terça-feira, 20 de maio de 2014

LIMITAÇÃO DA CARGA HORÁRIA NA PMERJ / AUDIÊNCIA PÚBLICA NA ALERJ

 Meus Amigos.
Desde 2013 alerto para os malefícios – para a tropa e para a sociedade – resultantes da excessiva carga horária imposta a PPMM do RJ (relembre: http://youtu.be/OowYIXTrTRY) e, após minha representação e várias denúncias encaminhadas a sua Ouvidoria, o Ministério Público (MP) propôs um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) ao Governador Pezão.
      Dentre outros pontos, segundo o MP – e agora não é mais só o Bolsonaro “querendo ganhar votos em ano eleitoral”, como insistem em difamar alguns na PMERJ – “estudos e pesquisas (a que muitos de vocês responderam por e-mail a meu gabinete) mostram que a exposição dos PMs a carga de trabalho excessiva é o principal motivo para o estresse profissional. Isso pode provocar abalo emocional, frustração com a corporação, dificuldade de relacionamento com a comunidade e a família, acarretando prejuízos físicos e psíquicos.”
      A audiência pública, cancelada na semana passada, sobre a “Necessidade de Regulamentação da Carga Horária de PPMM”, será realizada na Alerj, na próxima quinta-feira (22/Maio), às 14 horas, conforme convite abaixo:
CARGA HORÁRIA DA PM EM DEBATE NA ALERJ

FLÁVIO BOLSONARO
Deputado Estadual RJ
http://www.twitter.com/flaviobolsonaro
deputado@flaviobolsonaro.com.br

10 comentários:

  1. "e agora não é mais só o Bolsonaro “querendo ganhar votos em ano eleitoral”, como insistem em difamar alguns na PMERJ" EM ANO DE ELEIÇÃO É ASSIM! OS CANDIDATOS DA PM, SEM IDEOLOGIA E EXPRESSÃO GOSTAM DE METER O PAU NOS DEPUTADOS FLÁVIO BOLSONARO E PAULO RAMOS. OS DEPUTADOS CITADOS, NÃO PRECISAM FICAR CATANDO VOTOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu babão continue então votando neles,policial vota em policial candidato, estes impostores só fazem Leis inconstitucionais e outras privilegiando uma pequena parcela,exemplo foi este auxílio invalidez que deixou de fora a maioria dos reformados, vindo a beneficiar muitos Coronéis reformados na sacanagem em final de carreira para não pagar imposto de renda, isso é justo?

      Excluir
    2. E são eles que sempre estão nos defendendo lá no plenário,como já vi algumas vezes.

      Excluir
    3. Defender de que, me diga o que eles fizeram pela Corporação além de ficar de blá blá blá,isso também eu faço vou me candidatar, resultado que é bom nada!
      Cadê as pistolas 40 ( nada,sumiram), fim do rancho(nada),vale refeição(nada),Lei do PAULO RAMOS L 4024/02(Declarada Inconstitucional), Lei 4848/06 CEL JAIRO( Declarada Inconstitucional), LEI DO AUXILIO INVALIDEZ( SÓ PARA SEM PODER PROVER) OU SEJA,BENEFICIARÁ OFICIAIS EM FINAL DE CARREIRA PARA NÃO PAGAR IMPOSTO DE RENDA, POIS OS PRAÇAS 99,9 %, SÃO REFORMADOS PODENDO PROVER, A NÃO SER QUE SEJAM CADEIRANTES, SE PERDEU 1 PERNA,UM BRAÇO,FICOU CEGO DE UM OLHO( VAI PODENDO PROVER),CERTO QUE, SÃO TODOS (PODENDO PROVER OU NÃO),INCAPACITADOS PARA O SERVIÇO POLICIAL MILITAR, SOLUÇÃO DOS POLÍTICOS PARA OS "PODENDO PROVER",VÃO PROCURAR EMPREGO DE TROCADOR, SER CAMELÔ ETC..PARA COMPLEMENTAR A RENDA,QUANTA VANTAGEM VOTAR NESSES ENGANADORES NÃO ACHAM?

      Excluir
    4. você deve ser um daqueles candidatos da PM que concorre as eleições para deputado e não se elege. Falar do Cel Jairo até concordo, mas atacar o deputado Paulo Ramos é coisa de PM derrotado nas eleições !!!

      Excluir
  2. O PM do Rio arrisca a vida quase de graça!

    O salário dos Soldados PM está em torno de R$ 2.320,00, chega a ser um desrespeito às suas famílias. Falta muito para o PM do Rio ter um salário digno, pois o Salário Mínimo Necessário divulgado pelo D.I.E.E.S.E. em Abril de 2014 foi estimado em R$ 3.019,07 (três mil e dezenove reais e sete centavos).

