sexta-feira, 14 de março de 2014

O tenente-coronel João Jacques Busnello é o novo comandante do BEP


Oitavo oficial a assumir a direção do BEP nos últimos cinco anos, quase sempre após denúncias de irregularidades, o tenente-coronel João Jacques Busnello terá a difícil missão de tentar, enfim, moralizar a unidade prisional da PM. O nome do novo diretor, ex-subcomandante do Bope, foi confirmado nesta quinta-feira pelo comandante-geral da corporação, coronel José Luís Castro Menezes, que definiu o “perfil firme” de Busnello como importante na hora da escolha.
O coronel Luís Castro também divulgou mudanças na rotina do presídio, numa tentativa de dar fim às constantes regalias para detentos, que vão do uso de ar-condicionado e internet à saída indiscriminada de policiais presos. A promessa é realizar uma inspeção surpresa na unidade por mês, com apoio do Batalhão de Choque e presença do Ministério Público.
Será feito ainda um rodízio entre tenentes e capitães das delegacias de Polícia Judiciária Militar (DPJM) para atuar como oficial de dia no BEP. Com isso, o posto não vai mais ser ocupado por integrantes da própria unidade prisional.
Por fim, o coronel anunciou que o ex-diretor, o tenente-coronel Ari Jorge Alves dos Santos, será transferido para a Diretoria Geral de Pessoal — a “geladeira” da corporação. Com ele, vão dois oficiais citados na denúncia que revelou regalias e motivou a inspeção do carnaval: o capitão Hudson Paulo de Melo Souza, ex-chefe da P2; e o capitão Antônio Carlos Cravo Júnior, da P4.

5 comentários:

  1. Os PMs arriscam suas vidas para proteger a sociedade, mas suas famílias passam necessidades. O Governo do Estado do Rio de Janeiro precisa conceder mais 36,228% de reajuste salarial para a PMERJ e o CBMERJ em 2014, para ficar em dia com suas obrigações, pois concedeu apenas 11,18%.

    O salário líquido de um Soldado da PMERJ é de R$ 2.123,26 (dois mil, cento e vinte e três reais e vinte e seis centavos), valor insuficiente para suprir as NECESSIDADES VITAIS BÁSICAS dos Policiais Militares, previstas no artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988, de acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos. Salário Mínimo Necessário divulgado pelo D.I.E.E.S.E. em Abril de 2013 foi estimado em R$ 2.892,47 (dois mil, oitocentos e noventa e dois reais e quarenta e sete centavos).

    A defasagem do salário do SD PM ou BM no RJ está em R$ 769,21, ou seja, é necessário conceder um novo reajuste, de 36,228%, para que a família do PM não passe necessidades. Um Estado que possui a 2ª MAIOR ARRECADAÇÃO de impostos do país não pode pagar tão mal! Como vamos sediar a COPA DO MUNDO de 2014 e os JOGOS OLÍMPICOS de 2016 se não conseguimos nem pagar um SALÁRIO DIGNO aos funcionários públicos que prestam SERVIÇOS ESSENCIAIS à população (Bombeiros e Policiais Militares)??? A solicitação visa apenas atender o que está previsto na Carta Magna!

    "Como uma sociedade vai garantir a paz, a segurança pública e a justiça criminal com policiais envolvidos em jornadas estressantes e perigosas em ambientes com armas de guerra e poder financeiro corruptor, sem poder conviver com a famílias os momentos de folga e lazer, necessários à sua saúde mental, boas condições técnicas e acertadas decisões de inopino?

    A saúde emocional, psíquica, física e financeira dos policiais brasileiros deveria ser prioridade na atenção dos poderes governantes e da sociedade, já que são estes homens e mulheres que fazem a primeira linha de defesa contra o crime e contra a violência na garantia de direitos."

    BENGOCHEA

    O GOVERNO FEDERAL DEVERIA CRIAR O PISO NACIONAL DA SEGURANÇA PÚBLICA NO VALOR DE R$ 5.000,00 (CINCO MIL REAIS) MENSAIS, POIS OS POLICIAIS PRECISAM RECEBER UM SALÁRIO COMPATÍVEL COM A RESPONSABILIDADE E A IMPORTÂNCIA DAS FUNÇÕES QUE EXERCEM. SÓ ASSIM OS GOVERNOS ESTADUAIS OFERECERÃO QUALIDADE NOS SERVIÇOS PRESTADOS. A SEGURANÇA PÚBLICA É UM SERVIÇO ESSENCIAL!

    A POLÍCIA MILITAR DO ESTADO RIO DE JANEIRO PRECISA LUTAR PELA VALORIZAÇÃO DE SUA TROPA. O salário-base dos garis (R$ 1.100,00) está bem maior do que os soldos dos Militares Estaduais. Os garis já devem estar ganhando mais do que os Soldados da PMERJ e do CBMERJ! Eles ainda recebem 40% de insalubridade e R$ 20,00 por dia no vale-refeição.

    ResponderExcluir
  2. SÓ NÃO PODE QUERER BATER DE FRENTE COM FUNCIONÁRIO DA SUDERJ DE NOVO ....LEMBRA DE QUANDO ELE ERA COMANDANTE DO GEPE???? KKKKKKK!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. PORQUE É QUE OS PMS NÃO PODEM TER AR CONDICIONADOS NAS CELAS, FERNANDINHO BEIRA MAR, MARCINHO VP E ELIAS MALUCO PODEM TER TUDO E MAIS ALGUMAS COISAS?

    ResponderExcluir
  4. O GOVÊRNO,DO ESTADO,SÉRGIO CABRAL,NUNCA ESTEVE E NÃO ESTÁ NEM AÍ PARA VOCES;ALIÁS ESTEVE SIM NA ÉPOCA EM QUE ELE QUERIA VOTOS.

    ResponderExcluir
  5. O comandante-geral da PMERJ, coronel José Luís Castro Menezes, tem coisa muito mais séria para se preocupar no momento! VÁRIOS POLICIAIS MILITARES ESTÃO MORRENDO EM SERVIÇO!!! Quais serão as providências??? O secretário deu entrevista dizendo que não vai recuar, mas a bandidagem está atacando a tropa e matando... Qual é a estratégia do Governo? Os Policiais Militares estão completamente desprotegidos!!! Polícia não é Exército... O Tráfico usa táticas de guerrilha, vai matando um por um... Cadê os representantes dos Direitos Humanos??? São quase 20 PMs mortos no início do ano. É muita coisa! Trata-se de uma "guerra não declarada", onde só PM pode morrer? A sociedade precisa acordar e deixar de ser hipócrita... Por que ninguém fala nada? Cadê todo mundo agora que os PMs estão sendo assassinados?? Está tudo errado!

    ResponderExcluir