quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Polícia prende chefe do tráfico na Covanca


Policiais da Delegacia de Combate às Drogas prenderam, na tarde desta quinta-feira (30), Thiago Pereira, conhecido como Tikinho, de 28 anos, suspeito de comandar o tráfico de drogas nas comunidades da Covanca, Barão e São José Operário, na zona oeste do Rio. Contra ele, havia sete mandados de prisão.
Em setembro de 2013, traficantes da Covanca postaram fotos em uma rede social ostentando armas de grosso calibre. O exibicionismo motivou uma operação do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) e houve tiroteio. O subtenente Marco Antônio Gripp morreu e outros dois PMs ficaram feridos. Tikinho poderá responder por participação na morte do policial.

4 comentários:

  1. Parabéns. Que DEUS abençoe e proteja.

    Att. cidadão.

    ResponderExcluir
  2. ENTREVISTA EXCLUSIVA COM A GUARDA MUNICIPAL QUE LEVOU 8 TIROS DO EX-MARIDO, SARGENTO DO BOPE. https://www.facebook.com/photo.php?v=492571777518476

    ResponderExcluir
  3. Policiais Militares do Rio de Janeiro estão insatisfeitos com seus salários.

    A maioria dos policiais militares quer trocar de emprego, principalmente quem trabalha bem! A insatisfação vem aumentando gradativamente. O Governo do Estado pode mudar esse quadro, valorizando a tropa. Não reconhecer o que é importante para os funcionários pode se transformar em mais insatisfação com o trabalho, menor produtividade e maior rotatividade voluntária. Sentir-se valorizado é importante em qualquer área de trabalho. Os PMs do Rio não se sentem valorizados, pelo contrário, sentem-se subempregados. O Governo do Estado do Rio de Janeiro tem que valorizar os Policiais Militares.

    Policiais Militares do Estado do Rio de Janeiro deveriam ganhar mais de 10 (dez) salários mínimos por mês (R$ 7.240,00) para ter uma remuneração compatível com a responsabilidade e a importância de suas funções.

    O salário líquido de um Soldado da PMERJ, sem as gratificações temporárias, é de apenas R$ 1.909,75 (mil, novecentos e nove reais e setenta e cinco centavos). Com o atual salário, as NECESSIDADES VITAIS BÁSICAS NÃO SÃO ATENDIDAS! Portanto, ainda FALTA MUITO para alcançar a tão sonhada DIGNIDADE. Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, o artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988 está sendo desrespeitado no Rio de Janeiro. O Salário Mínimo Necessário divulgado pelo D.I.E.E.S.E. em Abril de 2013 foi estimado em R$ 2.892,47 (dois mil, oitocentos e noventa e dois reais e quarenta e sete centavos). A defasagem do salário do SD PM ou BM no RJ é de R$ 982,72 (novecentos e oitenta e dois reais e setenta e dois centavos) = 51,5%.

    Bombeiros e Policiais Militares do Estado do Rio de Janeiro não recebem uma remuneração suficiente para suprir as necessidades vitais básicas previstas no dispositivo constitucional supramencionado. Um Estado que possui a 2ª MAIOR ARRECADAÇÃO de impostos do país não pode pagar o MENOR SALÁRIO da Federação! Como vamos sediar a COPA DO MUNDO de 2014 e os JOGOS OLÍMPICOS de 2016 se não conseguimos nem pagar um SALÁRIO DIGNO aos funcionários públicos que prestam SERVIÇOS ESSENCIAIS à população (Bombeiros e Policiais Militares)??? Considerando que o SOLDO é o salário do Militar, seria importante observarmos o valor pago aos Soldados da PMERJ e do CBMERJ. Atualmente, o soldo de um SD PM ou BM é R$ 512,90, R$ 211,10 abaixo do salário mínimo vigente, que é de R$ 724,00 (para equiparar os valores seria necessário conceder um reajuste mínimo de 41,16%).

    Concluindo, o Governo do Estado do Rio de Janeiro precisa conceder 51,5% de reajuste salarial para a PMERJ e o CBMERJ em 2014, para ficar em dia com suas obrigações.

    ResponderExcluir
  4. http://odia.ig.com.br/noticia/rio-de-janeiro/2014-01-31/guarda-municipal-acusa-sargento-do-bope-de-tentar-mata-la.html

    ResponderExcluir