terça-feira, 22 de julho de 2014

Policiais Militares são mortos ou feridos em áreas "PACIFICADAS". Cadê o secretário Beltrame?


19 comentários:

  1. Cadê Beltrame? Está respondendo processo do Ministério Público.
    Esse homem ainda não foi demitido?

    ResponderExcluir
  2. Se ele aparecer agora vai preso a poeira dele tem que abaixar ele nao quer saber da policia ta nem ai para gente acorda nada vai ao nosso favor

    ResponderExcluir
  3. QUERO VER QUEM ESTA ATRAS DE UMA CADEIRA BANCAR ISSO, VÃO LÁ NESTA HORA ?ESSES POLICIAIS SÃO UNS CORAJOSOS. OBS: Melhoria e padronização da ESCALA DE SERVIÇO 24X72, fim do RANCHO, novo RDPM.

    ResponderExcluir
  4. NÃO É O QUE QUERO QUE ACONTEÇA , MAS DO JEITO QUE ESTÁ , PARECE ESTA AGRADANDO A ESSES PELA SACOS MARIONETES DO ESTADO , ENTÃO DESCULPA SE GENERALIZEI DEMAIS NO QUE VOU FALAR !!!, PROVAVELMENTE DEVEM TER UMA LOTERIA QUE SÓ ELES PARTICIPAM COM NOMES DAS UPPS QUE NA SEMANA VAI DAR PROBLEMA !!! A QUANTIDADE DE POLICIAIS BALEADOS OU COM ÓBTOS , PAGA SE DOBRADO SE ACERTAR O NOME DO POLICIAL , BANDOS DE POLITICOS SAFADOS .

    ResponderExcluir
  5. Quando a vítima é PM some o BELTRAME, os DEFENSORES DOS DIREITOS HUMANOS, a OAB. Quem gosta de polícia é só a FAMÍLIA do polícia, o resto só quer o salário ( que nem de longe é igual ao dos PRAÇAS DA PMERJ ).

    ResponderExcluir
  6. Não estou defendendo a Janira Rocha, mas por que não sabatinaram o Marcelo freixo quando identificaram "ligações" da terrorista "siniho" com o aludido deputado? Que interesse tem a imprensa neste dois "destintos" casos?

    ResponderExcluir
  7. Tamanho da fonte: A- A+ Por: Chailon Conceição 22/07/2014
    Pessoas que seguiam para o trabalho na manhã desta terça-feira no bairro Pacheco, em São Gonçalo, foram surpreendidas por dois homens armados com um fuzil

    Um arrastão na madrugada desta terça-feira (22) impôs medo aos Moradores de São Gonçalo. Pelo menos sete pessoas foram assaltadas em menos de 8 horas. Uma das vítimas, idosa, foi agredida. O grupo de criminosos agiu nos bairros Monjolos, Vista Alegre e Pacheco. Segundo as vítimas, o bando era formado por quatro jovens portando fuzis e estava em um Corsa preto. Enquanto dois deles permaneciam dentro do veículo os outros dois abordavam as vítimas.

    Uma delas estava com mulher e filho no carro quando teve seu automóvel fechado por volta das 22 horas, em uma rua de Vista Alegre. Os bandidos atravessaram o carro na pista, próximo ao Clube dos Médicos e anunciaram o assalto. Os bandidos levaram dinheiro, tênis, aliança e o Ford Ecoesport preto do casal.

    Logo depois, o bando atacou em Monjolos. A vítima teve a motocicleta 150 cilindradas levada. Um circuito interno de segurança próximo ao local gravou o ataque. As imagens foram entregues a 74ª DP (Alcântara).

    Por volta das 5h o grupo voltou a atacar, dessa vez fazendo de vítima um militar das Forças Armadas, que teve os pertences levados próximo a um condomínio na Rua São Pedro, já no Pacheco.

