terça-feira, 9 de setembro de 2014

Candidatos que fizeram prova da PM fazem protesto na ALERJ

 Cerca de 60 pessoas fazem um ato nas escadarias da Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ), no Centro, na tarde desta terça-feira (9). Policiais militares estão no local.
Os manifestantes pedem o cancelamento do concurso promovido no dia 31 de agosto. Alguns candidatos alegam que houve falhas de fiscalização e que o nível da prova estava superior em relação ao edital.
No entanto, a PM informou que os dois candidatos que divulgaram em redes sociais cartões respostas em branco foram excluídos e que o concurso está mantido.   
   

10 comentários:

  1. Algumas poucas questões não estavam dentro do contexto do edital, mas dai a querer a anulação porque estava difícil? são pessoas que não estudaram o suficiente. Nao quero a anulação e sim a apuracão de irregularidades e punição dos favorecidos por estas. Este 100 candidatos que estão alardeando falar pelos 105 mil inscritos estão utilizando argumento invalido. Nao me representam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc meu caro deve ter conseguido a sua aprovacao gracas a sorte,porque se tivesse estudado saberia que varias questoes nao estavam no edital

      Excluir
  2. Força galera, também fiz essa prova e achei que fui lezado por essa organizadora (Exatus),a prova não foi conforme o edital com o grau de dificuldade bastante elevada e queria muito participar desse manifesto mas resido no Estado da Bahia e estou daqui torcendo para que o Ministério Público RJ venha cancelar essa prova e punir a organizadora fazendo juiz os atos inconstitucionais. E todos fiquem com Deus, orando por um Brasil mais justo.

    ResponderExcluir
  3. Será que tem alguém que passou nesses 60? rsrs

    ResponderExcluir
  4. Porta entrada única. Entra soldado sai coronel.

    ResponderExcluir
  5. Sai dai PI volta pra bahia

    ResponderExcluir
  6. ELES SÃO CARA DE PAU!!!10 de setembro de 2014 13:43

    É ISSO QUE DÁ TIRAR A RESPONSABILIDADE DA APLICAÇÃO DA PROVA DO CRSP. A GANÂNCIA DESSE COMANDO GERAL EM TERCEIRIZAR O CONCURSO DA PMERJ A FIM DE SE LOCUPLETAR COM OS FAMIGERADOS 10%, É CRIMINOSO. QUANDO O CRSP CONDUZIA O CONCURSO DO INÍCIO AO FIM, ISSO NÃO ACONTECIA. AINDA ESTÃO FALANDO EM PASSAR A PESQUISA SOCIAL PARA EMPRESAS PRIVADAS TAMBÉM. ISSO SEM FALAR NA APLICAÇÃO DO EXAME TOXICOLÓGICO, ONDE O CANDIDATO ALÉM DE PAGAR PELA INSCRIÇÃO, AINDA TEM QUE DESEMBOLSAR EM MÉDIA R$ 300,00 PARA A REALIZAÇÃO DO REFERIDO EXAME EM "LABORATÓRIOS" PARTICULARES, POIS ESSE EXAME PARA TER TOTAL TRANSPARÊNCIA E NÃO FICAR TÃO CARO PARA O CANDIDATO, DEVERIA SER FEITO NO HCPM, POIS A FINAL É PARA A PMERJ QUE ESTÃO PRESTANDO O CONCURSO. ATENÇÃO MINISTÉRIO PÚBLICO PARA A ROUBALHEIRA QUE ESTÁ OCORRENDO NOS CONCURSOS DA PMERJ!!!

    ResponderExcluir
  7. Não acho que deveria haver cancelamento da prova,mas concordo com a anulação de algumas questões que realmente(ao meu ver),não estavam constando no edital.Quanto as irregularidades que dizem ter acontecido durante a prova,não tenho muito o que questionar,pois no local que fiz não vi nada que desabonasse a aplicação da mesma.Esses poucos manifestantes também não me representam,torço para que sejam apuradas as questões que estavam fora do edital,e que aconteça a anulação das mesmas,não fui tão mal na prova,acho que esses poucos que estavam nesse manisfesto devem ter tirado média muito inferior ao que foi pedido,por isso estão pedindo a anulação da prova.
    Eu só espero que a justiça seja feita quanto a essas questões.

    ResponderExcluir
  8. Operação Salário Digno.

    Os salários dos Policiais Militares devem ser reajustados significativamente, a fim de garantir as NECESSIDADES VITAIS BÁSICAS previstas no artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988, que, de acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, não seriam supridas com menos de R$ 3.079,31 (três mil e setenta e nove reais e trinta e um centavos), valor do SALÁRIO MÍNIMO NECESSÁRIO. Esse deveria ser o salário de ingresso do Aluno do CFSd (recruta) da Polícia Militar, devendo ainda ser acrescido do adicional de periculosidade de 30% (artigo 193, II da CLT), o que representaria uma quantia de R$ 4.003,10 (quatro mil e três reais e dez centavos). Este salário mínimo divulgado pelo DIEESE deveria ser o ponta pé inicial para a discussão do piso nacional, não podendo qualquer valor inferior ser considerado como aceitável. É preciso lutar por um piso nacional digno e adequado à nossa legislação vigente. A categoria não pode ser tratada com descaso!

    PISO SALARIAL DE R$ 4.003,10 (QUATRO MIL E TRÊS REAIS E DEZ CENTAVOS) PARA POLICIAIS MILITARES JÁ! O valor do Salário Mínimo Necessário, estimado pelo DIEESE em consonância com o Inciso IV do Artigo 7° da CRFB/1988, acrescido do Adicional de Periculosidade (30%) deve ser o piso da categoria. Oferecer DIGNIDADE aos Militares Estaduais é o MÍNIMO que o Governo do Estado deve fazer!

    ResponderExcluir
  9. _________________TEMOS QUER REVER O CONCURSO DOS ANOS 2011 2012 E 2013 FOI FEITOS A CULHAO ENTROU GATOS E RATOS ....AS NOTAS DAS PROVAS REDICULAS O MINIMO 3 A 4 ..FOI UM BEABA....TEVE ATE JANELAO E FAZ ME RI DIMDIM POR VAGAS..TEM QUER SER INVESTIGADOS TAMBEM TODOS ESSES CONCURSOS JA JA ...MPERJ...ALERJ....CGU....AGORA....

    ResponderExcluir