quinta-feira, 10 de julho de 2014

Atraso no Proeis: Policiais a serviço de Secretaria de Transportes relatam dificuldades.

O não pagamento de gratificações a policiais militares criou um impasse entre a Prefeitura do Rio e o Governo do estado. Policiais a serviço da Secretaria Municipal de Transportes não recebem as gratificações referentes ao Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis) desde abril de 2014. A Prefeitura alega que não fez o pagamento devido a um parecer da Controladoria Geral do Município, que determina que só pode pagar aos policiais quando o governo do estado quitar uma dívida com a própria prefeitura.

O pagamento da gratificação é destinado aos policiais contratados para trabalhar em seus dias de folga em locais conveniados, em uma escala de 24 horas de trabalho por 72 horas fora do serviço. O pagamento destinado aos oficiais é de R$ 175 por turno trabalhado; para os praças, o valor é de R$ 150.
Policiais militares, que contaram que a situação financeira é desconfortável devido ao atraso. Segundo eles, esta não é a primeira vez que a gratificação atrasa.
"No serviço do Proeis, o policial arca com alimentação, transporte e todo e qualquer custo, imaginem bancar do próprio bolso nesses 3 meses sem receber”, disse um deles, que preferiu não se identificar.

12 comentários:

  1. Pagar pra quê????
    Vamu tudo votar no Pezão!
    E trabalhar sem ver um tostão!
    Vamu tudo votar no Pezão!
    E velar o corpo de mais um Mangão!
    Vamu tudo votar no Pezão!
    E comer verme no Batalhão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nessa música com o garotinho, é só trocar o ão pelo inho, que vai dar no mesmo ou pior.

      Excluir
  2. É BEM FEITO. QUEM MANDOU ACEITAR AS MIGALHAS DO PINÓQUIO CABRAL. NA MINHA SEGURANÇA O PAGAMENTO É SEMPRE NO ÚLTIMO DIA ÚTIL DO MÊS, E NUNCA FALHA, POIS O "PORTUGUÊS" NÃO É MENTIROSO, É PESSOA HONESTA E SÉRIA.

    ResponderExcluir
  3. Acabou o romance entre o Estado e o Municipio, é questão de tempo para começar atrasar a gratificação da UPP, que é paga pelo Municipio do Rio. Tolo é aquele que acredita e trabalha na sua folga, por uma ninharia que ainda vem descontado o IR, ao invés de escravizar porque não paga um salário digno ao Policial. O povinho medíocre,corrupto, safado e salafrário tens o que merece.

    ResponderExcluir
  4. Estais reclamando de que? Enquanto existir cavalo São Jorge não anda a pé! trabalha numa escala apertadíssima,ainda tem tempo para fazer PROEIS, tem mais que sentar no ferro sem gemer!

    ResponderExcluir
  5. NESSA HORA NINGUÉM É RESPONSABILIZADO...SÓ O PM TEM DEVERES NESSA MERDA DE ESTADO...TNC´ !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. QUAL A CULPA DO POLICIAL QUE TRABALHA EM SEU DIAS DE FOLGA COM A IRRESPONSABILIDADE DO PRÓPRIO GOVERNO QUE ENCONTRA-SE COM DÍVIDAS NA PREFEITURA, SAIAM TODOS DESTE PROJETO FALIDO.

    ResponderExcluir
  7. É uma absurdo vc trabalhar e não receber porque o estado tem dividas com a Prefeitura, o que o Policial tem haver com isso? Por isso que não sou voluntario para esses serviços, a PM nos escraviza e não paga mesmo; estou com vários dias trabalhados no compulsório e não recebi, é um jogo de purra empurra, e o PM sempre se da mal. OBS: Padronização da escala de serviço da PM 24x72 .

    ResponderExcluir
  8. Nao ta muito atrasado nao.....la no hcpm a poliçada nao recebeu do ano passado.......perguntem a eles....

    ResponderExcluir
  9. o estado tem q cancelar essa porra

    ResponderExcluir
  10. convenio da prefeitura de Seropedica tambem desde que esta o usando os policiais do Proeis nao esta pagando!!!

    ResponderExcluir