segunda-feira, 28 de abril de 2014

Filho de policial militar é baleado em tentativa de assalto ao pai em Niterói

O subtenente Ricardo Garcia, ex-relações públicas do 12º BPM (Niterói), estava voltando para casa, na zona norte de Niterói, quando foi abordado por três criminosos na Rua Doutor Valério, no bairro da Riodades, na noite deste domingo. Houve troca de tiros e filho do militar, de apenas 14 anos, foi ferido no pé pelo disparo feito pelos criminosos e levado para o Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal), no Fonseca.
Segundo Garcia, ele e sua família foram abordados pelos assaltantes que logo pediram o carro em que estavam. Primeiramente o militar pediu que eles lhes dessem tempo de retirar a sua mãe, de 87 anos, de dentro do veículo. Enquanto a idosa saia do banco de trás o filho do policial aproveitou um descuido dos assaltantes e rendeu um dos criminosos, mas outro comparsa conseguiu imobilizá-lo.
Vendo o filho com uma arma apontada para cabeça e com medo que os criminosos descobrissem que ele era policial, Garcia pegou a arma da mão do filho e trocou tiros com os assaltantes, que diante da reação inesperada fugiram e não levaram nada. Na troca de tiros o filho do PM da reserva acabou sendo atingido.
A mãe do subtenente também precisou de atendimento médico e foi levada igualmente para o Heal, onde foi medicada. O caso está sendo registrado na 78ª DP (Fonseca), responsável pela área onde o crime aconteceu. “Niterói está uma vergonha! Eles falam que tem policiamento reforçado, mas isso não adianta de nada, esse reforço é uma farsa. Meu filho, minha mãe ou minha esposa poderiam ter morrido”, desabafou.
Câmeras de segurança da rua onde o crime aconteceu filmaram a tentativa de assalto e já estão em poder da polícia. Instantes depois um homnem deu entrada no Heal com ferimento causado por disparo de arma de fogo. Segundo a polícia ele pode ser um dos assaltantes que foi, possivelmente, ferido na troca de tiros com o suboficial.

Um comentário:

  1. Os PMs do Rio arriscam suas vidas para proteger a sociedade, mas suas famílias passam necessidades. O Governo do Estado do Rio de Janeiro precisa conceder mais 36,228% de reajuste salarial para a PMERJ e o CBMERJ em 2014, para ficar em dia com suas obrigações, pois concedeu apenas 11,18% recentemente.

    O salário líquido de um Soldado da PMERJ é de R$ 2.123,26 (dois mil, cento e vinte e três reais e vinte e seis centavos), valor insuficiente para suprir as NECESSIDADES VITAIS BÁSICAS dos Policiais Militares, previstas no artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988, de acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos. Salário Mínimo Necessário divulgado pelo D.I.E.E.S.E. em Abril de 2013 foi estimado em R$ 2.892,47 (dois mil, oitocentos e noventa e dois reais e quarenta e sete centavos).

    A defasagem do salário do SD PM ou BM no RJ está em R$ 769,21, ou seja, é necessário conceder um novo reajuste, de 36,228%, para que a família do PM não passe necessidades. Um Estado que possui a 2ª MAIOR ARRECADAÇÃO de impostos do país não pode pagar tão mal! Como vamos sediar a COPA DO MUNDO de 2014 e os JOGOS OLÍMPICOS de 2016 se não conseguimos nem pagar um SALÁRIO DIGNO aos funcionários públicos que prestam SERVIÇOS ESSENCIAIS à população (Bombeiros e Policiais Militares)??? A solicitação visa apenas atender o que está previsto na Carta Magna!

    "Como uma sociedade vai garantir a paz, a segurança pública e a justiça criminal com policiais envolvidos em jornadas estressantes e perigosas em ambientes com armas de guerra e poder financeiro corruptor, sem poder conviver com a famílias os momentos de folga e lazer, necessários à sua saúde mental, boas condições técnicas e acertadas decisões de inopino?

    A saúde emocional, psíquica, física e financeira dos policiais brasileiros deveria ser prioridade na atenção dos poderes governantes e da sociedade, já que são estes homens e mulheres que fazem a primeira linha de defesa contra o crime e contra a violência na garantia de direitos."

    BENGOCHEA

    O GOVERNO FEDERAL DEVERIA CRIAR O PISO NACIONAL DA SEGURANÇA PÚBLICA NO VALOR DE R$ 5.000,00 (CINCO MIL REAIS) MENSAIS, POIS OS POLICIAIS PRECISAM RECEBER UM SALÁRIO COMPATÍVEL COM A RESPONSABILIDADE E A IMPORTÂNCIA DAS FUNÇÕES QUE EXERCEM. SÓ ASSIM OS GOVERNOS ESTADUAIS OFERECERÃO QUALIDADE NOS SERVIÇOS PRESTADOS. A SEGURANÇA PÚBLICA É UM SERVIÇO ESSENCIAL!

    A POLÍCIA MILITAR DO ESTADO RIO DE JANEIRO PRECISA LUTAR PELA VALORIZAÇÃO DE SUA TROPA. O salário-base dos garis (R$ 1.100,00) está bem maior do que os soldos dos Militares Estaduais. Os garis já devem estar ganhando mais do que os Soldados da PMERJ e do CBMERJ! Eles ainda recebem 40% de insalubridade e R$ 20,00 por dia no vale-refeição. A sociedade precisa acordar e deixar de ser hipócrita... A PMDF paga R$ 2.000,00 (dois mil reais) por mês de Vale Refeição à sua tropa! Por que no Rio de Janeiro não pode ser assim? O Rio já foi a capital do país. A PEC 300 é a solução! A tropa ainda sonha e luta para receber salários dignos.

    ResponderExcluir