domingo, 16 de fevereiro de 2014

Bombeiros são ameaçados de morte por traficantes

Três bombeiros do 2º GMar viveram momentos de pânico na madrugada deste sábado no Morro do Banco, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Por volta das 3h, os militares receberam um chamado do Samu para socorrer um homem de 37 anos, na Rua Maria Alice, que tinha cortado o pé. Ao chegar à favela, porém, bandidos encurralaram a equipe, ordenando que os bombeiros desligassem o giroscópio (luz vermelha) e descessem do veículo.
— Eles nos revistaram, apontaram armas para as nossas cabeças e falaram: “Aqui é o tráfico. Bombeiro não tem vez, vamos descarregar em cima de vocês”. Eram três bandidos em cima da gente e mais quatro na esquina. Eles tinham duas pistolas, um revólver calibre 38 e um fuzil — relatou um dos bombeiros, que preferiu não se identificar.
De acordo com o bombeiro, a ação demorou cerca de 15 minutos e um dos bandidos perguntou, usando um rádio, o que deveria ser feito.
— Eu falei que éramos trabalhadores, mas eles diziam “Bombeiro, aqui, a gente mete tiro”. Um dos bandidos queria nos executar, mas o restante falava para liberar. Achei que não íamos sair vivos — contou o chefe da guarnição.
Um bandido subiu numa moto, mandou os bombeiros entrarem na ambulância do Samu e os guiou até a saída da comunidade.
A equipe fez um registro de ocorrência pelo crime de ameaça na 16ª DP (Barra da Tijuca) e deixou um relato do caso no 2º GMar.

Um comentário:

  1. PMs arriscam suas vidas para proteger a sociedade, mas suas famílias passam necessidades.

    O Governo do Estado do Rio de Janeiro precisava conceder 51,5% de reajuste salarial para a PMERJ e o CBMERJ em 2014, para ficar em dia com suas obrigações.

    O salário líquido de um Soldado da PMERJ é de apenas R$ 1.909,75 (mil, novecentos e nove reais e setenta e cinco centavos). Com 11,18% de reajuste, o valor subirá para aproximadamente R$ 2.123,26 (dois mil, cento e vinte e três reais e vinte e seis centavos), valor insuficiente para suprir as NECESSIDADES VITAIS BÁSICAS dos Policiais Militares, previstas no artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988, de acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos. Salário Mínimo Necessário divulgado pelo D.I.E.E.S.E. em Abril de 2013 foi estimado em R$ 2.892,47 (dois mil, oitocentos e noventa e dois reais e quarenta e sete centavos).

    A defasagem do salário do SD PM ou BM no RJ ficará em R$ 769,21, ou seja, seria necessário conceder um novo reajuste, de 36,228%, para que a família do PM não passe necessidades. Um Estado que possui a 2ª MAIOR ARRECADAÇÃO de impostos do país não pode pagar tão mal! Como vamos sediar a COPA DO MUNDO de 2014 e os JOGOS OLÍMPICOS de 2016 se não conseguimos nem pagar um SALÁRIO DIGNO aos funcionários públicos que prestam SERVIÇOS ESSENCIAIS à população (Bombeiros e Policiais Militares)??? A solicitação visa apenas atender o que está previsto na Carta Magna!

    "Como uma sociedade vai garantir a paz, a segurança pública e a justiça criminal com policiais envolvidos em jornadas estressantes e perigosas em ambientes com armas de guerra e poder financeiro corruptor, sem poder conviver com a famílias os momentos de folga e lazer, necessários à sua saúde mental, boas condições técnicas e acertadas decisões de inopino?

    A saúde emocional, psíquica, física e financeira dos policiais brasileiros deveria ser prioridade na atenção dos poderes governantes e da sociedade, já que são estes homens e mulheres que fazem a primeira linha de defesa contra o crime e contra a violência na garantia de direitos."

    BENGOCHEA

    ResponderExcluir