quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Tráfico expulsa três policiais de casa, em favela de Mesquita

JORNAL EXTRA


O terror começou no último fim de semana. Foi quando traficantes do morro da Caixa d’Água, em Mesquita, passaram a ameaçar três PMs que moram na comunidade. E na porta de casa. Segundo o relato dos policiais, que não quiseram se identificar, os bandidos chegavam na parte da noite, armados de pistolas e fuzis, e montavam guarda em frente às casas dos PMs. Temendo por suas vidas e de suas famílias, eles deixaram os imóveis no início desta semana.
— Os traficantes passaram as madrugadas de sábado e domingo na porta de nossas casas. É uma intimidação que assusta e indigna muito. Minha mulher está grávida de oito meses e não posso arriscar. Tive que sair de lá — disse um soldado, de 29 anos, que saiu de casa na segunda-feira.
No dia seguinte, foi a vez de um sargento ir com a família para a casa de parentes, fora da Caixa d’Água, onde nasceu e foi criado.
— Meus filhos não conseguem mais dormir, estão todos atordoados. Esta situação é um absurdo e chega a ser vergonhosa. Não quero ter que deixar a minha casa de vez — revelou o sargento que está na corporação há cerca de 12 anos.
Os PMs não chegaram a ser abordados por traficantes, mas seus parentes, sim. Foi por meio deles e de vizinhos que as ameaças chegaram.
— São piadas como: “avisa para ele sair, senão vai ser morto” e “é a gente é que manda agora aqui”. Os vizinhos nos ligam a todo momento para avisar que estão rondando nossa casa. Todos estão aterrorizados — conta um dos policiais.


6 comentários:

  1. Estou esperando a resposta do Estado a altura. Quem está no controle do nosso Estado a lei ou os bandidos?

    Ass. cidadão.

    ResponderExcluir
  2. Onde estão essas ONG`S que se dizem defensoras dos direitos humanos?Onde está o Governo Estadual e a imprensa que não se manifestam?Posso garantir que se estes policiais se reunissem para caçar e matar estes vagabundos,já teriam feito muito barulho.Vermes malditos!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Por isso que falo, não dá mais para fazer corpo mole, a PM tem que se unir e prender. Não dá para aceitar uma coisa dessas!!!

    ResponderExcluir
  4. A PM tem que cobrar que a Policia Civil faça o papel dela, por falta de investigação gera a impunidade que gera a ousadia dos bandidos que gera sobrecarga da PM

    ResponderExcluir
  5. O salário bruto de um Soldado da PMERJ é R$ 2.077,25 (dois mil e setenta e sete reais e vinte e cinco centavos). O salário líquido é R$ 1.909,75 (mil, novecentos e nove reais e setenta e cinco centavos).

    Incluindo os benefícios temporários (POEPP e Auxílio Transporte), o valor bruto sobe para R$ 2.527,25 e o líquido para R$ 2.334,75.

    FALTA MUITO PARA ALCANÇAR A TÃO SONHADA DIGNIDADE.

    Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, o artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988 está sendo desrespeitado no Rio de Janeiro.

    Salário Mínimo Necessário - D.I.E.E.S.E. (Abril de 2013): R$ 2.892,47 (dois mil, oitocentos e noventa e dois reais e quarenta e sete centavos).

    Defasagem do salário do SD PM ou BM: R$ 982,72 (novecentos e oitenta e dois reais e setenta e dois centavos) = 51,5%.

    Bombeiros e Policiais Militares do Estado do Rio de Janeiro não recebem uma remuneração suficiente para suprir as necessidades vitais básicas previstas no dispositivo constitucional supramencionado. Um Estado que possui a 2ª MAIOR ARRECADAÇÃO de impostos do país não pode pagar o MENOR SALÁRIO da Federação!

    Como vamos sediar a COPA DO MUNDO de 2014 e os JOGOS OLÍMPICOS de 2016 se não conseguimos nem pagar um SALÁRIO DIGNO aos funcionários públicos que prestam SERVIÇOS ESSENCIAIS à população (Bombeiros e Policiais Militares)???

    Considerando que o SOLDO é o salário do Militar, seria importante observarmos o valor pago aos Soldados da PMERJ e do CBMERJ. Atualmente, o soldo de um SD PM ou BM é R$ 512,90, R$ 211,10 abaixo do salário mínimo vigente (para equiparar os valores seria necessário conceder um reajuste mínimo de 41,16%).

    Concluindo, o Governo do Estado do Rio de Janeiro precisa conceder 51,5% de reajuste salarial para a PMERJ e o CBMERJ em 2014, para ficar em dia com suas obrigações.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns ao 20 BPM pelo excelente serviço prestado a este bairro. Depois que esse Coronel Almir assumiu Mesquita, Nova Iguaçu e Nilópolis estao tomados. Saudades do Cel D'AMBRÓSIO!

    ResponderExcluir