    “Eu estava saindo para trabalhar como de costume. Assim que saímos de casa e andamos cerca de 50 metros, vimos um carro vindo em nossa direção com um homem andando ao lado, achamos normal para aquele horário, mas quando se aproximaram, anunciaram o assalto. O que estava na rua, armado com uma pistola, rendeu a mim e ao meu vizinho e levando as nossas mochilas, carteiras com dinheiro documentos e celulares”, contou.

    Segundo o militar, um idoso que tentou escapar da ação também sofreu nas mãos dos criminosos.

    “Um senhor que vinha logo atrás de nós percebeu o que estava acontecendo e tentou voltar para não ser roubado. O carro que estava com pelo menos outros dois homens armados acelerou em direção ao idoso e os bandidos o abordaram. Ele foi agredido e também teve seus pertences levados pelo grupo. Certamente eles andaram por toda e extensão da rua abordando quem eles viam parados nos pontos ou andando até a pista principal, como no nosso caso”, acrescentou.

    Ainda segundo as vítimas, pelo menos outras três pessoas também foram assaltadas na Rua São Pedro. Os casos estão sendo investigados pela 74ª DP

    ResponderExcluir
  8. Realista,

    Ontem a noite estava conversando com minha esposa e agradecendo a Deus pelo livramento de não estar mais na PMERJ. Não por não ser mais policial, a profissão é digna, mas pelo fato de não se ter qualquer condição de fazer o trabalho com decência, resumindo, tudo na base do improviso. Só que são vidas que estão no Front de batalha. Para o Estado, instrumento político, para a Pmerj, mais um R.G, para a família, resta saudade. Por isso que eu falo, se estão insatisfeitos façam que nem eu, banquem um concurso e saiam desse lixo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo seu linguajar deve ser cristão. Eu fico imaginando como deve ser a luta de um cristão na PM.

      Ter de lutar contra humilhações dos superiores, contra a criminalidade, ser forte para não ser desonesto, suportar a perseguição da banda podre, não perder a paciência e dar uns tapas e uns tiros em bandidos rendidos, etc...

      Que Deus te abençoe sempre. Seja muito feliz em sua nova jornada.
      Att. paisano.

      Excluir
  9. Cade os cabides de estrelas, que só vem a público quando é para fuder os praças,

    ResponderExcluir
  10. Sobre o novo sistema do proeis Pmerj.O primeiro ponto que achamos uma bosta nesse novo sistema de inscrição do Proeis foi que, agora não terão mais os "escalantes" e será o próprio policial que escolherá o dia que deseja trabalhar, o que causou e vai continuar causando uma tremenda correria e fazendo com que o policial tenha que "madrugar" para não correr o risco de ficar de fora.

    O segundo ponto que achamos uma merda foi que, disponibilizaram uma senha que é quase impossível de se memorizar e o policial não tem a opção de mudar e criar uma nova senha pessoal de fácil memorização, quando abre sua página.

    O terceiro ponto que achamos uma bosta foi que, a todo instante o sistema atualiza e não dá tempo suficiente de o policial ler e ver com calma a tela toda e encontrar a escola que deseja ser escalar e se a mesma esta disponível.

    O quarto ponto que achamos uma merda foi que, apesar de as escolas do convênio Seeduc estarem separadas por CPAs, o policial tem que ficar descendo a barra de rolagem (dependendo do CPA que pertence), para encontrar as escolas da sua área, porque está tudo "embolado" numa página só, dificultando a localização das escolas por CPA e áreas dos batalhões.
    É difícil para o pessoal do CCI que criou o site, separar as escolas por CPAs e áreas de batalhões, através de link direto e assim facilitar a localização das escolas para os policiais que utilizam o novo sistema? Acreditamos que não é tão difícil assim.
    Tem que ficar tudo misturado mesmo, como está?

