S.E. em Abril de 2013 foi estimado em R$ 2.892,47 (dois mil, oitocentos e noventa e dois reais e quarenta e sete centavos). A defasagem do salário do SD PM ou BM no RJ é de R$ 982,72 (novecentos e oitenta e dois reais e setenta e dois centavos) = 51,5%.

    Bombeiros e Policiais Militares do Estado do Rio de Janeiro não recebem uma remuneração suficiente para suprir as necessidades vitais básicas previstas no dispositivo constitucional supramencionado. Um Estado que possui a 2ª MAIOR ARRECADAÇÃO de impostos do país não pode pagar o MENOR SALÁRIO da Federação! Como vamos sediar a COPA DO MUNDO de 2014 e os JOGOS OLÍMPICOS de 2016 se não conseguimos nem pagar um SALÁRIO DIGNO aos funcionários públicos que prestam SERVIÇOS ESSENCIAIS à população (Bombeiros e Policiais Militares)??? Considerando que o SOLDO é o salário do Militar, seria importante observarmos o valor pago aos Soldados da PMERJ e do CBMERJ. Atualmente, o soldo de um SD PM ou BM é R$ 512,90, R$ 211,10 abaixo do salário mínimo vigente, que é de R$ 724,00 (para equiparar os valores seria necessário conceder um reajuste mínimo de 41,16%).

    Concluindo, o Governo do Estado do Rio de Janeiro precisa conceder 51,5% de reajuste salarial para a PMERJ e o CBMERJ em 2014, para ficar em dia com suas obrigações.

    ResponderExcluir
  11. tambem sonho em sair dessa barca furada , instituição falida chamada PMERJ OU PMERD
    mas também da mole não arruma logo uma alteração monstra sai arrumando problema para ele tambem

    ResponderExcluir
  12. caros irmãos de farda...sou CB PM e tenho 8 anos sobrevivendo nesta corporação, e gostaria de desabafar um pouco sobre esse assunto, DISPENSA MÉDICA. Meus caros, em meados do ano passado, fui submetido a uma cirurgia, nã pela PM, pois se eu não gastasse do p´roprio bolso, estria na fila de cirurgia até hoje, . bom, eu só sei que operei num dia e fui pra casa no outro,pois a diária do hospital era absurda. liguei pra minha cománhia para avisar que tinha me submetido a uma cirurgia e que eu estava a caminha de casa, pois não tinha condiçao nenhumde entregar a dispensa n batalhão.. fui obrigado a ouvir do sargenteante que eu deveria passar no bpm pra HOMOLOGAR A DISPENSA...eu reforcei a minha mensagem repetindo que eu estava OPERADO E NÃO TINHA CONDIÇÃO NENHUMA DE IR AO BPM com muito custo convenci o sargenteante e enviei a dispensa por e-mail. o mairo absurdo que vejo nesta corporação, é que a saúde nossa não importa pr eles.. ha alguns anos, a pm tinha convêenio com clinicas nas proximidade dos bpms, hoje estes convênios estãoextintos, nos obrigando a nos deslocarmos para niterói ou o grande rio para sermos mal recepcionados pelos funcionários civis que trabalham em nossos hospitais, nos forçando a sermos atendidos juntamente com os P.Is na fila do SUS. certa ocasião, eu no meu bpm, passei mal precisando de uma viatura pra me conduzir ao meu médico, que é no HCPM. fui obrigado a ouvir pra eu me direcionar pro hospital mais p´roximo..VM K... O SERVIÇO DE SAÚDE, NÃO É DESCONTADO DO NOSSO CONTRA-CHEQUE? PQ É QUE TENHO QUE USAR O SV PÚBLICO SE ESTOU SENDO DESCONTADO PELA PM? PQ É QUE DEVO HOMOLOGAR DISPENSA MÉDICA POR MÉDICO CIVIL, SE A PM IMPEDE QUE EU SEJA ATENDIDO NOS HOSPITAIS EXCLUSIVOS(OU DEVERIA SER) PARA NÓS? PRA QUE SERVE O FUNDO DE SAÚDE DO NOSSO CONTRA-CHEQUE SE QUANDO TENHO UMA DISPENSA MÉDICA TENHO QUE CUMPRIR NO BPM? SE DISPENSAMÉDICA NÃO PODE SER CUMPRIDA EM CASA, ENTÃO DEVE SER CUMPRIDA NO HOSÍTAL, POISS É DESCONTADO DO NOSSO CONTRA-CHEQUE, DE LÁ QLQER MÉDICO PODE LIBERAR. caros irmãos, caso vcs passem mal , seja qual for o motivo, fútil ou não fútil, seja a distância que for...PRA SE APRESENTAREM NO HCPM, COM OU SEM PAPELETA MÉDICA. POIS SE DESCONTAM DE NOSSO BOLSO, NÓS SOMOS OS CLIENTES E ELES É QUE TEM QUE SE VIRAR PRA NOS ATENDEREM, DE PREFERÊNCIA NA EMERGÊNCIA ,POIS SÃO OBRIGADOS POR LEI PRA NOS ATENDEREM..PPMM DAS UPPs não fritem a cucua com isso não...passou mal..HCPM.DE preferência,( caso estiverem de sv) de VTR, pois serão no mínimo 3 HOmens e uma VTR a menos no setor de policiamento, pra levar um ou mais PMs no hospital.. pensem nosso galera....meu proximo tema LICENÇA ESPECIAL..O POR QUE DA FILA?

    ResponderExcluir
  13. A PMERDA só descumpre a lei...instituição falida. O Brasil é um país atrasado em todos os sentidos... ninguém respeita a C.F de 1988,esses bandidos limpam o rabo com suas páginas.

    ResponderExcluir