    Os PMs do Rio arriscam suas vidas para proteger a sociedade, mas as suas famílias passam necessidades. O salário líquido de um Soldado da PMERJ é insuficiente para suprir as NECESSIDADES VITAIS BÁSICAS dos Policiais Militares, previstas no artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988, de acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, o que é inaceitável. O Governo do Estado tem que atender pelo menos o que está previsto na Carta Magna!

    http://www.dieese.org.br/analisecestabasica/salarioMinimo.html

    "Como uma sociedade vai garantir a paz, a segurança pública e a justiça criminal com policiais envolvidos em jornadas estressantes e perigosas em ambientes com armas de guerra e poder financeiro corruptor, sem poder conviver com a famílias os momentos de folga e lazer, necessários à sua saúde mental, boas condições técnicas e acertadas decisões de inopino? A saúde emocional, psíquica, física e financeira dos policiais brasileiros deveria ser prioridade na atenção dos poderes governantes e da sociedade, já que são estes homens e mulheres que fazem a primeira linha de defesa contra o crime e contra a violência na garantia de direitos." (BENGOCHEA)

    OS POLICIAIS MILITARES PRECISAM RECEBER UM SALÁRIO COMPATÍVEL COM A RESPONSABILIDADE E A IMPORTÂNCIA DAS FUNÇÕES QUE EXERCEM. SÓ ASSIM OS GOVERNOS ESTADUAIS OFERECERÃO QUALIDADE NOS SERVIÇOS PRESTADOS. A SEGURANÇA PÚBLICA É UM SERVIÇO ESSENCIAL! A POLÍCIA MILITAR DO ESTADO RIO DE JANEIRO PRECISA LUTAR PELA VALORIZAÇÃO DE SUA TROPA, NÃO PODE PERMITIR QUE O SOLDO DO SOLDADO FIQUE ABAIXO DO SALÁRIO MÍNIMO VIGENTE.

    A PEC 300 é a solução para a melhoria salarial! Com os reajustes concedidos, ao final de 2016, um Soldado da PMDF receberá R$ 7.190,98, e esse valor não inclui nenhum anuênio. É um absurdo a diferença de salário de dois orgãos públicos que fazem os mesmos serviços!

    http://www.policialbr.com/df-governo-reajusta-beneficios-para-pms-e-salario-soldado-vai-para-r-71-mil/

    O Salário Mínimo Necessário, referente ao mês de Abril de 2014, foi estimado pelo DIEESE em R$ 3.019,07. Em respeito ao que determina a nossa Carta Magna, promulgada em 1988, um Soldado da PMERJ não deveria ganhar menos do que isso. Esse deveria ser o piso da categoria em todo o país! As famílias dos Policiais Militares do RJ estão passando necessidades, o que é inaceitável, pois eles prestam um serviço público essencial.

    As reivindicações da tropa devem ser levadas ao Sr Cel PM Comandante-Geral, o qual inclusive já se disse aberto a receber as propostas, bem como devem ser levadas ao Exmº Sr Governador do Estado. Como os salários encontram-se muito defasados, seria necessário conceder um reajuste salarial significativo para a categoria, pelo menos 50%.

    ResponderExcluir
  3. Companheiros, vamos pensar um pouco antes de falar "M", como diz o ditado: "Quem não é contra nós é por nós" a família Bolsonaro tem história de defesa não só favorável aos PPMMs, mas à família, aos bons costumes, ao civismo...E contra os pilantras que mamam nas tetas da Nação. candidato PM nunca fez NADA pela polícia, nem brigar ou colocar a cara (com exceção dos companheiros que, inclusive, ficaram presos na última manifestação - Estes tem o meu voto), fora eles, NENHUM, muito menos oficial; tomara que isso mude um dia, mas enquanto não muda eu não vou pagar pra ver, vou me juntar a quem tem "dado tiro" contra o inimigo. A hora agora é de pensar em PARALISAÇÃO. É a ÚNICA linguagem que os nossos opressores entendem. Temos é que nos unir aos professores que estão se manifestando contra a copa em prol de sua categoria, oportunidade é coisa que vem e passa, essa É A HORA!

    ResponderExcluir
  4. ATÉ AGORA NINGUÉM POSTOU NADA EM RELAÇÃO A AUDIÊNCIA DIA 22 DE MAIO.SERÁ QUE TEVE REALMENTE???

    ResponderExcluir
  5. A audiencia do dia 22 aconteceu,entretanto acabou em pizza,como tudo neste pais!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o ministério público, que se diz fiscalizador das leis das desigualdades.Os parlamentares que são eleitos para que os interesses e direitos sejam cumpridos foram derrotados, infelizmente não podemos mais contar com ninguém.

      Excluir