    O quinto ponto horrível é que o policial não pode mais saber com quem ele está escalado na atividade delegada e isso impede que o mesmo possa solucionar diversos tipos de emprevistos, tipo, caso o policial tenha que se atrasar um pouco, não vai poder avisar o colega, pois, não sabe de quem se tratra. E tem outro aspecto que vai dificultar a vida dos policiais que disponibilizam suas folgas no Proeis, que é o fato de que diversas turmas de policiais se formando e com isso vai aumentar a demanda por vagas, e o número de vagas é pouco, pelo menos no convênio Seeduc.
    O governo deveria disponibilizar mais escolas para que nenhum policial que deseja trabalhar legalmente na folga, fique de fora.

    A única coisa positiva desse novo sistema e que já deveria estar acontecendo nos convênios do Proeis, particularmente no Seeduc, foi a questão de o policial poder escolher o turno no qual deseja trabalhar.
    Essa foi a única avaliação positiva desse novo sistema.

    Policial já rala pra cassete e não tem que ficar acordando de madrugada para quebrar cabeça e se escalar, não. Estava tão sem complicação o sistema antigo, com os escalantes, escalando os policiais através de emails.

    Com esse sistema, o policial que estiver de serviço na quinta-feira a noite e que não tiver um computador com internet por perto, ficará a ver navios, pois, somente as quinta-feiras é que o sistema disponibilizará as datas e os locais das atividades delegadas.

    Já que este sistema vai ser o que vai vigorar e não vão voltar atrás da merda que fizeram, pelo menos a questão do horário que o sistema vai disponibilizar as datas e locais, deveria ser revista.
    Fazer inscrição à meia-noite é uma tremenda de uma sacanagem com o policial militar!

    O Proeis foi uma das melhores coisas (se não a melhor) que criaram na polícia militar em seus mais de 200 anos de existência. Pois, já que o governo não paga um salário digno aos policiais, pelo menos é uma forma honesta e legal de o policial poder complementar sua renda, sem ter que colocar sua vida em risco fazendo "bico" ilegal em casas lotéricas, casas de câmbio, joalherias, etc; no entanto, é preciso melhorar e muito esse novo sistema ou então voltar para o antigo sistema, que, é inegável sua praticidade com relação a este que começou a vigorar no dia de hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É por isso, que o PM tem o salário baixo, nós não vemos policial federal ou policial rodoviário federal fazendo bico, seja legal ou ilegal, ao invés de bico, estão curtindo a família ou estudando para melhorar seu padrão de vida. E a folga deles, é respeitada.......

      Excluir
  11. Sobre o novo sistema do proeis Pmerj.O primeiro ponto que achamos uma bosta nesse novo sistema de inscrição do Proeis foi que, agora não terão mais os "escalantes" e será o próprio policial que escolherá o dia que deseja trabalhar, o que causou e vai continuar causando uma tremenda correria e fazendo com que o policial tenha que "madrugar" para não correr o risco de ficar de fora.

    O segundo ponto que achamos uma merda foi que, disponibilizaram uma senha que é quase impossível de se memorizar e o policial não tem a opção de mudar e criar uma nova senha pessoal de fácil memorização, quando abre sua página.

    O terceiro ponto que achamos uma bosta foi que, a todo instante o sistema atualiza e não dá tempo suficiente de o policial ler e ver com calma a tela toda e encontrar a escola que deseja ser escalar e se a mesma esta disponível.

    O quarto ponto que achamos uma merda foi que, apesar de as escolas do convênio Seeduc estarem separadas por CPAs, o policial tem que ficar descendo a barra de rolagem (dependendo do CPA que pertence), para encontrar as escolas da sua área, porque está tudo "embolado" numa página só, dificultando a localização das escolas por CPA e áreas dos batalhões.
    É difícil para o pessoal do CCI que criou o site, separar as escolas por CPAs e áreas de batalhões, através de link direto e assim facilitar a localização das escolas para os policiais que utilizam o novo sistema? Acreditamos que não é tão difícil assim.
    Tem que ficar tudo misturado mesmo, como está?

