domingo, 27 de julho de 2014

Polícia desarticula serviço de disque-drogas em Maricá


Um homem acusado de trabalhar no serviço chamado pelos traficantes como “Disque-Droga” foi preso, na noite deste sábado, por policiais do 12º BPM (Niterói) na cidade de Maricá. Com Mario Gomes Santos Junior, o “Mario 157”, de 20 anos, foram apreendidas sete cápsulas de cocaína e cinco trouxinhas de maconha que ele estava saindo para entregar para seus “clientes”.
Segundo os policiais do Patrulhamento Motorizado Especial (Pamesp), estavam no Loteamento Jardim Atlântico, em Itaipuaçu, quando viram Mario em uma moto vermelha e foram abordá-lo como se faz de praxe, mas ele acelerou a tentou fugir. Depois de alcançado, os PMs reconheceram o acusado como membro de um grupo que faz assaltos na região.

O suspeito foi levado para a 82ª DP (Maricá), onde foi autuado por tráfico de drogas e os agentes vai investigar sua ligação com o Bonde do Felipinho, grupo de assaltantes que vem sendo investigado e já tem alguns homens presos.

4 comentários:

  1. INOÃ TAMBÉM ESTÁ VIRANDO UM INFERNO COM OS TRAFICANTES VENDENDO DROGAS EM PLENA RUA. ALÍ ERA UM SOSSEGO, MAS A BANDIDAGEM TÁ TOMANDO CONTA. COLOCARAM UMA BOCA DE FUMO, EM FRENTE A AV. AMARAL PEIXOTO, PRÓXIMO AO BAR DA SOSSOCA. A PMERJ JÁ TÁ DANDO UMAS INCERTAS. OS BANDIDOS VENDEM AS DROGAS DENTRO DO QUINTAL DA FAMÍLIA. AINDA EXCULACHA A PRÓPRIA FAMÍLIA.

    ResponderExcluir
  2. Disque Drogas! É só que faltava!

    ResponderExcluir
  3. O problema não bandidagem, são os compradores, que por conhecidência são os próprios moradores que estão reclamando da bandidagem!!!!!! Essa hipocrisia está em todo rio de janeiro.

    ResponderExcluir
  4. Policiais Militares do Rio deveriam ter os maiores salários

    A PMERJ deveria ser a Polícia mais bem paga do país!

    Ao final de 2016, um Soldado da PMDF receberá R$ 7.190,98 (sete mil, cento e noventa reais e noventa e oito centavos) mensais, e esse valor não inclui nenhum anuênio. É um absurdo a diferença de salário de dois órgãos públicos que fazem os mesmos serviços (PMDF e PMERJ)! O Soldado da PMERJ recebe uma remuneração insuficiente para suprir as NECESSIDADES VITAIS BÁSICAS, previstas no artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988. É necessário que os Governos forneçam o mínimo de condições para que os Policiais Militares prestem um serviço de qualidade!

    Precisamos lutar por um aumento real, pois o mais importante é receber um bom salário e ter condições de trabalho. Acabar com os ranchos também seria bom para todos! O Estado poderia oferecer o café da manhã, o almoço e o jantar através do cartão refeição sodexo, e as compras de supermercado poderiam ser efetuadas com o cartão alimentação sodexo. Assim, a população teria mais Policiais Militares nas ruas, fazendo o policiamento ostensivo e preservando a ordem pública, conforme prevê a nossa Carta Magna. A PORTA ÚNICA DE INGRESSO NA PMERJ E NO CBMERJ SERIA UMA MANEIRA DE TORNAR AS CORPORAÇÕES MAIS EFICIENTES E MAIS PREPARADAS.

    De acordo com o DIEESE, em consonância com o Art. 7º, Inciso IV, da nossa Carta Magna, nenhum salário poderia ficar abaixo de R$ 3.079,31, valor do salário mínimo necessário estimado pelo referido Departamento. Portanto, um Aluno do CFSd da PMERJ já deveria ingressar nas fileiras da Corporação recebendo um valor igual ou superior ao supramencionado.

    ResponderExcluir