    O quinto ponto horrível é que o policial não pode mais saber com quem ele está escalado na atividade delegada e isso impede que o mesmo possa solucionar diversos tipos de emprevistos, tipo, caso o policial tenha que se atrasar um pouco, não vai poder avisar o colega, pois, não sabe de quem se tratra. E tem outro aspecto que vai dificultar a vida dos policiais que disponibilizam suas folgas no Proeis, que é o fato de que diversas turmas de policiais se formando e com isso vai aumentar a demanda por vagas, e o número de vagas é pouco, pelo menos no convênio Seeduc.
    O governo deveria disponibilizar mais escolas para que nenhum policial que deseja trabalhar legalmente na folga, fique de fora.

    A única coisa positiva desse novo sistema e que já deveria estar acontecendo nos convênios do Proeis, particularmente no Seeduc, foi a questão de o policial poder escolher o turno no qual deseja trabalhar.
    Essa foi a única avaliação positiva desse novo sistema.

    Policial já rala pra cassete e não tem que ficar acordando de madrugada para quebrar cabeça e se escalar, não. Estava tão sem complicação o sistema antigo, com os escalantes, escalando os policiais através de emails.

    Com esse sistema, o policial que estiver de serviço na quinta-feira a noite e que não tiver um computador com internet por perto, ficará a ver navios, pois, somente as quinta-feiras é que o sistema disponibilizará as datas e os locais das atividades delegadas.

    Já que este sistema vai ser o que vai vigorar e não vão voltar atrás da merda que fizeram, pelo menos a questão do horário que o sistema vai disponibilizar as datas e locais, deveria ser revista.
    Fazer inscrição à meia-noite é uma tremenda de uma sacanagem com o policial militar!

    O Proeis foi uma das melhores coisas (se não a melhor) que criaram na polícia militar em seus mais de 200 anos de existência. Pois, já que o governo não paga um salário digno aos policiais, pelo menos é uma forma honesta e legal de o policial poder complementar sua renda, sem ter que colocar sua vida em risco fazendo "bico" ilegal em casas lotéricas, casas de câmbio, joalherias, etc; no entanto, é preciso melhorar e muito esse novo sistema ou então voltar para o antigo sistema, que, é inegável sua praticidade com relação a este que começou a vigorar no dia de hoje.

    ResponderExcluir
  12. IMAGINA A PMERJ COM ESSA GARRA/CORAGEM QUE ENFRENTA ESSES MARGINAIS DESGRAÇADOS, ENFRENTANDO OS MARGINAIS POLÍTICOS. NA MORAL, NÃO ÍA TER PRA NINGUÉM. TRABALHO DE ALTA PERICULOSIDADE, E OS POLÍTICOS FILHOS DA PUTA, GANHANDO RIOS DE DINHEIRO A CUSTAS DE UMA TROPA GUERREIRA/SOFRIDA. A PMERJ NÃO SABE A FORÇA QUE TEM.

    ResponderExcluir
  13. NÃO EXISTEM ÁREAS "PACIFICADAS" NO RIO DE JANEIRO!

    Policiais Militares do Rio são heróis...

    A PMERJ DEVERIA SER A POLÍCIA MAIS BEM PAGA DO BRASIL.

    ResponderExcluir
  14. Graças a Deus este Comandante saiu do 7º BPM o que esta acontecendo com a PMERJ?

    ResponderExcluir
  15. Resumindo, estáo "brincando" com a vida dos policiais. Há, eles são seres humanos, têm família, pagam impostos, etc, etc...

    ResponderExcluir
  16. ATENÇÃO, enquanto os PMs fizerem segurança seja legal ou ilegal para o governo ou para os oficiais respectivamente, jamais vão quebre pagar melhor os PMs.
    Vejam se PF ou PRF fazem bico. Quando muito, são os donos das seguranças.
    PM's

    ResponderExcluir
  17. O Sr. Secretário está no cargo à 8 anos, porque este cargo de secretário de segurança não pode ser exercido por Delegado da Pólícia Civil do RJ ou Coronel da PM do RJ, estes dois cagos do Estado tem pessoas muito competentes conhecem muito à situação criminal do RJ. Expliquem e Justifiquem

    ResponderExcluir